domingo, 18 de março de 2012

ESTE BLOG EM NOVO ENDEREÇO

A partir de hoje Tudão e Tudinho está: www.tudaoetudinho.com.
É só acessar e curtir o novo blog.
Mandem suas opiniões, críticas, pautas, ideias.
Ele é mais que pluralista, é democrático, mesmo!
É o que há!

sábado, 17 de março de 2012

FINO NAVEGADOR

Sinceramente, nunca imaginei que eu pudesse ser blogueiro. Procurei fugi deste milagre da comunicação, porque sempre vivi rodeado de livros: para onde vou, levo-os; gosto de livros e me sinto bem sentindo o cheiro deles e com esses amigos tenho aprendido muito.

Faltando alguns meses para completar 60 anos, rendo-me aos conselhos de algumas gostosinhas, meus filhos e amigos que desejam ler, num blog, o que produzo e apresento na minha querida Rádio Liberal AM, nos programas METRÓPOLE EM ALERTA, de segunda a sexta-feira, das 9 às 10h., e na “praga” dominical, O BOLA NA ÁREA, das 12 às 15h.

Depois de muito pensar e me preocupar com o fino navegador se vai lhe agradar ou não o que escreverei, eis que o amigo Hamilton Gualberto, o Crítico dos Críticos, advogado e jornalista diplomado, me dá a injeção necessária para que eu possa fazer parte deste Novo Mundo com o BLOG TUDÃO E TUDINHO. O Lucas, filho de um dos mais finos bicolores que eu conheci, Odilon Braga, e sobrinho do Crítico, acabou me convencendo do assentamento deste mosaico de palavras.

Meu fino navegador ou leitor deste blog, constitui para mim uma sensação nova na minha vida, uma graça, imaginar que faço parte deste “Mundão”. Tudo dependerá do meu ato cognitivo. Eu penso, não acho - Quem “acha”, como comentarista, não tem convicção no que diz.

Eu não sei como me apresentar: se como blogueiro ou jornalista ante esta gente fina e exigente, todavia essa tarefa transfiro para vocês que poderão, através dos seus comentários, dizerem o que pensam sobre a invenção deste autor, que pode ser um blogueiro-passatempo ou jornalista–apostolado.

Não serei Stendhal, Sterne, Machado de Assis, Hernest Hemingwei, Graciliano Ramos ou Euclides da Cunha, quem sou eu para tanto, mas procurarei ser livre com as palavras, linear, blog mosaicado (que você pode ler do meio pro fim, do fim pro meio e vice-versa) e as notícias comentadas. Espaço livre, democrático, apartidário (politicamente) e independente. Pode crer! É nosso!

Nesta terra todo mundo é jornalista e radialista, e, a bem da verdade, bem poucos se salvam: os colunistas são mais noticiaristas do que analistas dos fatos (ou por omissão, incompetência ou por serem amigo de todo mundo), os “latinhas” são mais propagandistas do que repórteres esportivos(com raras exceções) quando hoje a tendência é a ampla discussão dos fatos. Quem se arvorou a discutir, em Belém, a verborragia de um tal Orlando Frade, que escreveu não sei aonde, que a torcida do PSC é “Gaycolor”. Quem é Orlando Frade? Pelo que sei tem um passado nebuloso como ex-agente público e talvez no Remo esteja querendo notoriedade. Portanto, pode estar mais para fraude do que para frade.

Não é fácil ser verdadeiro e divulgar a verdade dos fatos. O BLOG TUDÃO E TUDINHO vai procurar trilhar este caminho, mesmo sabendo que há complicações quando se diz a verdade. Não pretendo ser o dono da verdade, nem ser mais sabido do que a sabedoria e nem mais inteligente do que a própria inteligência e nem pretendo estar acima do bem e do mal. Curtam TUDÃO E TUDINHO, e se gostarem, pensem num ser feliz; do contrario, perdoem-me finíssimos navegadores.

Pois bem: Como afirmo no quinto parágrafo que este poderia ser "blogue passa-tempo ou jornlaista-apostolado". Postei este FINO NAVEGADOR no dia 7 de abril, uma quarta-feira no mundo, de 2010, e não é que se transforma em blogue profissional?

A partir deste domingo este blog estará em novo endereço: www.tudaoetudinho.com dispondo de mais espaço para os comentários e com tecnologia de ponta. É claro que este mundão tecnológico me é estranho,mas para tal, estou com um profissdional de primeira grandeza, que pode não ser jornalista, mas é um baita web-designe: Haroldo Bezerra.

É dele a arte e a plasmação deste novo Tudão e Tudinho.

Curtam! É nosso!
É o que há!

ARTICULAÇÃO


A ida da alta cúpula bicolor ao jornal O LIBERAL, na quinta-feira, 15, teve tripla significação.

Entregar o título de sócio benemérito do Paysandu ao diretor jurídico de O LIBERAL, jornalista Ronaldo Maiorana; articular a parceria com o clube e o jornal da série de filmes (seria lançado pelo O DIÁRIO DO PARÁ) e apoio das ORM à candidatura de Ricardo Rezende à próxima eleição para presidente do Paysandu Esporte Clube.

O título foi indicação de Rezende e o CONDEL aprovou em reunião ano passado.

O lançamento do DVD, que narra a histórica campanha do Paysandu na Libertadores de 2003, mudou de parceiro porque O LIBERAL ofereceu mais vantagens financeiras ao clube que o DIÁRIO DO PARÁ. “O Paysandu terá mais receita com O LIBERAL”, disse o presidente Luís Omar.

O publicitário Alan Rodrigues, produtor do filme, pretende fazer o lançamento do DVD em evento que contará com a presença do Roberto Carlos, da RC-3, que virá a Belém para assinatura de contrato de parceria com o Paysandu, visando trazer patrocinadores para o clube.

Na qualidade de sócio benemérito, Ronaldo Maiorana dará apoio à chapa encabeçada por Ricardo Rezende que disputará a eleição para presidente bicolor em dezembro, que têm em Wandik e Sérgio Serra os candidatos da oposição.

Tem um significado a presença de Zé Augusto no elenco bicolor: Luís Omar autorizou a renovação de contrato do Zé porque ele é candidato a vereador, pelo PMDB, à Câmara de Belém em outubro deste ano, e terá o apoio de toda diretoria bicolor, que prefere ver Zé Augusto vereador a Wandik.

Zé Augusto disputou a eleição para deputado estadual em 2010 e obteve mais votos que Wandik; se depender da alta cúpula bicolor, Wandik não se reelegerá, cedendo vaga ao Zé da Galera. Pensam os bicolores com poder de mando, hoje, no clube.

Perdendo eleição para vereança, Wandik se torna enfraquecido e, consequentemente, esmorecerá a campanha para presidente bicolor.

Ricardo Rezende, que poderá ter como vice Felipe Fernandes, será o candidato da preferência de Ronaldo Maiorana, Luís Omar e Toninho Assef.
É o que há!

SUA SAÚDE É UM BIG BEN

sexta-feira, 16 de março de 2012

JUSTIÇA


Azedou de vez o relacionamento entre membros da diretoria da Sociedade Desportiva Paraense e a diretoria do Paysandu.

É sabido que a diretoria da SDP tem à frente Pedro Crispino, presidente, e secretário, Sérgio Serra, que é vice de Wandik na Novos Rumos, que busca à próxima eleição bicolor a presidência do Papão.

No dia 26.02, neste blog, Ricardo Rezende, presidente licenciado do CONDEL bicolor criticou Serra: “Ele é secretário da Sociedade Desportiva Paraense e será que não há intere3sse em atravessar jogador? Eu tenho Certeza que o maior interesse dele é este. É a única forma dele buscar o seu dinheiro.”

Ontem, presidente Luís Omar revelou a este blog que o jogador Esdra dos Santos, 16, foi levado das divisões de base do Paysandu para o CT da SDP.

Falando às rádios Marajoara e Liberal hoje de manhã para os repórteres Nilton César (foto) e Agripino Furtado, Luís Omar disse: “Este clube já foi assalto! Roubado por uma gangue de patifes que passou por aqui, agora o jogador Esdra foi roubado daqui!”
Indagado por Nilton César se o Paysandu iria tomar providências, Omar revelou: “Não. Vamos o deixar seguir o seu caminho.”

A fim de “suítar” matéria, passei o dia telefonando para os dirigentes da SDP: Pedro Crispino não atendeu ao chamado do blogueiro; Sérgio Serra falou que mandou “emeio” para os dirigentes da entidade, solicitando esclarecimentos sobre o assunto, e o Dr. Eumar Saúde me mandou “torpedinho”:”Prezado Zé Maria, fiz uma cirurgia na boca hoje à tarde, não tô podendo falar. Se for assunto da SDP, por favor, procure Dr. Pedro Crispino ou Dr. Nahum”.

Pelo telefone, Dr. Nahum falou que iria se cientificar do problema para se pronunciar, mesmo porque para o benemérito bicolor “nada pode ficar sem resposta”.

Uma fonte fidedigna informou ao blog que advogados, sócios da Sociedade Desportiva Paraense, irão através da ANATEL, em Belém, solicitar a “sonora” do presidente Luís Omar para, posteriormente, irem à justiça contra o presidente bicolor.
É o que há!

SUMIU DA CURUZU


Profissionais ligados a Sociedade Desportiva Paraense, que tem como presidente o advogado Pedro Crispino e secretário o engenheiro Sérgio Serra(foto), tiraram das divisões de base do Paysandu o volante Esdras, 16.

O jogador desapareceu da Curuzu e o diretor das divisões de base do clube, Mancha, procurou saber o porquê da ausência e um familair do atleta informou que o mesmo estava treinando no CT da Desportiva, em Marituba, a convite de um funcionário.

Depois que o presidente Luís Omar divulgou o fato ontem à tarde, o blogue procurou entrar em contato com o diretor das divisões de base do clube, o Mancha, que confirmou o fato. "É verdade. O Esdras, 16, anos é nosso jogador e desapareceu daqui da Curuzu. Então, procurei saber junto a família que me confirmou que ele está na Desportiva."

Hoje de manhã, na Curuzu, o presidente Luis Omar se pronunciará sobre o caso e que medidas tomar para que o atleta volte à Curuzu.
É o que há!

quinta-feira, 15 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



DE OLHO
Direção do CR proibiu presença de empresários nas dependências do Baenão.

É que alguns pseudos empresários estavam assediando a garotada azulina após os treinos.

No Paysandu, o presidente Luís Omar revelou à tarde desta quinta-feira que ge nte ligada a Desportiva Paraense(clube-empresa sediada em Marituba)tirou um jogador da base bicolor.

Na manhã desta sexta-feira, Omar dará mais detalhes sobre o assunto!
É o que há!

NENHUMA "ANA"


"Enganaram-me. Passei três meses na Portuguesa e recebi um mês de salário. E só!"

Palavras do atacante Rafael Oliveira(foto), que treina no Payasandu prá jogar pelo clube que o projetou.

O Paysandu ganhoiu R$ 500 mil dos investidores mineiros que levaram o atacante para a Portuguesa de Desportos, mas segundo o próprio jogador não recebeu uma "ana" dessa negociação.

Rafael treina para voltar a brihar com a camisa bicolor.
É o que há!

