segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

O CR CONSEGUIU O QUE QUERIA...

Andrei Silva e Silva apitará CR X ÁGUIA, quarta-feira,no Baenão.
Adevaldo Figueiredo comandará SÃO RAIMUNDO X CAMETÁ.
Nelson Casemiro Montão administrará CASTANHAL X INDEPENDENTE.
Glauber José Miranda, na quinta, Curuzu,dirigirá o primeiro clássico do campeonato - PSC X TLB.
O Joel Silva dos Santos estará à frente de SÃO RAIMUNDO X TUNA, domingo, no "Colosso do Tapajós"
É o que há!

MATOSO OU MIGUEL SAMPAIO

Depois que a Secretaria de Comunicação do Estado pediu o currículo de Miguel Sampaio, agora se fala no nome de EDSON MATOSO para comandar a SEEL - Secretaria de Esporte e Lazer.

Àquele é empresário e este é jornalista e recentemente foi nomeado diretor do sistema de rádio da FUNTELPA.

Desses, quem for nomeado É...

TUDINHO


CROCODILO
Sandro Goiano fez gol contra o independente, sábado, e deixa o campo chorando.
Chorando de quê? Antes da partida contra o Salgueiro cobrou do presidente Luís Omar a premiação por vitória e como o presidente estipulou em R$ 120 mil ele ficou amuado.
Há quem diga que ele e os seus companheiros queriam R$ 400 mil – a renda do jogo.
E está com o clube na justiça cobrando desde aluguel de um dos seus apartamentos em Belém que o clube alugou e não lhe pagou.

FILHO DE UMA ÉGUA X MALANDRO
Falei ontem no BOLA NA ÁREA que Sérgio Cosme é treinador de futebol e a ideia que tenho é que alguém no vestiário lhe dá dicas de como o PSC deve jogar no segundo tempo. Falei, sim, e fui além: esse tipo só sabe distribuir camisas.
Em dado momento do meu comentário o tratei de “filho de uma égua”. Força de expressão muito comum na região Norte, como “égua”, “cara de égua” e o “paidégua” e que tenho por hábito pronunciar a palavra como assim o faço com “gostosinho (a)”.
Depois do programa recebi um telefonema de um ouvinte que se identificou pelo nome de Josemar, que na década de 90 fez residência em hospital do Rio de Janeiro, no bairro da Saúde, que me disse que o carioca tem por mania tratar pessoas que não conhece pela alcunha de “malandro” e que da Bahia prá cima todo mundo é “baiano” e que quando alguém comete uma mancada é logo taxado de “baianada”.
Então, o Josemar questiona:” Filho de uma égua”,”malandro”e “baianada”quais as diferenças?
Eu penso que o malandro, por pensar que todo mundo é otário, lá um dia se dá mal.

DIZ-QUE
Tem dirigente jurando de pé junto que a ideia de tirar um pouco da “baba” de CR e PSC e repassar aos clubes pequenos foi de gente da Federação Paraense de Futebol. E não foi do Nunes, o presidente da entidade.

FARINHA POUCA MEU...
...Pirão primeiro. É assim que pensa o presidente da ACLEP, jornalista Ferreira da Costa, que pretende se eternizar no cargo, ao mandar nota de esclarecimento ao presidente da Assembleia Geral da entidade, Pio Neto, sentenciando que quem não pagou mensalidades até 20 de janeiro deste ano não pode votar e nem ser votado.
Estou fora!

ESTÁ VALENDO
Muitos usuários da Rede Celpa continuam colaborando com Remo e Paysandu.
Contribuem com 20, 30 e 50 reais, mensalmente, para o projeto Meu time, minha luz e que o dinheiro arrecadado tem servido para pagar contas de luz das sedes e dos campos dos clubes. Ainda bem.
Vem aí o CAP-PAPÃO e CAP-LEÃO, mas com a responsabilidade de publicidade da CEF. O projeto Celpa/clubes não deu teve futuro porque a responsabilidade de marketing era de CR e PSC.