FATURAMENTO CERTO


Presidente do Paysandu, Luís Omar, retorna do encontro com dez dirigentes de clubes da série C, em Recife, satisfeito com que ficou definido.

A emissora de TV que comprou os direitos de televisionamento do campeonato dará 25 passagens aéreas, hotel e se responsabilizará pelos valores dos exames antidopings e cotas de arbitragens.

Há ideia de dividir a cota em duas partes: 50% entre os vinte clubes e os outros 50% somente entre as dez melhores equipes ranqueadas, segundo critérios da CBF.

Em contrapartida os clubes cederão espaço nos seus uniformes para a logomarca de um patrocinador máster (indicado pela TV) e placas(deste mesmo patrocinador) nos seus estádios.
É o que há!

ESQUISITICE


Em 2002 Campeão dos Campeões, numa final emocionante contra o Cruzeiro, no Castelão.

Em duas partidas Paysandu e Cruzeiro decidiram o título.

A primeira aconteceu no Mangueirão no dia 24.07.2002 e o time estrelado venceu por 2 x 1.

No dia 04.08.2002, no Castelão, em Fortaleza, o Cruzeiro, no tempo normal, tomou de 4 x 3 do Papão.

Nos pênaltis: PSC 3 x 0 Cruzeiro. Paysandu Campeão.

O Paysandu em campo era comandado por Givanildo Oliveira; administrativamente, pelo presidente Tourinho, o seu filho, Marcos Tourinho, e na sede, José Ângelo Miranda e Mário Bringel, que eram os financeiros.

Eu não estava lá, mas foi muito comentado à época e divulgado pela imprensa escrita (e pelas más línguas do Pará) que o presidente da Federação Paraense de Futebol, Antônio Nunes de Lima, na hora da premiação, teria, sutilmente, metido uma medalha no bolso.

Na época eu comandava o BOLA NA ÁREA, da Rádio Liberal, e um ouvinte apelidou o Nunes de “Coronel Medalha”.

Lembro que depois o Hartur Tourinho, presidente do PSC, desmentiu através das emissoras de rádio.

O novo presidente da CBF, José Maria Marin, no dia 25 de janeiro, foi flagrado por um cinegrafista metendo no bolso uma medalha do Corintians que acabara de se consagrar campeão da Copa Paulista de juniores.

A medalha era do goleiro Matheus, do Corintians, que no momento não recebeu a comenda. Só depois que a Federação Paulista mandou a medalha para o CT do Corintians.

Nesta sutil mancada o presidente da CBF não teve como se justificar.

Cleptomania ou mania? Não sei. Conheço algumas pessoas que não podem ver objetos dando sopa que “guardam”. Eu já fui vítima de elementos que se diziam meus colegas. Dirigentes de clubes em Belém já foram vítimas de pessoas com essa fixação pelo que é dos outros. Que o digam Joperso Coutinho, Fred e Louro.

Cleptomania é patologia e como tal tem tratamento: psicólogo. O problema é a coragem de assumir que é doente.

Já aconteceu comigo um fato que passei a policiar a minha mania: de meter no bolso da camisa caneta de outras pessoas, quando empresto.
É o que há!

quarta-feira, 14 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN


SÓ DEU REMO
O Real entrou em campo prá se defender.

O Remo ansioso, principalmente no primeiro tempo, sobrou em campo, mas se perdeu nas próprias pernas, com Fábio Oliveira e Cassiano perdendo duas oportunidades cristalinas.

No segundo tempo, o Flávio Lopes, dando oportunidade a garotada remista, meteu Jaime no lugar de Jônatan, e melhorou o ataque azulino.

Flávio tira um volante e entra com mais um atacante. O Remo foi prá cima e se tornou mais ofensivo.

Betinho não se houve bem.

Aos 26' o Remo fez 1 x 0: Reis, metendo de primeira, num golaço; Jaime 2 x 0, aos 39' e Joãozinho, aos 46', 3 x 0.

5.068 torcedores pagaram ingressos, porporcionando arrecadação de R$ 63.370,00.

Dia 4/4 o Leão enfrenta o Bahia; dia 11 o Leão vai a Salvador.
É o que há!


UM NOVO BLOG

Em breve você estará acessando este blog em novo endereço: www.tudaoetudinho.com ou www.tudaoetudinho.com.br.

O "emeio" para contato@tudaoetudinho.com

O web designe Haroldo Bezerra está plasmando uma nova cara para este que deixa de ser passatempo para ser apostolado.

Obrigado!

FUTURO


De 2009 a 2011 ele viveu um período conturbado no Baenão por causa de salários.

Resolveu procurar novos ares: passando por clubes de São Paulo e Minas, mas agora está de volta ao Baenão por insistência de Francisco Rosas, que tem sido uma espécie de "paizão" para Paulo André da Silva e Silva(foto), 20, nascido em Castanhal.

Paulo André é meia de ligação, tem arrancada e puxa contra-ataque com velocidade o que tem deixado o treinador Flávio Lopes satisfeito com o rendimento do atleta.

Paulo fala prá mim o que o Flávio tem conversado com você após os treinos? Indagou o blogueiro.

- Olha, ele tem me dito que é prá mim me dedicar na parte física que ele vai precisa de mim - revelou Paulo André, em conversa que tive com o jogador ontem, no Baenão.

Tem futuro!
É o que há!

É GOOOL!

Paysandu mandou documento á direção da Caixa Capitalização(CEF), querendo receber percentual arrecadado no ÉGOOOL!

Lançado em meados de 2011, o projeto, em parceria com a Rede Record de Televisão, não obteve o sucesso esperado, mesmo porque clubes de massa como Flamengo, Fluminense, Botafogo e Corintians não aceitaram às regras do Título de Capitalização.

Como até agora não caiu uma “babinha” na conta do Paysandu, a diretoria bicolor mandou à direção do ÉGOOOL ofício, desejando receber os 50% destinados ao clube das apostas que são feitas em nome do Paysandu.

O título custa R$ 6,00 e os clubes têm direito a R$ 3.00. De Belém participam CR e PSC, sendo que o Paysandu é o 10º colocado, com R$ 33.993,00, e o CR, 11º, R$ 32.178,00 arrecadados.
É o que há!

terça-feira, 13 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



SILÊNCIO
O silêncio da presidenta Dilma Rousseff fez Ricardo Teixeira renunciar ao comando da CBF.

23 anos de poder no futebol brasileiro, na FIFA e no Congresso Nacional.

Resistiu a duas CPIs na câmara dos deputados e no senado no início dos anos 2000 CPI da Nike, na Câmara, e do futebol, no senado.

Transferiu a sede da CBF para Brasília, em 2000, ao alugar mansão em área nobre da capital federal para articular defesa com a bancada da bola: não deu eu nada.

Ricardo Teixeira foi acusado de crimes fiscais, apropriação indébita e evasão de divisas. Essas acusações não foram suficientes para defenestrá-lo do cargo de presidente da CBF, porque a entidade é privada e quem manda são os presidentes das federações e dos 20 clubes que disputam o campeonato nacional da série A.

"Uma mão lava a outra e às duas lavam o rosto". Sempre foi assim o relacionamento CBF, clubes e federações.

O maior escândalo da FIFA envolve Havelange: foi acusado de receber propina da ISL e o presidente da entidade, inglês Joseph Blatter, promete divulgar dossiê da justiça suíça.

Em 2008, no amistoso da seleção brasileira contra Portugal, em Brasília, o cartola está sendo acusado de desviar dinheiro do governo do Distrito Federal, que bancou o amistoso e pagou quantia super faturada à Ailanto Marketing, empresa criada por teuixeira.

Inobstante ser corrupto nato, Ricardo Teixeira conquistou duas Copas do Mundo (1994 e 2002) e seis Copas América (1989, 1997, 1999, 2001, 2004 e 2007).

Era (ou é) amigo do ex-presidente Lula, que trocavam de figurinhas quando se cruzavam.

A história de Ricardo Teixeira começou a mudar quando a presidenta Dilma assumiu o poder. Ela sempre quis distância do presidente da CBF.

José Maria Marin (completará 80 anos dia 6 de maio) assume entidade, mas não tem a unanimidade dos dirigentes federacionistas e de alguns cartolas de clubes, como o Mário Celso Petraglia, presidente do Atlético-PR.

Parenteses: foi este que em 1998 emprestou Jobson para o Clube do Remo, mas como tinha projeto da sua empresa Rede de Energia Elétrica no Pará(CELPA) e em Mato Grosso do Sul junto a SUDAM, á época comandada por Hartur Tourinho, o jogador vestiu a camisa do Leão Azul, às 17h, e às 7h, do outro dia, estava na Curuzu.Lembram?

Foi é maior "traço" da história do nosso futebol.

Presidentes das federações da Bahia, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro estão pleiteando nova eleição para presidente da CBF.
É o que há!

VÁ FUNDO!


Taí um “piqueno” bom, alegre, civilizado.

Digo que ele é bom, porque gosta de servir os outros. Ele é o “professor” da rapaziada de rádio na arte de acessar redes sociais e os segredos da computação. Ele é afável.

A primeira vez que vi Sandro Galtran(foto), 28, jornalista diplomado, foi na sala de imprensa do Baenão, ensinando o Redivaldo Lima a lidar com um laptop. Acredito que já são vão dois anos.

De lá prá cá tenho mantido relação cordial com Sandro e observo o quanto ele é dedicado e profissionalmente curioso, e como pessoa não é soberba. Aliás, esta característica tem sido a marca de uns e outros profissionais - principalmente de TV - que pensam que tem Deus na barriga. Pensam que são estrelas. Que o digam os cinegrafistas.

A dez dias atrás, ouvindo a Rádio Clube, o Guilherme Guerreiro anunciou o Sandro Galtran direto do Baenão. Ele deu o recado direitinho. Gostei.

Hoje, de manhã, no Baenão, ele chega com sua jovialidade e eu indaguei se ele estava na Rádio Clube.

“Zé, eu fui mandado embora do DOL (Diário On Line) e o Guilherme Guerreiro está me dando oportunidade para estagiar na Rádio Clube.

Sempre ele: Guilherme Guerreiro. Profissional que com ele trabalhei no início da década de 80, na Rádio Guajará, e sei o quanto é cordial, humano e adora estender as mãos aos amigos. Ele, com sua visão empreendedora e alma bondosa ressuscitou a Rádio Clube e hoje esbagaça com as concorrentes. É incrivel, mas é verdade!

Disse ao Sandro que o ouvi e gostei da maneira didática como transmitiu a notícia e que procurasse criar o seu estilo, não imitando ninguém (principalmente os “propagandistas” que há no rádio belenense) e que não se prestasse para segurar microfone para os comentaristas perguntarem aos treinadores e jogadores, como agora é moda no rádio belenense. Desmerece o trabalho do repórter.

A ideia que tenho - como ouvinte - é que o repórter é aru. Não sabe fazer leitura de uma partida de futebol. E às vezes o comentarista é mais aru, ainda.

Um dia desses, ouvindo uma emissora local, o comentarista disse, no ar, que “quem tem que correr é a bola”. Coitado! Não sabe que esta teoria existia na década de 70 e que em 74, com a Laranja Mecânica, Rinus Michels mostrou ao mundo que quem devia correr eram os jogadores.

Hoje, bola e jogadores têm que correr juntos(com a bola sendo parte do corpo): é só olhar direitinho como jogam Messi e Neymar.

Exemplo recente: o gol de Cariri, do PSC, contra a Tuna, no Mangueirão.

Sandrinho, gostosinho, acredite nos seus propósitos, porque sempre aparece uma mão amiga prá nos ajudar e procure se livrar dos monstros ogros que há no rádio.
É o que há!

MINUTA


“Zeca, a comissão de reforma do estatuto, da qual eu fazia parte, já concluiu o seu trabalho e entregou a minuta aos presidentes do Conselho Deliberativo e da Assembleia Geral durante reunião da qual o Dr. Alaci Nahum participou. Agora, a palavra está com eles. Aproveita e pergunta ao amigo Dr. Nahum como está a análise das contas”.

Este “torpedinho” me foi mandado pelo promotor público e conselheiro bicolor, Newton Gurjão(foto), com qual o advogado Alaci Nahum não concorda.

Tentei contato telefônico com o presidente do CONDEL bicolor, professor Gemaque, mas ele não atende ao chamado.

Insistirei até saber com quem esta a minuta deste estatuto, que pode mudar os rumos do clube que deu as maiores glórias para o futebol profissional da Amazônia.

UM GESTO DE GRANDEZA E DE HONRADEZ EM PROL DO PAYSANDU
Acompanhando este assédio que sofreu o dirigente do PSC, Felipe Fernandes. Acorri, ao seu socorro, por, conhecer a tempera, a formação e a dedicação que caracteriza sua trajetória no Paysandu, uma verdadeira simbiose, entre o cidadão e o empresário e o Clube de Suiço;, poucos, qual este conselheiro, se traduzem em dirigentes que se doam de forma obstinada, em “ipse literi” a causa deste renomado clube. Reiteramos, que, esta particularidade, precisa vir a lume, face o ataque despropositado operado por pseudos opositores, que se escondem em apócrifos, o que já é uma postura desqualificante, a quem pretende incorporar um grupo de oposição; e mais, que, se quer, ainda ascenderam, a condição de reconhecimento, do nobre status de oposição, no campeão dos campeões, porque, até para ser membro de oposição, há que realçar-se de determinadas qualidades imprescindíveis.
Conheci o Administrador Felipe Fernandes, no esboroar dos anos setenta, do século anterior, labutando ao lado do Empresário “ Antonio Couto” em busca de assumirem a frente deste clube, enquanto, compúnhamos o Grupo de Oposição comando pelo Presidente Rui Sales, em uma eleição histórica, em que, vencemos o pleito, em diferença quase que impercebível, sem baixarias, tal a credibilidade dos dois grupos.
A quando do período daquela e de todas as demais campanhas, especialmente, em fase pré eleitoral, nunca houve estas discrepâncias comportamentais, que um grupo de neófitos, emergentes, vem praticando, construindo mais inimigos, do que amigos ou adeptos de seus arroubos, no seio da coletividade alvi-celeste. O ataque insano deste seguimento, ao Presidente Ricardo Rezende, licenciado por enfermidade, teve reprovação total, dos que não estão alinhados com a atual administração, esta foi sim uma ação desqualificadora deste grupo emergente de rapazes, que estimo sim, que um dia possam dirigir o PSC, afinal, eles também, são o futuro do PSC, mas precisam regular o emocional e saberem que tudo tem seu momento e que agora é hora de trabalho em prol da instituição PSC, afinal, encontramo-nos na metade de um mandato; e eles nos mostram que o importante para suas ambições desmedidas, é destruir o PSC. A campanha é no final do ano, e o clube, precisa vencer seus desafios, todavia está tendo como adversário uma minoria, a confundir campanha eleitoral em um clube como o Paysandu, com campanha de Diretório Acadêmico, onde o vale tudo, adjetiva perfeitamente o desnivelamento dos opositores ocasionais. Pelo andar desta carruagem, não creio que o Vereador Wandick vá se alinhar ou até mesmo, descer a este nível, que estes noviços, que não se assumem nominalmente, estão a operar, pois transitam neste espaço, com pseudônimos e com uma forma de se comunicar abominável, em total desnivelamento com o que sempre caracterizou o contraditório intra-clube.
Já tivemos um exemplo claro da falta de maturidade e de desestabilidade emocional, demonstrada por um dos membros deste grupo, que, particularmente, me encheu de decepção, posto que, confessei ao mesmo, minha enorme frustração em ter acreditado e defendido a oportunidade d o mesmo integrar a Diretoria alvi-celeste, quando o vi, renunciar a direção do Departamento de Futebol, após a estabanada dispensa do treinador da equipe( Edson Gaucho), decisão, que também contestamos veementemente à época, mas que no caso do noviço dirigente, este precisaria ter se atido, a uma introspecção, e assim, perceber que não é tentando emperrar a administração do clube, sobrepondo-se o “seu eu”, acima do nós, clichê muito repetido pelo seu grupo, na campanha anterior; que vai fazer o Paysandu vencer seus desafios.
Por fim, acabo de ler os mesmos apócrifos que apedrejavam o Benemérito Felipe Fernandes, agora congratulando-o e repassando receitas de bolo, de como administrar o clube, em uma doce ingenuidade, mostrando-nos assim, que, só vão conhecer o que é administrar clubes como o PSC, quando, amadurecerem e assumirem, bem mais a frente os destinos desta instituição, momento em que, já terão aprendido o bastante, para não renunciarem mais.
Assim sendo, o gesto do Benemérito Felipe Fernandes, abrindo mão, da permuta operada, para a revitalização urgente, imprescindível, para recuperar e devolver a opulência original do palacete alvi-celeste, foi sim, UM GESTO DE GRANDEZA E DE HONRADEZ EM PROL DO PAYSANDU.
GUILHERME TADEU
PS: Meu querido Guilherme Tadeu, no dizer do Dr. Alaci Nahum este blogue "fez um grande bem ao Paysandu", e, portanto, rogo ao amado fraternalmente amigo que pare, porque parei com o assunto.

penso que além do bem que fiz ao clube(segundo Dr. Alaci Nahum), cumpri com a função social do jornalismo.
É o que há!

segunda-feira, 12 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



ATRAPALHADA
Time da Tuna se atrapalhou com um meio-campo amontoado e sem definição.

Paysandu, sem muito brilho, tocou a bola pelos lados e venceu pela aplicação de Cariri, Robinho e Tiago Potiguar: 3 x 0 na Tuna, à tarde de hoje no Mangueirão.

Pela quarta vez Adriano Magrão passa batido e, mas dá trabalho aos zagueiros, e perdeu duas grandes oportunidade de finalização.

O árbitro da partida, Joelson, deixou de marcar penalidade aos 23', do 1º tempo, de Picachu sobre Lineker.

A Tuna jogou congestionada no meio-campo e sem finalizações: seus atacantes não chutaram a gol.

PSC melhora na classificação e a Tuna se afunda em crise financeira e no campeonato.

Mensalão conversará com o presidente Fabiano e deve deixar o clube nesta terça-feira.

REFLETORES
Às 16h40 minutos os refletores do Mangueirão foram acesos.

Por determinação do árbitro do jogo TLB 0 X 3 PSC, alegando tempo nublado, só restou ao engenheiro Fernando Nobre acionar o sistema de iluminação.

PLACAR ELETRÔNICO
Não funcionou por ocasião do clássico desta tarde porque o operador da sala de minitoramento do placar eletrônico, Geraldo Cascaes, sofreu acidente de traânsito na manhã desta segunda-feira e está internado em uma clínica médica.

Cascaes é o único técnico treinador para o desempenho da função.A informação foi passada pelo diretor geral do Estádio Olímpico do Pará jornalista Edgar Proença, Saulo Marcelo Lima Aflalo.
É o que há!

EVENTO


O contrato firmado entre PSC e RC-3 foi questionado pelo advogado Alacid Nahum.

A audiência aconteceu no SHOW DE BOLA, da Rádio Marajoara, ontem, 12h30.

Rendeu e como rendeu. Obrigou-me a ir ao encontro do publicitário Alan Rodrigues (foto), 34, dono da Inova Comunicação. Portanto, publicitário estabelecido em Belém e garanto: bem sucedido.

Eu sempre desconfiei dos marqueteiros “rabos de cabra” que apareceram no PSC, mas em Alan Rodrigues eu acredito.

“Zé, eu poderia passar prá você detalhes do contrato do PSC com a RC-3, mas prefiro primeiro apresentar aos conselheiros e isso será feito num evento que estamos preparando para a segunda quinzena de março na sede do Paysandu”, revelou Rodrigues.

Insisti, mostrando a ele a necessidade de publicar neste blogue o contrato assinado entre PSC e a empresa do ex-lateral da seleção canarinho, porque a comunidade acessa este este espaço.

“Zé, entendo o teu esforço, mas te garanto que este contrato será apresentado pelos executivos da RC-3 que estão vindos a Belém para o evento que estamos preparando. As presenças de Roberto Carlos e sócios a Belém depende da agenda deles”, garantiu Alan.

O projeto visa buscar parcerias que garantirão ao Paysandu receitas para que o clube tenha acesso à segunda divisão do campeonato brasileiro. “É um contrato que vai dá lucros ao clube com parceiros nacionais e internacionais que poderão contratar jogadores para o bicola. E com relação ao tempo de duração do contrato, que vai até 2014, o mesmo poderá ser distratado por ambas as partes", afirmou o publicitário.

O projeto será mostrado em coquetel que não custará nada ao clube. Será patrocinado.

Portanto, Alacid Nahum e todos os conselheiros bicolores e os curiosos (como eu), temos que esperar um pouco mais para podermos fazer nossas avaliações.

DÉRBI
O clássico de hoje à tarde no Mangueirão é clássico, sim. para este blogueiro é clássico, porque clássico se confirma pela história,pela tradição dos dois clubes litigantes e não pela ascensão momentanea de um ou de outro clube.

Longe de querer comparar Remo e Independente, Paysandu e Águia como clássicos. Não é. Primeiro, por que estes emergentes não são clubes, são times de futebol comandados por "coronéis". São times "coronelistas" e às vezes bancados pelo corrupto prefeito da cidade.

Paysandu e Tuna, Remo e Tuna como RE-PA são clássicos sim. Pelo menos para este humilde e teimoso blogueiro.

E o clássico de hoje à tarde no Mangueirão servirá para definir Lecheva ou Fernando Silva como técnicos de futebol.

Todoso ao Mangueirão!
É o que há!

domingo, 11 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



ALACI NAHUN
A presença de Alaci Nahun no programa SHOW DE BOLA, da Rádio Marajoara, rendeu torpedinhos, "emeios", telefonemas e questionamentos da comunidade alvi-celeste.

O conceituado advogado fez questionamentos pertinentes e um desses quês foi à de que o contrato do PSC com a RC-3 deve ser divulgado para conhecimento dos "cardeais" bicolores.

Pois bem: mantive contato com o Alan Rodrigues e o resultado do meu papo com amanehcerá nesta segunda-feira neste blogue.

Tá certo?
PS: Este blogue está sendo plasmado em novo endereço: www.TudaoeTudinho.com. Aguardem!

A DESCOBERTA DE FLÁVIO


Não é quizília. É questionamento, simplesmente, questionamento.