RÁDIO
Edson Matoso, diretor de rádio da FUNTELPA, conversou com o “da Máquina”, o médico Jorge Dias, narrador da Rádio Marajoara, e tudo vai depender da “babinha” para que o excelente narrador esportivo empunhe o microfone da 93.7.
Professor Cláudio, que já comenta para a TV, está na agenda do cerebral Matoso.
É o que há!

domingo, 30 de janeiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



Não vi Remo 2 x 2 Cametá; pelo rádio, ouvi alguns lances do primeiro tempo. Então, fico impedido de comentar.
Fui a 3 de Maio preparar material jornalístico para o Metrópole em Alerta de amanhã.
Boa-noite.

CURTAM...


“FORREST GUMP"
Depois do segundo jogo e da segunda mancada do treinador do Paysandu, a ideia que este blogueiro passatempo tem é de que Sérgio Cosme é um baita distribuidor de camisas e, no segundo tempo, alguém fala prá ele que o time está mal posicionado.
Alexi Oliveira, na partida de ontem contra o Independente, jogou de costas para os zagueiros.Professor Cláudio, que comentou o jogo para a TV Cultura, fez a leitura perfeita da partida. O treinador não sabe que essa não é a característica do jogador?
Paciência!
Nas duas partidas – Castanhal e Independente – ele foi mais bafejado pela sorte do que pela própria competência. O que prevaleceu foram as habilidades de alguns jogadores.
Ao final do jogo, para os repórteres, ele conta história como à de ontem: “Paysandu e Independente é um clássico”. É muita cara de pau!
Sérgio Cosme, que é do tipo “Eu sô do Ri, malandro” (sem o “o” porque o carioca “engole” vogal “o” em final de palavra), pensa que por aqui ninguém manja de futebol. Tá enganado, malandro. Já comecei a desconfiar deste contador de histórias.

CARÁTER E PODER
2002. Edson Matoso era o presidente da ACLEP e tinha direito a reeleição e poderia ser aclamado porque tirou a entidade do fundo do poço.
A nossa associação, vez por outra, é dirigida por bifrontes: jornalistas ou radialistas que vivem a criticar os dirigentes, principalmente de Remo e Paysandu, mas que são de índoles duvidosas.
Um, que anda por aí com cara de anjo, quando o Lapinha era o Lapinha, saia da noitada com as “meninas” e ia se homiziar na sede da entidade. Não revelo o nome desse camafeu porque ele é casado. Mas, foi o mesmo que deu o “traço” em mim, no Luís Araújo, no Nazito e no Paulinho Souza, editor do Amazônia. (Só quem partiu prá infinita escuridão foi o Lulu, mas o resto está vivo). Detalhe: foi o mesmo que não pagou 150 caixas de cervejas e outras tantas de refrigerantes a Ibirapuera, em Icoaraci. O “seu” Armando Tavares anda por aí...
Matoso abriu mão e permitiu que o Ferreira da Costa, que estava inadimplente havia dois anos, fosse candidato. Foi eleito, inclusive com o meu voto.
Passados oito anos, da Costa recebeu mais de R$ 80 mil da SEEL – Secretaria de Esporte e Lazer – para fazer simpósios pelo interior do Estado. Quais os benefícios desses fóruns para o rádio esportivo e para o futebol paraense?
Hoje, Ferreira da Costa, que sempre viveu a ilharga de prefeitos do interior, deputados e vereadores, pegando uma “ponta” aqui, outra acolá, é candidato a reeleição. E não permite que inadimplentes paguem suas mensalidades... É uma teta. Ele está esperando receber R$ 50 mil de uma emenda parlamentar estadual.
Géo Araújo (que já foi vice de Ferreira da Costa) encabeça uma chapa, tendo Nildo Matos na vice.

TIMAÇO
Sabedor de que rádio é som e nome e vice-versa, Edson Matoso, diretor do sistema de rádio da FUNTELPA, pretende formar uma “senhora” equipe para transmitir futebol através da 93.7.
Deseja contratar Jorge Dias, “O da máquina”, professor Cláudio, a revelação do comentário esportivo, e um ou dois repórteres para mandar fora das quatro linhas. Ele é do ramo, é cerebral e não “acha”, pensa.