Flávio Lopes mudou a postura do CR e viu que jogadores Reis, Jônatas e Betinho têm futuro e podem ser titulares do meio-campo remista, o que não viu Sinomar Naves durante 8 meses.

Ganhou o Remo do Independente por 2 x 1 porque foi mais ousado, com meio-campo jovem e talentoso.Atirado!

E Cassiano joga pelas beiradas, partindo prá cima dos zagueiros adversários. E tem dado bons resultados.

Às vezes não basta tão-somente o conhecimento. Sinomar conhece futebol. Mas não foi ousado como técnico do CR. Perdeu tempo em sua teimosia em apostar em jogadores como Felipe Baiano e Adenizio como volantes.

Paulo André,19,meia de ligação, que saiu do Remo brigado porque não recebia, agora voltou e está treinando.

Quando Flávio Lopes o viu treinando no Baenão confessou a um assessor: "Vou lançar este garoto!"

Aguardem!

Em Santarém, São Raimundo 2 x 2 Águia, e nesta segunda, no Mangueirão, Tuna e Paysandu.
É o que há!

INDOMÁVEL, NEFANDO, IRREVERENTE, IMPOSSÍVEL, METICULOSO E INSTIGANTE: O PULO DO GATO



A FUNÇÃO SOCIAL DO JORNALISMO
O blogueiro José Maria Trindade tem consciência que incomoda alguns desportistas nesta terra.

E se começo a incomodar é sinal que me lêem. Então, existo!

Eu tenho medo de morrer. Eu tenho medo de ser leviano como homem e jornalista.

Parodiando o ex-vice-presidente, José Alencar, “eu tenho medo de perder a honra”.

Tem dirigente belenense que a sua vaidade é muito maior que a sua própria inteligência.

E tem gente que deseja ser dirigente de clube e não honra o que fala. Não tem dignidade de dizer: “Eu disse!” E daí?

Prefere ser bonzinho, educado, frouxo, cagão, a honrar a calça que veste. Eu nunca fui desmentido pelo que publiquei nos programas que apresento e agora neste blogue. Eu gravo.

Ter novos rumos é ter postura. É ter coragem de encarar o adversário com altivez e não com frivolidade. Não sou fofoqueiro, não! Faço jornalismo com disposição crítica, independência neste blogue. Interpelo-me e questiono-me quando percebo que a matéria vai incomodar. E quando ninguém me interroga é porque tem algo errado.

Se algumas pessoas, que desejam chegar ao topo bicolor, têm medo de Ricardo Rezende, que tenham, eu não tenho. Tenho respeito. Agora, ir ao encontro do Rezende e dizer que não é verdade o que publiquei, é ca-na-li-ce! É ser o pior dos patifes engravatados!

E é por isso que as nossas maiores instituições (CR, PSC e TLB) estão passando por momentos difíceis. Não é só a praga da abnegação. É a desgraçada da vaidade!...

Miguel Pinho tinha muita razão quando dizia publicamente: “No Paysandu eu pago a minha vaidade!” Morreu e eu nunca ouvi dizer que o Paysandu lhe devia. E colocou muito dinheiro no clube.

A divulgação por este blogue que o sócio-benemérito do Paysandu, Felipe Fernandes, era dono de 1.200 títulos, foi por acaso, e, francamente, quando percebi que o fato era verdadeiro mantive a disposição de ir fundo. ATIREI NO QUE VI, ACERTEI NO QUE NÃO VI. Foi à primeira matéria sobre o assunto. Rendeu!

Pensei nos “cabritos” que em toda eleição no clube se fala muito sobre títulos que estão em poder de pessoas que no passado passaram pelo Paysandu e que como botaram dinheiro na instituição, tornaram-se donos de papéis que poderiam se transformar em votos.

E nas eleições esses títulos serviam para “engordar” urnas de candidatos simpatizantes da situação. É mentira?

Ontem me cruzei com o presidente Luís Omar que, em tom exacerbado, falou que sacanearam e tentaram denegrir a imagem do Paysandu e por tabela a reputação de Felipe Fernandes, “que é um rapaz de conduta ilibada”. Vesti a carapuça. Respeitei a opinião do mandatário máximo bicolor.

Ouvi e alterquei respeitosamente com Luís Omar, que gosto dele porque diz olhando na retina. Doa a quem doer!

SACANAGEM
Esse negócio desses títulos é uma sacanagem muito grande que estão fazendo com o clube, tentando denegrir a imagem do clube e, por tabela, a imagem do Felipe, que é um homem sério; ele tem reputação ilibada e tentaram denegrir a imagem desse rapaz.

REALIDADE
Veja bem: esses títulos não pertencem ao Felipe Fernandes, pertencem ao Paysandu. É como se eu tivesse na minha casa 100 formulários de títulos. Afinal, era isso que estava em poder de Felipe. Os que ele conseguiu vender foram registrados no clube e o dinheiro saiu para pagar o Felipe, que não foi nem 1% do que ele gastou no clube.

R$ 1 MILHÃO
Ele devolveu para o clube e o clube se quiser vende, se não quiser não vende. Então, eu posso chegar lá e comprar os títulos. O Paysandu me deve R$ 1 milhão e acaba com esta novela. É um negócio sujo que a gente fica lutando aqui prá soerguer o clube e a gente fica sendo vítima por parte dessas pessoas que nunca fizeram nada por este clube. Venham se juntar com a gente!

DIFICULDADES
Paysandu ganha, parabéns! Paysandu perde, nada presta!O Paysandu ganhou em Rondônia a vitória foi desvalorizada. Como fazer futebol nesta terra? É difícil! Agora, o Paysandu já teve 50% por cento da sua receita de propaganda bloqueada prá pagar dívidas passadas.

ELEIÇÃO
Esta muito longe. Eu não estou preocupado com isso. Eles que façam suas confusões prá lá.

TÉCNICO
Nós estamos pensando nisso e no momento exato o Paysandu vai contratar. Estamos consultando três nomes: Tarcísio Pugliese, Guilherme Maculia e Flávio Araújo.
Na noite de quinta-feira Luís Omar e o seu vice, Toninho Assef, reuniram com seus diretores no restaurante do Crown Plaza, em Nazaré, e foi posta em votação a preferência de Feliz, João Carlos Pontes, Felipe Fernandes, Hermon: 4 votos para Flávio Araújo.

A sonorização dessa matéria você ouvirá às 12h no SHOW DE BOLA, da Rádio Marajoara-AM.

Penso que como repórter, cumpri com uma das funções do jornalismo: a social! E parei com o assunto!
É o que há!

sábado, 10 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



A VERSÃO DO BLOGONAUTA
Em relaçao ao jogo da copa do Brasil (Trem 0x5 ABC) eu fiz a logística do ABC na cidade de Macapá. Os diretores do Trem disseram na cara do vice presidente da Federação Amapaense (Paulo Rodrigues) que não iriam prestar contas no final do jogo, e sim no outro dia de tarde na sede da Federaçao. Por isso o ABC foi a delegacia registrar B.O (sou testemunha ocular do B.O) por apropriaçao indevida.

Outro fato lamentável foi a deselegância e grosseria do administrador do estádio Glicério Marques, o técnico Vitor Jaime. Tudo porque no dia do jogo, pela manhã, levei a direção do ABC (Superintendente Sr. Ricardo Moraes, Assessor Especial da Presidencia Sr. Jocélio e Observador técnico Sr. Ivan) ao estádio Glicério Marques e como o portão que dá acesso ao gramado estava aberto entramos no campo, inclusive junto com o vice presidente da Federação Amapaense de Futebol. Ele não gostou de termos entrado no gramado e jogou na cara de todo mundo: "Eu fui maltratado em Natal pelo América em 2010, portanto vou dar ao ABC o mesmo tratamento que recebi em Natal". O Superintendente ainda argumentou, que eramos do ABC e não do América. Mesmo assim Vitor Jaime disse que iria dar o mesmo tratamento, virou as costas e foi embora. A direção do ABC mandará oficio à Federaçao Amapaense de Futebol e a imprensa do Rio Grande do Norte - no mesmo dia, desceu a lenha no Vitor Jaime. E com razão. O proprio vice presidente da Federacao ficou constrangido e solicitou ao ABC que fizesse uma representacao contra a administracao do estadio Glicerio Marques

Luiz Paulo F Pina

ELA É MIL ANOS

Quem gosta de futebol é o belenense e não o paraense.

Se o Paraense gostasse de futebol os clubes do interior, que disputam esse lugar-comum que é o centésimo campeonato estadual, encheria os acanhados estádios de Cametá, Marabá, Tucuruí.

Quem ainda se salva é o mocorongo que vai ao “Colosso do Tapajós” para assistir aos jogos de São Francisco e São Raimundo.

Atualmente, a torcida belenense não merece os clubes que têm a capital, por que não se planejaram e continuam com a mesmice de 30 anos atrás.

Jouber Meira foi um profeta quando, na década de 80, nos corredores do Baenão, revelou que se” o Remo não se planejasse sofreria as conseqüências futuramente”. Não deu outra!

Mesmo assim este torcedor, que o Guilherme Tadeu denominou de “Fenômeno Azul” (que o beócio Paulo Caxiado não tem a dignidade de dar crédito) lota o Baenão prá ver o passável time remista, que Flávio Lopes tem tirado leite de pedra na tentativa de dá qualidade técnica ao elenco.

Na quarta-feira, 7, no Mangueirão(que mereceu rasgados elogios do Neto, da TV Bandeirante:”Atualmente é um dos melhores do Brasil”), mais de 22 mil pessoas pagaram ingressos prá ver o Independente ser esbulhado pelo bandeira Enoque Costa Pacheco(AP) diante de um todo-poderoso São Paulo, que marcou um único gol.

Este torcedor, que anda ressabiado com Remo e Paysandu, proporcionou ao Independente uma bilheteria inimaginável se o jogo fosse em Tucuruí: R$ 365.546,82. Renda líquida.

Com a cota de participação - R$ 120 mil -, o Galo tem dinheiro para iniciar obras do seu centro de treinamento.

Graças a torcida belenense.

CASO DE POLÍCIA
No jogo de ida o ABC goleou o Trem de Macapá: 5 x 0 na quarta-feira, no Glicério Marques.

Como não tem jogo de volta, o Trem teria que repassar 60% da arrecadação.

Os dirigentes do Trem desapareceram com o borderô.

Direção do ABC foi à polícia registrar BO.

O Caso foi comunicado à CBF.

DODÓI
O Tremendão Bira, que deu glórias ao futebol do Amapá, do Pará e do Rio Grande do Sul, está internado em hospital amapaense, merecendo atenção dos médicos que estão à cabeceira do maior artilheiro da história do futebol paraense.

Em 1978 marcou 28 gols e em 79, 32, vestindo a camisa do CR.

Este ano, Bira esteve na festa de abertura do centésimo paraense, recebendo justas homenagens da Federação Paraense de Futebol.
É o que há!

sexta-feira, 9 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



APLICA!
Antes de se licenciar por 60 dias, Ricardo Teixeira mandou a “baba” para as federações pobres e designou Roberto Góes, presidente da federação do Amapá, para comandar a delegação brasileira que vai aos Estados Unidos para amistoso da “Canarinho” contra a Dinamarca em breve.

Não é a primeira vez que Ricardo Teixeira ao sentir o cheiro da perpétua se licencia da presidência da Confederação Brasileira de Futebol.

Em 2002, quando a entidade sofria pressão do Congresso Nacional, que criou a CPI-CBF, Teixeira se licenciou e voltou por cima, quando a bancada da bola, ajudou a salvar a pele de Teixeira.

A CBF alugou mansão em Brasília e Ricardo Teixeira passou a tirar expediente na capital federal.

Quem comandou as ações pró-Teixeira, junto aos congressistas, foi o velho aliado “Caixa D’água”, então presidente da Federação do Estado do Rio de Janeiro, que o defendia com fidelidade canina.

José Maria Marin é quem o substituirá na CBF, mas Francisco Noveletto, presidente da Federação Gaúcha de Futebol, e o Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista, estão rosnando, porque àquele deseja rodízio entre os vices e este quer ver Marin à frente da CBF.

“Ele tem que administrar bem é a gaúcha”, disse Del Nero.

Nunes, presidente da Federação Paraense de Futebol, já está no Rio de Janeiro para a reunião de segunda-feira com o novo presidente da casa bandida do futebol(segundo Juca Kfoury).

ERREI
Na matéria JOGÃO, no terceiro parágrafo, cometo erro de velho: esquecimento e o pior: não chequei, mas os meus leitores saberão entender que aonde está "Rafael Paty marcou 3 gols", esqueçam: ele marcou dois e é o artilheiro deste lugar-comum que é o Parazão/12 com 9 gols.
É o que há!

JOGÃO

Cametá joga prá cima e goleia São Francisco num jogão de bola.

À noite passada, no Parque o Bacurau, time de Cacaio voltou a fazer excelente apresentação diante de um São Francisco, que meteu 3 x 0 no Paysandu, na Curuzu, no domingo passado.

São Francisco chegou a fazer 4x3 em cima do Cametá, mas Rafael Paty consolidou-se como artilheiro isolado da competição, marcando 3 gols, e chgando aos 10 tentos.

Final: Cametá 6 x 4 em cima do São Francisco.
É o que há!

A RESPOSTA DE FELIPE FERNANDES

Belém,07 de março de 2012

À
Secretaria do PAYSANDÚ SPORT CLUB

Encaminhamos à essa Secretaria o controle dos Títulos Patrimoniais emitidos em 3(três) Séries, aprovados em Reunião do Conselho Deliberativo, onde os mesmos tem o objetivo de custear as reformas, ampliações e adequações que se fizessem necessárias na Sede Social do Paysandu Sport Club, sito à Avenida Nazaré 404- Nazaré.
Informo também que os títulos estão assim distribuídos:

SÉRIE EMITIDOS VENDIDOS DISPONÍVEIS
ARNALDO MORAES FILHO 400 22 378
NABOR DE CASTRO E SILVA 400 34 366
PHILADELPHO CUNHA 400 22 378
TOTAIS 1200 78 1.122

Na oportunidade, coloco todos os Títulos DIPSONÍVEIS que perfazem o total de 1.122(mil cento e vinte e dois) à disposição do Clube para sua comercialização direta na Secretaria do Clube, ficando sua receita exclusivamente para os cofres do PAYSANDÚ, ficando claro e certo que o Paysandú Sport Club não deve valor financeiro, Titulo Patrimonial Remido ou qualquer outro documento a minha pessoa.
O que foi executado até a presente data na Sede Social do Clube é REAL, e pode ser constado inclusive periciado pelos Órgãos Competente. Infelizmente tentaram denegrir a minha imagem e de minha Empresa a qual este ano completa 20(vinte) anos de mercado sem nem uma ocorrência que manche a credibilidade da mesma. Nunca pensei em ser dono do PAYSANDÚ, nada tenho comigo do Clube e não ser o Amor e disposição de trabalhar pelo melhor da Entidade, e isto EU tenho certeza que venho fazendo e farei enquanto DEUS me der saúde e condições para tal. Minha Benemerência não foi dada atoa e nem pedidos e sim conquistada, pelos relevantes serviços prestados ao Clube de Suiço.
Atenciosamente.

Luiz Felipe Fernandes
Sócio-Benemérito

quinta-feira, 8 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



MIJANDO PRÁ TRÁS
Por mais que não queira aceitar, a FIFA tem mais poder que a ONU.
Como se não bastasse o esforço sobrenatural do governo brasileiro para a construção de arenas nas cidades sedes da Copa/14, o Congresso Nacional tira uma de vaca: libera venda de cerveja nos estádios onde acontecerão os jogos da copa do mundo.
Traduzido bem ou mal, nós merecemos é um chute no toba!

GOSTOSINHAS
Foi preciso que 129 gostosinhas morressem queimadas em 8.03.1857, numa industria de Nova Iorque, para que o mundo começasse a reconhecer o valor da mulher.
Só de lembrar que a mulher já foi considerada imunda(quando menstruada) nos tempos bíblicos, sem alma na era medieval, "escrava branda" da sociedade patriarcal, em alguns países islâmicos faz-se abstração do clitóris para que a mulher não sinta prazer sexual, morre apedrejada quando adúltera, e no Brasil até 1962 a mulher era considerada incapaz: nada podia fazer sem o consentimento do marido.
O mundo mudou e com ele os direitos se igualaram entre XY(cromossomo masculino) e XX(cromossomo feminino).
Uma coisa é certa: é através dessas gostosinhas que acontece o milagre da vida

TRUQUES
A blogueira mais famosa do mundo, a cubana Yoni Sanchez, que se consagrou ao fazer restrições ao governo de Fidel Castro, foi desmascarada por um jornalista francês, Salim Lamrani, que durante um ano pesquisou sobre as atitudes de Sanchez no blogue.
Lamrani descobriu que é falso o número de seguidores da blogfueira: não são 214 mil seguidores e sim 32.
A fraude foi descoberta por causa dos truques que ela forjava no seu blogue.
É por isso que eu tenho minhas rejeições a essa onda de seguidores. Eu não sigo Jesus, como posso seguir quem se diz meu amigo, que às vezes é um dissimulado ou do tipo patife engravatado?
É o que há!

EXPERIÊNCIA TEM


Este centésimo estadual de futebol só existe porque o governo banca.

Tecnicamente e financeiramente é o pior campeonato dos últimos 30 anos.

Charles Guerreiro deixou a Tuna no sábado, três, após perder para o Águia por 2 x 1, por não receber vencimentos.

Foi para Santarém e no domingo já estava à beira do gramado dirigindo o São Raimundo, que empatou com o Remo em 1 x 1,e até ontem não havia recebido o que os cartolas mocorongos lhes prometeram.

Fernando Silva dos Santos, 56, graduado em educação física e pós-graduado em saúde do desporto e treinamento desportivo pela UEPA e UNIP, foi efetivado no cargo de treinador tunante porque Fabiano Bastos, presidente tunante, não tem dinheiro prá contratar um profissional da área.

Fernando Silva iniciou carreira em 1988 no Esporte Clube Belém e na década de 90 chegou à Curuzu, trabalhando em 91,92, 94, 96 e 98. Em 95 foi levado pelo Tata a trabalhar no São José dos Campos (SP), em 97 foi para o União São João (SP) trabalhando com Tata, Geninho, Lula Pereira e Basílio.

Em 1999 voltou a Belém e foi para o Baenão, trabalhando com Bonamigo, Spinoza e Cuca; em 2000 foi prá Santa Catarina, trabalhou no Avaí.

Em 2002 voltou à Curuzu; 2003 e 2004 Rio Branco de Americana; 2006 e 2007 dedicou-se à divisão de base do PSC; 2008, Castanhal; 2009/10, Parauapebas; 2011 voltou à base bicolor e agora, 2012, chega à Vila Olímpica.

Ontem fui à Vila e acompanhei o trabalho técnico-tático comandado pelo Silva para os jogadores da Tuna, que pediram ao presidente Fabiano que deixasse o preparador físico acumulando funções. “Zé, não adianta trabalhar em campo e o presidente não fazer a parte dele, pagando os jogadores”, disse Silva.

Fernando Silva, além de professor universitário, é empresário (tem duas academias de preparação física em Belém), e está havia dois meses sem receber vencimentos na Tuna.

Indaguei se ele está preparado prá desempenhar a função de treinador: “Zé, trabalhei com Tata, Givanildo Oliveira, Jair Picerni, Bonamigo, Cuca, Geninho, Basílio, Luís Carlos Martins, Lourenço, Benaze, e os daqui de Belém e com todos aprendi alguma coisa, mas os que mais me inspiram são: Tata é intuitivo e inteligente; Givanildo tem domínio de grupo e é líder.”

Fernando Silva não se descuida:todo ano vai a São Paulo fazer treinamento e se aprimorar na área de treinamento desportivo.
É o que há!

TIA MARIA


A minha relação com algumas mulheres é de amor fraternal.

Mas com uma é de veneração: a Tia Maria (foto), minha mãe, minha deusa!

Embora elas não saibam, continuo amando as mães dos meus filhos.

Amo-as porque souberam educar os meus filhos. Eu que - para alguns - fui um pai ausente, tive a felicidade de ter tido relacionamentos amorosos com Indaraquara (Manaus, mãe do Antônio Cláudio), Maria de Fátima (Rio de Janeiro, mãe de Elyman e Elymar), Cleide (Marajó, mãe de Jênife), Dolores (Souza, mãe da Mikaela) e Elô (Tapanã, mãe do Tudinho). Elas são Opus One! Eu é que não prestei como parceiro!

Neste 8 de março, a minha gratidão às mães dos meus filhos e a minha eterna paixão, respeito, gratidão à Tia Maria por ter me ensinado a ser homem, a ser amigo, a ser correto nos negócios, a ter fé, a acreditar nos meus sonhos, a ter esperança, a ser grato a quem devo favores, e amor aos que me cercam. São virtudes que me foram passados no berço.

Não sigo ninguém: Chico Xavier, Papa, Lutero, Calvino, Mormos, Jesus e Deus (que acreditar nele é uma hipótese irrelevante), mas sigo os conselhos de Maria de Nazaré Trindade Pereira, 83, e tomo benção dela uma vez por semana pelo telefone.

Esta mulher gerou e educou onze filhos (sete meninos e quatro meninas) e todos estão encaminhados como homens e mulheres no sentido lato sensu da palavra. Nenhum nega sua natureza. Ela tacacazeira, mas tinha obsessão fantástica pela educação da farta prole."Estude, meu filho, prá você não ser lambaio na vida!"

Sem cabotinismo nenhum: a segunda geração dessa mulher tem advogado, jornalista, fisioterapeuta, professor, odontólogo, engenheiro e gerente da CEF. É uma glória!

Num dia da década de 70 tomei a iniciativa de saí debaixo da saia dela e me disse: “Vá, meu filho, e se precisar lembre-se da mamãe!” E tem sido assim até hoje! Quando estou deprimido, recorro às palavras da Tia Maria.

Tia, eu te abandonei um dia, mas nunca me abandonaste; quanto mais o tempo passa e a distância aumenta, mais eu te amo!
É o que há!

quarta-feira, 7 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



COPA DO BRASIL
O Espigão do Oeste recebeu o Paysandu e perdeu de 3x1.