A DIFERENÇA
Diego, 24 anos, bem afeiçoado, é a sensação do apito baiano.
Fora das quatro linhas é fisioterapeuta e fala inglês.
Por aqui quando se pergunta o quê fazem nossos apitadores fora das quatro linhas: autônomo, mata- mosquita, motorista de madame e, pelo que sei, nenhum fala( macarronicamente) a língua de Tio Sã. Eu, hein?!

AQUI NÃO!
Na administração Amaro Klautau, Odilardo Silva era o manda-chuva no Baenão.
Chegou Sérgio Cabeça, mas ele não pretendia fazer mudanças em alguns setores porque os que estavam são seus amigos.
Quando Max Fernandes soube que no Baenão iria permanecer Odilardo foi enfático com o presidente: “Com ele no Baenão eu não mando pintar o estádio”.
De imediato Odilardo Silva foi substituído pelo Baralho. O Baenão está um “brinco”, pelo menos no visual.
A mesma empresa que doou tintas para pintar o Baenão, doará ao Paysandu para dá brilho a Curuzu.

AS CARTAS
No Baenão a melhor cabine pertence à Federação Paraense de Futebol.
Como o estádio não foi vendido, a ratazana Guilherme Salse, tesoureiro da entidade, contratou carpinteiros e pintores para reformá-la. Diz-que gastou uma boa “babinha”.
Quando o Baralho assumiu o comando da centenária praça esportiva do Remo fez mudança: à que era dos dirigentes azulinos passou para a FPF e a desta – que era a maior e melhor – para os “cardeais”. “Na minha casa, manda eu”, sentenciou Baralho velho de guerra.

EMPRESÁRIOS
O governador Simão Jatene tem escolhido empresários bem sucedidos em suas atividades para comandar alguns setores do governo do Estado. ´
Por assim dizer, pode dá Miguel Sampaio na SEEL. É o que está informando a “cipó”.
É o que há!

sábado, 29 de janeiro de 2011

"A VIDA É COMO UMA CAIXA DE BOMBONS, VOCÊ NUNCA SABE O QUE VAI ENCONTRAR"

Assim e o time do Paysandu que joga na contramão do futebol moderno: não recua, não marca e nem contra-ataca com velocidade.E o treinador é só história.Ele é treineiro.

Nos dois jogos - na Curuzu e em Tucuruí - dependeu da capacidade individual de alguns talentos: contra o Castanhal, Sidiny, e hoje, contra o Independente, Tiago Potiguar fez a diferença, como de sempre.

Alexandre Carioca, Rafael Oliveira e Ari, pira Paz!...

PSC 3 x 2 Independente foi marcado por fatos fatos inusitados: o comandante do policiamento foi o responsável pela abertura dos portões do estádio; a rede furada, com a bola passando direto na marcação do primeiro gol do PSC,e o árbitro Joelson Cardoso- diz-que- fez vistoria antes do jogo, e o pedido de Álison prá saí e na entrada, no primeiro toque, Mendes fez 2 x 1 Paysandu.

Renda: R$ 42.555,00. P.Pagante: 3.187

E o treinador do Paysandu, Sérgio Cosme, é um "forrest Gump"
É o que há!

DEVE SER UM EMPRESÁRIO...

Fonte fidedigna informa ao blogueiro passatempo que assessores do governador Simão Jatene solicitaram ao Miguel Sampaio, presidente da Federação de Handebol, seu currículo.

Quinta-feira por ocasião da assinatura de contrato entre a Caixa Seguros, Remo e Paysandu, no Computer Hall, falava-se à boca pequena que dois nomes – José Ângelo e Miguel Sampaio - estavam sobre a mesa do governador do Estado, Simão Jatene, para que ele escolhesse um para a Secretaria de Esporte e Lazer em substituição a Sahid Xerfan que deixa o cargo ex-ofício.

JOGOS NO INTERIOR NÃO TÊM FUTURO...