O bicolor paraense classificou-se à outra fase e espera pelo vencedor de Sport recife e 4 de Julho.

O Real(Roraima) recebeu o Clube do Remo e empatou em 0x0. Fábio Oliveira perdeu um pênalti.

Quarta-feira, 14, no Baenão, o Remo recebe o Real.Empate de 0x0 leva o jogo aos pênaltis; empate com gols, classfica o representante roraimense. O Remo tem que vencer.

No Mangueirão, o Independente perdeu para o São Paulo por 1 x 0.

O independente teve um gol legal de Jean anulado pelo assistente Enoque Costa Pacheco(AP), confirmado pelo árbitro Suelson França Medeiros(RN).

Quarta-feira, 14, 19h30, no Morumbi, o tricolor paulista receberá o campeão paraense.
É o que há!

EXPLICAÇÃO

Na última reunião dos membros da chapa Novos Rumos, que se prepara para disputar a eleição para presidente do Paysandu, em dezembro, tendo como presidente Wandick e vice, Sérgio Serra, o odontólogo Sérgio Chermont foi incisivo ao pedir que o presidente da Sociedade Desportiva Paraense, o advogado Pedro Crispino, que é simpatizante da chapa, desse resposta ao que insinuou Ricardo Rezende neste blogue no dia 26/02 sobre a participação de Serra como secretário da entidade, que visa a formação de jovens atletas.

“Assim como ele (Sérgio Serra) pretende investigar a gente, nós também podemos investigá-lo. Ele é secretário da Sociedade Desportiva Paraense e será que não há interesse em atravessar jogadores? Eu tenho certeza que o maior interesse dele é este. É a única forma de buscar o dinheiro que investiu lá”. Expressões de Ricardo Rezende, presidente licenciado do CONDEL bicolor.

A ideia do odontólogo Sérgio Chermont encontrou guarida entre outros parceiros, mas não soou bem aos ouvidos dos candidatos Wandick e Serra que preferiram o silêncio a replica a Ricardo Rezende.

Por outro lado, o advogado Pedro Crispino, na qualidade de presidente da Sociedade Desportiva Paraense, deverá reunir os pares de diretoria da entidade para deliberarem sobre que posição terão diante das declarações de Rezende.
É o que há!

terça-feira, 6 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



OK
Por 3 anos(até final de 2014), Paysandu e RC-3 fecharam acordo de gestão de marketing.

O contarto foi assinado entre o publicitário Alan Rodrigues(PSC) e Roberto Jr. e Roberto Carlos executivos da RC-3.

Rodrigues embarcou hoje para a Argentina onde foi filmar tomadas do estádio La Bombonera, onde o PSC,em 24.04.2003,obteve lendária vitória por 1 x 0 sobre o Boca Junior(Argentina).

"Após o meu retorno que acontecerá dia 11, o PSC promoverá evento prá comunicar ao CONDEL e aos seus associados", reveleu Alan Rodrigues.

CADÊ O TOURINHO
Em dezembro do ano passado foi alardeado que Hartur Tourinho seria o "Rei Midas" da Tuna Luso Brasileira.

Passados 3 meses, o presidente Fabiano Bastos não consegue arrumar dinheiro prá pagar salários dos jogadores e da comissão técnica lusa.

Charles Guerreiro deixou o clube sem receber vencimentos atrasados, e agora o presidente defe efetivar o preparador físico, Fernando Silva, no cargo de treinador, porque não tem dinheiro prá contratar um técnico.

Indaguei do presidente Fabiano Bastos sobre o Tourinho: "Ele está tentando arranjar patrocinadores, mas ainda não conseguiu nenhum".

JUSTA HOMENAGEM
CONDEL do CR Reuniu à noite de ontem e resolveu homenagear Jurandir Bonifácio, recentemente falecido, e que por mais de 30 anos foi repórter setorista do CR a serviço da Rádio Marajoara.

A sala de coletivas das emissoras de TV, no Baenão, receberá uma plaqueta em homenagem ao "Mais azul repórter" da cidade.

Jurandir merece mais do que isso: muitos presidentes do clube não fizeram o que ele teve coragem de fazer prá ver o Remo campeão.

Em 1983 a Tuna foi campeã do primeiro turno com Paulo Mendes treinador. Juruca foi na Vila e debaixo da castanhola- que ainda está lá- conversou com Mendes e no outro dia, de manhã, Paulo asssumia o Leão Azul prá ser campeã do segundo turno e paraense daquele ano.

Ainda sobre CONDEL remista: deu prazo de 1 mês para o conselho fiscal apresentar às contas do exercício/2010(Amaro Klautau).

"CABRITOS"
É fácil eu comprar um título do PSC das mãos de terceiros. Álias, se no clube custa R$ 400, das mãos de quem quer se livrar do papel deve custar menos. Mas eu não quero.

Eu quero comprar um título na secretária do clube, mesmo porque me foi prometido pelo Felipe Fernandes que os colocaria na secretaria do clube a partir de 1º de março.

Tá explicado? Eu continuo acreditando na palavra do conselheiro,que ganhou os 1.200 títulos numa deferência do CONDEL bicolor. Já vendeu 78 e por que não vende os 1.122 restantes? Eu quero apenas um!
É o que há!

É O PSC...


Procuro repassar aos meus filhos sentimentos que guardo na alma: fé, esperança, gratidão, respeito e amor fraternal aos que me cercam.

Entendo que a primeira agência socializadora da humanidade é a família. É ela que nos dá base prá sermos o que somos como homens maduros.

Às palavras, os exemplos, as visões de mundo influenciam muito no comportamento dos nossos filhos e com certeza eles cobram quando nós não cumprimos com as promessas.

“Não prometa ao seu filho o que você não pode cumprir”, dizia Tia Maria(minha mãe). Sempre procurei ser um pai correto e exemplar aos meus filhos, mas aos 62 anos de idade estou vivendo um drama com o Mateus, 4, o “Tudinho” porque prometi a ele o que não depende tão-somente da minha condição financeira: depende da boa vontade da direção do clube que amo, o Paysandu, colocar títulos de sócios à venda.

No dia 7 de fevereiro, Josemar Mateus Cabral Trindade Pereira, o “Tudinho”, que me inspirou a criar este blogue, fez 4 anos e levei-o à butique do Paysandu prá comprar um "fato" com as cores do clube que deu as maiores glórias para o futebol da Amazônia. Comprei e de repente me veio a ideia de comprar um título para o meu filho.

Saí da butique e fui à secretaria do clube e um jovem me disse que os títulos estavam em poder do Felipe Fernandes. Telefonei ao conselheiro bicolor que me disse ter 1.122 títulos e que colocaria a venda à partir de 1º de março ao preço de R$ 400.00. Acreditei.

Não entrarei mais em detalhes sobre o assunto porque já é de domínio público. Desde o dia primeiro de março que tento contato com Felipe Fernandes e ele não atende o meu chamado telefônico. Eu pretendo comprar um título em nome do Mateus, mas está sendo difícil.

Ontem, eu e o “Tudinho” fomos à secretaria do Paysandu, e a Ray, funcionária, me disse que muita gente tem telefonado para a secretaria do clube querendo saber se estão vendendo títulos de sócios, mas “não há previsão de venda.” Saí frustrado da sede do Papão, vendo meu filho correr feliz em sua santa inocência e dizendo: “É o Paysandu? É pai?”

Antes de ser um atleta bicolor, “Tudinho” pretende ser sócio do clube que ele aprendeu a dizer: “Papai, me leva prá Cuuzu!”

Não vou desistir de dá ao meu filho o que prometi no dia dos seus 4 aninhos.
É o que há!

segunda-feira, 5 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



ENTRE A CRUZ E A ESPADA
Os ótimos treinadores estão empregados.

Os bons estão trabalhando em clubes medianos.

E os que estão desempregados não vêm prá Belém por menos de R$ 40 mil. E aí a porca torse o rabo porque o Paysandu não tem este dinheiro.

"O Flávio Araújo quer vir, mas quer R$ 40 mil adiantado. Então, fica difícil. Até sexta-feira a gente contrata um treinador que esteja dentro do orçamento do Paysandu", disse o vice-presidente, Toninho Assef, que passou à tarde de hoje na Curuzu.
É o que há!

FLÁVIO ARAÚJO OU EDINHO

Reunião da diretoria do Paysandu foi além das 2h da madrugada desta segunda-feira, na sede social do clube, e nada ficou decidido sobre treinador.

Sem as presenças de Olívio Câmara e Antônio Carlos Pontes(alegaram problemas particulares), presidente Luís Omar e o seu vice, Toninho Assef, reuniram com Alex Lima e Felipe Fernandes, à noite de ontem, a fim de encontrarem uma solução para o elenco de futebol.

Flávio Araújo é um nome de consenso entre os diretores bicolores, mas João Carlos Pontes, pelo telefone, disse ao presidente Omar que se Flávio Aráujo não concordar com a proposta bicolor que ele indicava Edinho, ex-lateral da seleção brasileira.

Pontes, em uma das suas idas ao Rio de Janeiro, foi apresentado ao Edinho através de Paulinho Oliveira, e o ex-jogador manifestou interesse em treinar um clube de Belém do Pará.

Ontem mesmo, Pontes telefonou para Edinho e este não atendeu ao chamado do diretor bicolor. "Agora de manhã voltarei a manter contato com Edinho, se eles não acertaram com Flávio Araújo", disse João Carlos.
É o que há!

domingo, 4 de março de 2012

REMO JOGA RUIM; PSC: CARGA PESADA

Ao término da segunda rodada da segunda fase do Parazão, Independente e São Francisco estão 100%, seguidos de CR(terceiro) e Águia(quarto) e as decepções são PSC(sétimo) e TLB(lanterna).

Além de serem os últimos colocados, Paysandu e Tuna estão procurando técnicos prá suas equipes.

Em jogo insosso, no Colosso do Tapajós, CR e São Raimundo mereceram o placar: 1 x 1. Empate no placar, igualdade na qualidade técnica do jogo.

Técnicamente, o centésimo campeonato paraense está sendo marcado pela mediocridade das equipes que estão disputando o título.

Na diretoria bicolor há quem diga que o time sofreu carga máxima de trabalho e a consequência é a saturação da equipe.

Carlinhos Dorneles foi contratado para acompanhar o trbalho da comissão técnica. Deve ser chamado para uma conversa com a diretoria.
É o que há!

NÃO FOI PROFETADA, NÃO...

Em todos os setores de atividade humana tem que haver talento e alma.

Muitos narradores e comentaristas esportivos dizem que jogador tal “põe a alma na ponta da chuteira”. É a arte de jogar com tesão. Viril.

Num time de futebol, além dessas duas qualidades, tem que ter preparo físico, a técnica dos jogadores e o sistema tático adotado pelo treinador. É ele quem elabora o plano a ser desenvolvido pelos jogadores dentro de campo.

Há quem diga que técnico de futebol não ganha jogo. Pode até não ganhar, mas que um bom treinador arma uma equipe vencedora isso é verdade.

Nesses 40 anos que tenho de profissão, aprendi fazer leitura de futebol, vendo técnicos armarem equipes vencedoras em Macapá e em Belém. Eu não sou comentarista, mas sim palpiteiro. Sou curioso e como tal perguntador.