Em três jogos no interior do Estado – dois em Marabá e um em Cametá – as rendas não atingiram os R$ 50 mil.

Águia 1 x 1 Tuna: R$ 19.544,00; Cametá 1 x 5 Independente: R$ 16.080,00; Águia 0 x 0 São Raimundo: R$ 11.475,00. Total: R$ 48.099,00. Remo 3 x 0 São Raimundo: R$ 139.578,00.

O que seria do campeonato se não fosse o governo do Estado que banca passagens, hospedagens e transporte do aeroporto para o hotel e vice-versa? Fazer campeonato interiorizado à custa do dinheiro público é uma nhanha.

A ACLEP TEM DONO

O presidente da ACLEP - Associação dos Crtonistras e Locutores Esportivos do Pará - reuniu seus asseclas e determinou que quem está inadimplente com as mensalidades da entidade não poderá votar e nem ser votado.

Está fora do pleito quem não se quitou até o último dia 20 de janeiro deste ano.

Corretíssima a atitude do presidente - que não deseja largar o osso porque espera receber R$ 50 mil de emenda parlamentar e fez da área da entidade estacionamento do Forró do Sítio. É uma nhanha!
É o que há!

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



60 anos. Passei o dia cuidando do corpo, fazendo exames de sangue e ultra-sonografia prostática. E, por assim dizer, não tive tempo de pesquisar e, consequentemente, postar, mas mesmo assim não deixei de divulgar que o BMG vai aparecer nas mangas das camisas de CR de PSC.

Ao Dr. Sérgio Braga os meus agradecimentos. Ele é urulogista dos bons.
Boa-noite!

MAIS UM BANCO, O BMG...

Depois do aval do governador Simão Jatene para que o BANPARÁ estampe sua logomarca nas camisas de CR e PSC,os dirigentes continuam negociando com instituições bancárias: ontem fOI com a CAIXA SEGUROS e hoje será com o BMG.

Contratos assinados, a CAIXA CAPITALIZAÇÃO pretende lançar os títulos de Remo e Paysandu na primeira quinzena de março.

Com o BMG as negociações serão fechadas por todo o dia de hoje e custará R$ 240 mil/ano a cada clube, sendo R$ 20 mil/mês e a logotipo do banco será exposto nas mangas das blusas.
É o que há!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

CR E PSC SÃO OS PRIMEIROS


O acordo operacional entre CR, PSC e CAIXA SEGUROS foi assinado à noite de hoje no Computer hall,na Antônio Barreto, em cerimonial que contou com as presenças de Sérgio Cabeça,Paulo Motta, presidente e vice do Remo, e Toninho Assef, vice do PSC, e o diretor da Caixa Capitalização, Maurício Maciel, o gerente da Caixa Sedguros-Belém, Bira Lima.e o superintendente da Caixa Econômica do Pará, João Diogo Barrau.

Maurício Maciel ressaltou em seu discurso de apresentação que o projeto de capitalização de títulos envolvendo o Clube dos 13 começa pelo Norte com Remo e Paysandu.

A venda dos títulos, que custará R$ 6.00, começará na primeira quinzena de março.

RÁDIO CIPÓ

Diz-que: José Ângelo ou Miguel Sampaio será o substituto de Sahid Xerfan na SEEL.
Os nomes desses dois desportistas estavam nas bocas e nas dicas daqueles que estavam no lançamento do CAP-PAPÃO e CAP-LEÃO na Computer Hall nesta noite.

ÁGUIA PERDE MAIS DOIS PONTOS DENTRO DE CASA

Abrindo a segunda rodada do Parazão 2011, o Águia de Marabá empatou em zero a zero com o São Raimundo na noite desta quinta-feira.

CLASSIFICAÇÃO:

1º - INDEPENDENTE - 3
2º - REMO - 3
3º - PAYSANDU - 3
4º - ÁGUIA - 2
5º - TLB - 1
6º - SÃO RAIMUNDO - 1
7º - CASTANHAL - 0
8º - CAMETÁ - 0
É o que há!

TÍTULOS DE CAPITALIZAÇÕES PARA CR E PSC


Bira Lima, gerente da Caixa Capitlização-Belém, recepcionou em almoço no Mangal das Garças, nesta quinta-feira, o Diretor Geral de Capitalização da CAIXA SEGUROS, Maurício Maciel da Rocha,e os vices de CR e Paysandu, Paulo Motta e Toninho Assef, respectivamente.

À noite, em casa de recepção na Antônio Barreto,acontecerá lançamento e assinaturas de contratos do CAP-LEÃO e CAP-PAPÃO.
É o que há!

QUEM PERDE É O PSC

A amigos Sérgio Cosme, treinador do PSC, tem dito que o Paysandu perde em não emprestar Tiago Potiguar ao Atlético do Paraná.

Embora seja um ser pacato e humilde, Potiguar não é afeito aos treinos e sofre de insônia e quando consegue dormir, às vezes, acorda assustado: é a síndrome do pânico.

A dona Chica, esposa do presidente, é quem o aconselha e, consequentemente, sabe muito mais sobre o jogador.

É HOJE O LANÇAMENTO DO CAP-LEÃO E CAP-PAPÃO

Bira Lima, gerente da Caixa Seguros-Belém, receberá dirigentes de CR, PSC e convidados, á noite de hoje, em uma casa de recepções na Antônio Barreto, Humarizal, quando se dará a assinatura de contratos dos títulos de capitalizações com as marcas de Remo e Paysandu.

Todos lá!
É o que há!

BANPARÁ É A SOLUÇÃO!


O presidente do CONDEL, Ricardo Rezende; vice-presidente da diretoria, Toninho Assef, pelo Paysandu, e o presidente do Clube do Remo, Sérgio Cabeça, e o seu vice, Paulo Motta, estiveram ontem, às 20h, no gabinete do secretário de comunicação do governo do Estado, Ney Messias, no Palácio dos Despachos na Augusto Montenegro.

Por mais de 40 minutos os dirigentes conversaram com Messias sobre o contrato da FUNTELPA com a Federação Paraense de Futebol em que os dirigentes dos dois clubes não foram ouvidos e, com o novo contrato, perderam 40% em relação ao firmado com o governo de Ana Júlia Carepa, que prevaleceu por dois anos – 2009 e 2010.

Rezende criticou a postura da Federação e Cabeça foi sutil com relação à postura do seu confrade e preferiu falar das despesas assumidas pela sua diretoria que contava com a receita dos televisiona mentos dos jogos do Leão Azul. “Temos que recompor essa perda com alternativas, e a solução é a renovação do contrato com o BANPARÁ”, disse Cabeça.

Rezende e Cabeça levaram a proposta de recompensa das perdas com a renovação do contrato com o BANPARÁ. “Levarei à proposta ao governador Simão Jatene, ainda hoje,” revelou com entusiasmo Ney Messias.

Os dirigentes bicolores e azulinos deixaram o gabinete do secretário felizes e convictos de que o governador Simão Jatene avalizará a renovação contratual com o BANPARÁ. Até dezembro do ano passado o banco estatal pagava R$ 60 mil/mês aos clubes.
É o que há!

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

A SUA SAÚDE É UM BIG BEN



ESTPOU ACOMPANHANDO A REUNIÃO ENTRE O SECRETÁRIO DE COMUNICAÇÃO DO GOVERNO DO ESTADO, NEY MESSIAS, COM OS DIRIGENTES DE CLUBE DO REMO E PAYSANDU, NO PALÁCIO DOS DESPACHOS, NA AUGUSTO MONTENEGRO.

MAIS DETALHES POSTAREI AMANHÃ, CEDO.
É O QUE HÁ E BOA-NOITE!
Atacante Viola, 42, nome consagrado por onde passou, está nas bocas e nas dicas desta terra como sendo um dos possíveis contratados para vestir a camisa 9 da Tuna Luso Brasileira.