Na minha terra conheci Chefe Humberto - teórico treinador de São José e Ypiranga Clube, e no final da década de 70 chegava ao Amapá Aloísio Brasil para treinar o Santana Esporte Clube, então “Canário Milionário”, bancado pela ICOMI (Indústria e Comércio de Minério), e em Belém acompanhei Jouber Meira, Carlinho Silva, Paulo Mendes, César Moraes, Givanildo Oliveira que treinaram Clube do Remo e Paysandu.

Entre esses treinadores e os regionais há muita diferença de didática e até de postura dentro de campo. Nós estamos vivendo esses exemplos atualmente em Belém do Pará: Sinomar Naves passou oito meses no Baenão e não conseguiu engendrar esquema tático ao time do Remo, e Nad, no Paysandu, está muito aquém de ser o treinador que o Paysandu precisa.

Não dá mais! Ontem o Paysandu empatou com um Cametá desfigurado e o Nad não viu o que vi ou vice-versa: eu não tiraria Bartola, que dava trabalho a zaga cametaense. O Paysandu além da falta de talento, não tem disciplina tática. E isso é obrigação do treinador.

Se assim continuar, no brasileiro o Paysandu não terá futuro. E o Remo, pode até não ganhar o campeonato, mas que contratou um bom treinador eu não tenho dúvida.

Esta matéria foi postada dia 1º de março e como afirmo na manchete não foi profetada, não. É a visão que tenho sobre técnicos de futebol neste Estado.

tive respeito pelo zagueiro que vi jogar ao lado de Ademilton, na década de 80, no Paysandu, pelo ser humano excepecional que é, mas como técnico de futebol, Nad deixa muito a desejar.

Tanto ao Nad como ao Sinomar lhes faltam o essencial, penso: a prática para colocar em ação os fundamentos do futebol nos treinos técnicos e táticos.

DESPREZO
Em outras épocas quando Paysandu perdia para times inexpressivos, os funcionários ficavam tristonhos.

Hoje é diferente: vi, às 15h30 de hoje, na Chaco, na porta do clube, alguns funcionários da Curuzu, bebendo todas, mijando na porta das pessoas e até na frente do estádio, se divertindo e uns dizendo: "Bem-feito! Isso aí dentro não tem jeito com esses caras!"
É o que há!

INDOMÁVEL, NEFANDO, IRREVERENTE, IMPOSSÍVEL, METICULOSO E INSTIGANTE...


COMPOSIÇÃO
Não foi à toa que membros da Novos Rumos se calaram diante dos arroubos de Ricardo Rezende neste blogue a semana passada.
Nomes consagrados e de respeito, como o do desembargador Leonan Cruz, Alexandre Xerfan, Rui Sales e outros estão trabalhando nos bastidores para que Wandick seja o nome de consenso, mas que tenha como vice um “cardeal” indicado pela situação.
No restaurante Beto Grill, na Dr. Moraes, em dia da semana passada, Rui Sales e Toninho Assef conversaram demoradamente sobre o tema e Assef, que é o atual vice-presidente, concordou com a ideia do ex-presidente bicolor, Rui Sales.
“Zé, é verdade. O Rui conversou comigo sobre essa possibilidade e se depender de mim estou aberto ao diálogo com o pessoal que apóia o Wandick. Se a gente se unir, ninguém segura o Paysandu”, disse Assef ao blogue.

"CABRITOS"
Passei a semana inteira tentando um contato telefônico com Felipe Fernandes, dono de 1.122 títulos, e não obtive resposta. O telefone chama, chama e ele não atende. Talvez esteja chateado com o blogueiro e eu entendo sua contrariedade, sem ser leviano.
Tentei contato com o conselheiro bicolor porque me disse que dia 1º de março colocaria à venda os títulos e recebi inúmeros telefonemas, torpedinhos e “emeios” querendo saber se os títulos foram colocados à venda.
Estou impossibilitado de dá opinião devido ao silêncio de Felipe Fernandes.

MAIS PROCESSOS
Parodiando a sequência do programa do Faustão, o departamento jurídico do CR vai se virar nos 30 neste mês de março.
Quando Ronaldo Passarinho (foto) e Pablo Coimbra Araújo, advogados do Departamento Jurídico do CR, pensam que tudo está sob controle, aparecem processos milionários contra o Filho da Glória e do Triunfo.
Dia 13, às 10h, na 1ª vara, audiência em que André Luiz Chita do Espírito Santo, auxiliar técnico de Paulo Comelli, cobra R$ 335.682,00 do clube.
Neste mesmo dia, às 11h, na 6ª vara, Welington Pinheiro Costa cobra do Remo FGTS, mas o ex-presidente Amaro Klautau alega que o jogador quando foi vendido para o Paysandu por R$ 70 mil, assinou documentos como o Remo nada lhe devia, mas esses papéis não existem nos arquivos do clube.
No dia 20, 11h45, na 11ª vara audiência em que a jornalista Michelle Muniz cobra R$ 2.001.874,00 por assédio moral.
Em um ano à frente do departamento jurídico do Leão Azul, Ronaldo Passarinho e Pablo Coimbra têm conseguido fazer acordos que diminuiu consideravelmente as pendências.
Diego Barros cobrava R$ 340.000,00 e no acordo o clube lhe paga R$ 140.000,00 parcelados em 14 de R$ 10.000,00, faltando tão-somente quatro parcelas.
Muller concordou receber R$ 100.000,00, parcelados em 10x. Falta uma parcela.
Ao jogador Maurício Oliveira o Remo paga R$ 135.500,00, parcelados em 10x. O clube só deve uma parcela.
Edson Edmilson recebe R$ 70.000,00 parcelados em 14 cotas de R$ 5.000,00. O clube já pagou nove.
Luis Júlio Lima recebe R$ 28.000,00, parcelados em oito mensalidades de R$ 3.500,00. O Remo só deve uma cota.

R$ 100 MIL
O presidente da Federação Paraense de Futebol, Antônio Carlos Nunes de Lima, que ajudou a consolidar Ricardo Teixeira à frente da CBF, espera receber R$ 100 mil como parcela dos lucros da entidade nacional referente ao exercício 2011.
O dinheiro será aplicado na conclusão das obras do Centro da Juventude. Uma perguntinha: e os clubes que sempre deram apoio ao Nunes, reelegendo-o presidente da FPF não têm direito nessa “babinha”?

SHOW DE BOLA
Essas matérias e outras vocês poderão acompanhar no SHOW DE BOLA, da Rádio Marajoara-AM, às 12h, com a apresentação do José Maria Trindade.

NOVO ENDEREÇO
Este blogue está sendo plasmado em novo endereço: www.TudaoeTudinho.com.br e o novo "emeio" é: Gostosinho1950@TudaoeTudinho.com.br.
Aguardem!
É o que há!

sábado, 3 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



PATY
Às notícias divulgadas em Belém sobre o abandono de Rafael Paty da concentração do Canetá por falta de pagamento, não é verdade.

"Os caras me pagam em dia e estou aqui no Rio de Janeiro tratatando de assuntos familiares e pedi licença da direção do clube. Não é verdade o que estão noticiando aí em Belém", disse Paty ao blogueiro hoje de tarde, pelo telefone.

Rafael Paty estará retornando a Belém na terça-feira e na quarta pretende se reapresentar à direção do Cametá.
É o que há!

DURO NA QUEDA


Encontrei ontem, à tardinha, sentados em uma das mesas do bar dos “traíras”, ao lado da sede da FPF, na Paz de Souza, bairro do Guama, o presidente Nunes e o seu vice, José Ângelo Miranda, saboreando café com tapioquinha.
Conversei com o presidente da Federação Paraense de Futebol de forma descontraída sobre o encontro dos 27 presidentes das federações estaduais com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, na quarta-feira, no Rio de Janeiro.

FICA
“Zé, não adianta a presidenta Dilma não gostar do Ricardo Teixeira. Ela põe ministro na rua, mas não põe o Ricardo Teixeira prá fora da CBF. Quem manda na CBF somos nós, presidentes das federações. Fomos nós que o colocamos lá até o primeiro trimestre de 2015. Ele vai ficar, sim, no cargo.”

CORRUPÇÃO
“todo mundo diz isso e aquilo do Ricardo Teixeira, mas ninguém prova. As contas da CBF são de domínio público. A CBF paga todos os seus diretores e assessores, inclusive os jogadores da seleção recebem diárias quando são convocados prá servir a seleção. O Ricardo trouxe a Copa para o Brasil com apoio do Lula, mas a sua sucessora não está cumprindo com os acordos.”

MESADA
“Olha Zé, as federações pobres recebem ajuda da CBF, sim, e a nossa já recebeu ajuda prá construir o CEJU (Centro da Juventude) e de vez em quando eu peço ajuda, mas ultimamente ele negou, mas agora reiterei o pedido e estou esperando receber prá terminar o nosso projeto”.

DIVERTICULITE
“Zé, somente a diverticulite poderá afastar o Ricardo Teixeira da presidência da Confederação Brasileira de Futebol. E eu fui um dos que falei na assembleia: Ricardo, se for necessário operação, apresenta o atestado e nós apoiaremos o José Maria Marin.”

FIDELIDADE
O que percebi no papo com o presidente da Federação Paraense de Futebol, Antônio Carlos Nunes de Lima, é que ele é fiel escudeiro do todo-poderoso presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que está no poder desde 1989 e já enfrentou duas CPIs e resiste ao cerco principalmente da imprensa paulista que o acusa de corrupção.

TORNEIO NO MARANHÃO
Por último, Nunes revelou que o presidente da federação maranhense pretende realizar em setembro torneio interestadual prá comemorar aniversário de fundação do Maranhão e Remo e Paysandu estão agendados.
Nunes comunicará aos dirigentes Sérgio Cabeça e Luís Omar.

SHOW DE BOLA
A sonora com mais detalhes desta entrevista vocês poderão acompanhar no SHOW DE BOLA, da Rádio Marajoara, 12h, domingo.
É o que há!

sexta-feira, 2 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



RESPEITO
Recebi da jornalista Michelle Muniz comunicado em que me pede que não exponha seu nome neste blogue. Pedido feito, pedido acatado. No entanto, minha querida confreira, o processo em que você aciona o CR por danos moraes é de domínio público no quadro de avisos da 11ª vara da justiça do trabalho em Belém.

Se causei transtorno, perdão, mas a matéria é verdadeira e acompanharei "in loco" no dia 20/03, às 11h45, por entender que é fato importante e que a comunidade esportiva paraense tem o direito de saber.

ÁRISON
O vice-presidente da FPF, José Ângelo Miranda, não liberou o jogador Árison para jogar pelo Paysandu.

O vice-presidente bicolor, Toninho Assef, criticou hoje a postura do dirigente federacionista: "É uma vergonha o que estão fazendo com o Paysandu. O jogador foi inscrito dia 28 e nós não temos culpa se o site da CBF estava fora do ar nesta data. Agora o Zé Ãngelo, que tem raiva do Paysandu, veta a inscrição do Árison", disse Assef.
É o que há!

R$ 2.001.874,00

Jornalista cobra R$ 2 mi do Clube do Remo por sofrer danos morais dentro do Baenão.