É o que estão noticiando. Este blogueiro passatempo não acredita que o atleta venha prá jogar futebol. Sinceramente, aos 42 anos, prá jogar em gramados encharcados e vez por outro sol bochechudo? Se o presidente Bastos caí nesta esparrela é aceitar que a Tuna seja “roubada”.

Ainda a pouco conversei com o presidente Luso, Fabiano Bastos, e ele me disse que “nada está confirmado e que estão conversando”. Fabiano Bastos é advogado militante, passado na casca do alho, e deve saber que no mundo do futebol tem gente que vive (empresários) “aplicando” aqui e acolá.

O time da Tuna está formado e muito bem definido por Flávio Goiano. A não ser que Viola venha prá Vila prá fazer o que o “Fenômeno” faz no Corintians. Aí eu me calo.

QUEM É BOM NÃO FICA DESEMPREGADO

Marcelo Soares foi embora sem dá explicação aos dirigentes do Remo. Veio para o clube por convite do treinador Paulo Comelli e somente ao treinador deveria dá explicação, como deu da sua atitude de ir embora.

O atacante não viu a cor da “baba” que lhe foi prometida de forma adiantada e como percebeu que o Remo depende de dinheiro emprestado da CBF, preferiu atravessar o Atlântico a viver de promessas.

Antes de deixar Belém, o jogador conversou com o treinador, que já vinha administrando a crise.

Foi por isso que domingo passado, no BOLA NA ÁREA, da Rádio Liberal-AM, o apresentador do programa (que é este blogueiro) disse que “Paulo Comelli era administrador de crise no Baenão”.

DIRIGENTES DE CR E PSC REUNEM HOJE

Sérgio Cabeça e Luís Omar vão reunir no início da noite de hoje para definirem pauta sobre o corte nas cotas de televisionamentos dos jogos de CR e PSC pelo campeonato paraense deste ano.

Remo e PSC planejaram despesas para esta temporada confiantes nas rentabilidades do contrato com a FUNTELPA. Com os cortes nas despesas públicas processadas pelo governo estadual, os dirigentes estão insatisfeitos com os cortes e pretendem, após o encontro de hoje, manifestarem contraposta.

Um dos "muçuns ensaboados" do futebol paraense, o Zé Ângelo, vice-presidente da FPF, pretendia(e foi divulgado por ele) que houvesse um aditivo no contrato em que determinasse que Remo e Paysandu fizessem repasses de 30%, das cotas, para as divisõs de base. Conseguiu em parte...

E na SEEL tem outro "muçum ensaboado" que adora aparecer como um dos cabeçss pensantes do futebol profissional do Pará.Nunca fez nada, a não ser ganhar dinheiro como marketeiro de araque.

O que causa espécie é que os dois já passaram pela Curuzu. Todo cuidado é pouco!
É o que há!




terça-feira, 25 de janeiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



CABEÇA E LUÍS OMAR REUNIRÃO NESTA QUARTA-FEIRA

Pelo celular este blogueiro passatempo conversou com o presidente do CR, Sérgio Cabeça, que confirmou o encontro com o presidente do PSC, Luís Omar, na noite desta quarta-feira.

A princípio, Cabeça não concorda com o corte, porque já havia um planejamento financeiro embasado numa receita consolidada.

Toninho Assef, vice-presidente bicolor, pelo celular, confirmou reunião de toda diretoria do PSC, na sede social do clube, mas que há descontentamento de toda a cúpula diretiva do clube e que Omar vai se encontra com Cabeça, presidente remista.
Por hoje, é o que há!
Boa-noite!

CR E PSC TÊM QUE SER RESPEITADOS

O governo do Pará, através da sua Secretaria de Comunicação, anunciou à tarde de hoje o novo contrato de televisionamento do campeonato paraense de 2011.

Como o TUDÃO E TUDINHO anunciou ontem, CR e PSC tiveram suas cotas reduzidas e os times intermediários foram beneficiados com aumento considerável das cotas de patrocínios.

Cabeça(CR)e Omar(PSC)ficaram de reunir no iíncio da noite a fim de definirem pauta de reivindicação ao governo.