“Sofria diariamente varias humilhações perante seus colegas de trabalho, pois os prepostos do clube, o diretor de futebol e o técnico, faziam questão de menosprezá-la à frente de todos”, afirma a jornalista Michele Souza Matos Frick Muniz em processo que se encontra na 11ª vara da justiça do trabalho em Belém do Pará, que será apreciado dia 20 deste mês, às 11h45.

Por analogia, o diretor a que Michele se refere é o Pedro Minowa e o técnico, Sinomar Naves.

É evidente que o departamento jurídico do CR, que tem como vice o Dr. Ronaldo Passarinho, irá convocar Pedro Minowa e Sinomar para fazerem parte da defesa do clube já que eles são partes envolvidas, inobstante não serem citados nominalmente.

Em outro processo, o Remo é cobrado por não depositar FGTS do jogador Welington Pinheiro Costa, que na administração do Amaro Klautau foi transferido para o Paysandu.

A audiência acontecerá dia 13 deste mês, às 11h na 6ª vara.

Por motivos de doença (problemas coronários), Dr. Ronaldo Passarinho se licenciará do departamento jurídico do CR.

COMUNICADO
Em breve este blogue estará hospedado em: WWW.TudaoeTudinho.com.br.
Aguardem!

quinta-feira, 1 de março de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



POSTURA
O time grande é o Clube do Remo. É essa postura que Flávio Lopes impõe aos jogadores do Leão Azul.

Flávio Lopes é um técnico que planeja, que conversa e diz o que quer dos seus atletas. Quando um jogador erra, ele para e manda fazer certo. Está cerretíssimo. Ele ralha com o jogador. Quem ama educa, já diz o letrista popular.

Hoje, depois do treino, Lopes conversou com jogadores e membros da comissão técnica. O trabalho do treinador remista me faz lembrar de Bonamigo, que em 2000,no Baenão, tirou leite de pedra de um time que tinha Robinho, Jr., Daniel e Edgar, que brigaram num jogo no Mangueirão.

Cassiano hoje de manhã disse ao blogue: "Com o professor Sinomar eu não me encontrava em campo, agora com o Flávio eu faço o que sei fazer: jogar pelas beiradas".

Simples. Flávio posicionou Cassiano e mandou ir prá frente, respeitando o estilo do jogador.

DIVERTICULITE
Não adianta a presidenta Dilma Rousseff não tolerar Ricardo Texeira; o deputado federal Romário pedir a cabeça do presidente da CBF; a imprensa paulista acusá-lo de corrupção, só a doença que o afligi(diverticulite), poderá tirá-lo da CBF.

27 presidentes das federações estaduais lhe deram apoio incondicional. Ricardo Teixeira foi bajulado e deixou a sede da CBF fortalecido.

COMPAIXÃO
No encontro de ontem num apartamento de um simpatizante, Wandick e Serra, candidatos da Novos Rumos à presidência bicolor, que não altercarão com ninguém da situação bicolor.

A bem da verdade, os dois candidatos respeitam o estado de saúde do presidente licenciado do CONDEL bicolor, Ricardo Rezende. É demonstração de respeito e solidariedade humana.
É o que há!

NOVO ENDEREÇO
O web-designe Haroldo Bezerra, que plasma a nova cara deste blogue, comunica-me que em breve este TudaoeTudinho estará em: WWW.TudaoeTudinho.com.br e o "emeio": Gostosinho1950@TudaoeTudinho.com.br.
Aguardem!

NÃO DÁ MAIS!

Em todos os setores de atividade humana tem que haver talento e alma.

Muitos narradores e comentaristas esportivos dizem que jogador tal “põe a alma na ponta da chuteira”. É a arte de jogar com tesão. Viril.

Num time de futebol, além dessas duas qualidades, tem que ter preparo físico, a técnica dos jogadores e o sistema tático adotado pelo treinador. É ele quem elabora o plano a ser desenvolvido pelos jogadores dentro de campo.]

Há quem diga que técnico de futebol não ganha jogo. Pode até não ganhar, mas que um bom treinador arma uma equipe vencedora isso é verdade.

Nesses 40 anos que tenho de profissão, aprendi fazer leitura de futebol, vendo técnicos armarem equipes vencedoras em Macapá e em Belém. Eu não sou comentarista, mas sim palpiteiro. Sou curioso e como tal perguntador.

Na minha terra conheci Chefe Humberto - teórico treinador de São José e Ypiranga Clube, e no final da década de 70 chegava ao Amapá Aloísio Brasil para treinar o Santana Esporte Clube, então “Canário Milionário”, bancado pela ICOMI (Indústria e Comércio de Minério), e em Belém acompanhei Jouber Meira, Carlinho Silva, Paulo Mendes, César Moraes, Givanildo Oliveira que treinaram Clube do Remo e Paysandu.

Entre esses treinadores e os regionais há muita diferença de didática e até de postura dentro de campo. Nós estamos vivendo esses exemplos atualmente em Belém do Pará: Sinomar Naves passou oito meses no Baenão e não conseguiu engendrar esquema tático ao time do Remo, e Nad, no Paysandu, está muito aquém de ser o treinador que o Paysandu precisa.

Não dá mais! Ontem o Paysandu empatou com um Cametá desfigurado e o Nad não viu o que vi ou vice-versa: eu não tiraria Bartola, que dava trabalho a zaga cametaense. O Paysandu além da falta de talento, não tem disciplina tática. E isso é obrigação do treinador.

Se assim continuar, no brasileiro o Paysandu não terá futuro. E o Remo, pode até não ganhar o campeonato, mas que contratou um bom treinador eu não tenho dúvida.
É o que há!

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



INCOMPETÊNCIA
Faltou às equipes de Paysandu e Cametá competência para finalizar.

Rafael Paty,o artilheiro do campeonato,pelo Cametá,e Adriano Magrão(PSC),desperdiçaram oportunidades que poderiam ser convertidas em gols.

Magrão perdeu 4 grandes oportunidades cristalinas, e Paty meteu uma bola no travessão.

Paysandu apresentou maior volume de jogo no primeiro tempo, mas sem objetividade.

Na segunda etapa cacaio conseguiu fazer com que o seu meio-campo tivesse posse de bola e equilibrou ações de ataque.

Pelo Paysandu, Nad mexeu errado: tirando Robinho e Bartola que davam trabalho à zaga cametaense. Tiago Potiguar e Leleu nada acrescentaram.

Cametá sem suas principais peças, conseguiu para o Paysandu, que taticamente nada apresentou.

Adriano Magrão pode ser útil ao Paysandu, mas tem que treinar bastante para se entrosar com a equipe.

Na partida de hoje contra o desfigurado campeão da taça "Cidade de Belém", o time bicolor foi bonitinho, mas ordinário, prá não dizer horrivel técnicamente.
É o que há!

APOIO

Ricardo Teixeira continuará presidente da Confederação Brasileira de Futebol.

Á tarde de hoje, em Assembleia Geral na sede da CBF, no Rio de Janeiro, os presidentes das 27 federações não ecnontraram irregularidades na administração da entidade nacional que pudesse levar Teixeira a renuncia do cargo.

"Ele vai continuar até o último dia do seu mandato", revelou o presidente da Federação Paraense de Futebol, Antônio Carlos Nunes de Lima, uma dos aliados de Ricardo Teixeira.

COPA PAN-AMAZÕNICA
Nunes, em conversa com o blogue pelo telefone, disse que os presidentes das federações da região Norte conversaram com os executivos da SPORT PROMOCION, empresa que tem interesse em promover o Copa Pan-Amazônica de futebol.

O projeto está sendo executado e a empresa vai conversar com os representantes das entidades peruana, Venezuelana, Boliviana,colombiana e sunrinamês.

Se houver acordo, a Copa Pan-Amazônica será realizada no segundo semestre de 2013!.

MAU COMEÇO
A Tuna começou mal o segundo turno do campeonato paraense.

Perdeu, à tarde de hoje, no Souza, para o Independente por 3 x 1!
É o que há!

O CARRASCO


Por duas vezes Antônio Eduardo Leôncio, 34,paulista, Edu Chiquita, meio-campista, ganhou de CR e PSC.

Em 2008, jogando pelo Central de Caruaru, ganhou do CR por 2 x 0, pela Copa do Brasil; em 2010, na Curuzu, pelo Salgueiro, ganhou do Paysandu num jogo em que ficou conhecido por "salgueiraçõ", deixando o Paysandu na terceirona.

Edu Chiquita deve começar a se exercitar à tarde de hoje ao lado de Dida(goleiro), Edinaldo(Zagueiro), Jean(lateral) e Deiveson(meio-campo).
É o que há!

POSTURA


Diferente das vezes anteriores, o Remo não teve medo de atacar o Águia de Marabá.

Taticamente, Flávio Lopes mudou a cara do Remo, que mostrou ontem no Zinho de Oliveira, que não está morto nas paradas, e é sério candidato ao título do segundo turno.

Tiago Cametá, que substituiu Balu na lateral direita, correspondeu à expectativa do treinador e o meio-campo (André, Jônatas e Betinho) defendeu, marcou e atacou, num 4x3x3 armado pelo treinador Flávio Lopes.

Defesa, meio-campo e ataque foram compactos à noite de ontem contra o Águia, com a velocidade de Cassiano sendo uma espécie de pivô à frente dos zagueiros do time de João Galvão, que não teve posse de bola.

À tarde de ontem o vice-presidente Paulo Motta conversou com o presidente Sérgio Cabeça sobre as novas contratações já que o orçamento do CR é de R$ 300 mil para o elenco de futebol, sendo que deste total a metade vai à justiça do trabalho.

Com a excelente vitória de ontem frente ao todo-poderoso Águia, a torcida remista - Fenômeno Azul - dará suporte financeiro ao clube quando os jogos forem no Baenão.
É o que há!

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

SUA SAÚDE É UM BIG BEN

VOLÚPIA OFENSIVA

Deu prazer ver o Remo de Flávio Lopes com postura, marcação e toques rápidos no meio-campo. É o fruto do trabalho de um treinador que trabalha muito o posicionamento dos laterais e de meio-campo.

Vi Flávio Lopes iniciar sua didática com o time remista e não é à toa que ele grita, que para jogadas e diz como as jogadas devem ser iniciadas.

Esta didática foi presenciada hoje contra o Águia com André e Jônatas dando combate quando o Águia tinha o domínio da bola, mas os dois tendo liberdade para se projetarem quando o Remo partia para o ataque.

O meio-campo remista foi opereoso e criativo: marcando e criando jogadas para os atacantes.

O Águia no primeiro tempo teve bons momentos, mas encontrou forte marcação da zaga azulina.

No segundo tempo, coube ao lateral Léo Rosas, aos 8 cruzar para o cabeceio de Vandânis marcar 1 x 0. E foi só para o time de João Galvão.

Aos 10, num lance de Fábio Oliveira, Cassiano entrou de cara com Alan, que fez falta: pênalti que Fábio Oliveira marcou 1 x 1.

Cassiano, aos 26, em jogada de Fábio Oliveira, que lançou Reis e este Cassiano: 2 x 1

Aos 30 Joãozinho lançou Fábio Oliveira, que de fora da área, num chutaço, fez 3 x 1 CR.

E aos 44 Joãozinho percebeu que Alan estava adiantado e meteu por cobertura: golaço!´
O Remo é outro time. Muito diferente daquele armado por Sinomar Naves.
É o que há!