Dá forma como foi engendrado o contrato - sem ouvir as duas maiores "locomotivas" do futebol paraense -, algo está errado!

Uma parceria só é boa quando atende interesses mútuos, do contrario é imperfeita, no minímo.
É o que há!

REMISTAS FIZERAM O QUE SABEM FAZER: JOGAR BOLA. PRINCIPALMENTE MARLON E TIAGO MARABÁ

O Baenão deveria ser vendido no dia 23 de setembro de 2010. Não mudou de dono porque os compradores – AGRE E LEAL MOREIRA – não compareceram prá sacramentar a negociação, deixando a magistrada Ida Selene, titular da 13ª Vara do Trabalho, desolada. Ela que jurava de pé junto que o Baenão estava vendido.

À tarde de ontem fui ao Baenão e o vi todo pintado, uma imensa bandeira azulina tremulando no alto da arquibancada da “Rômulo Maiorana”, gramado recuperado, funcionários, diretores e o presidente Sérgio Cabeça trabalhando a fim de deixar o centenário estádio remista nos trinques para o torcedor que começou a chegar por volta das 18h.

A alegria era geral entre os técnicos de rádio e TV. Esses que chegam cedo ao estádio a fim de montar equipamentos para que os narradores, repórteres e comentaristas desenvolvam suas atividades. “É bom está de volta ao Baenão. Agora, só espero que o Remo vença”, palavras do técnico Nardino Pantoja da Rádio Liberal-AM.

O advogado e jornalista Hamilton Gualberto, o Crítico dos Críticos, no microfone da Rádio Liberal, disse está emocionado ao voltar a trabalhar no Baenão. E o diretor de futebol do CR, Rafael Levy, reconheceu a determinação do jornalista que afirmava nos microfones da Liberal: “O Baenão não está vendido”.

A galera chega e vai procurando seus lugares; arquibancadas e cadeiras teitei e o time entra em campo: delírio da torcida!

O Remo começa a mil, não dando espaço para o time do São Raimundo; tem domínio de campo e o dono da bola é Tiago Marabá. Foi ele que aos 30 cruzou para a área do Pantera e Marlon se antecipou aos zagueiros e aos 31’, de cabeça, fez 1 x 0 Remo. Termina o primeiro tempo.

São Raimundo começa o segundo tempo pressionando, mas o time santareno é grande na compleição física e pequeno no toque de bola. O Remo estava determinado a ir à forra dos dois anos anteriores: com Marlon e Tiago Marabá recuando, marcando e atacando na hora certa foi impossível para os defensores de o São Raimundo conterem as ações desses dois jogadores que já são antes de ser.

Helsinho, lateral-direito, acompanha a jogada que começa com Marlon, pela lateral-esquerda, e ao levantar a cabeça percebeu que o Helsinho entrava pelo meio: Marlon cruza e Helsinho de carrinho faz 2 x 0.

A consagração chegou aos 40 quando Sã, de cabeça, marcou 3 x 0, aproveitando cobrança de escanteio de Marlon.

Por jogada violenta, aos 43, Jardel foi expulso pelo árbitro Joelson Silva dos Santos, que se houve muito bem à frente do jogo. Valeu.

São Raimundo foi atropelado pela espetacularização do novo time remista.
É o que há!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

CONTENÇÃO DE DESPESAS ATINGE CR E PSC

A TV Cultura não transmitiu o jogo PSC x CASTANHAL, de ontem, na Curuzu, por determinação dos advogados da Procuradoria Geral do Estado.

O contrato firmado em 2009 entre FUNTELPA e clubes foi anulado e um novo está sendo engendrado, adequado à recente portaria baixada pelo governo estadual que determina contenção de 20% nas despesas orçamentárias do executivo estadual.

Assim sendo, dirigentes de CR e PCS já foram comunicados da redução em 20% das suas cotas e calados ficaram. O novo contrato será de uma temporada.

Se CR e PSC perdem alguns reais, os clubes intermediários receberão 98 mil reais, em duas parcelas: março e junho.

Mas, se em decorrência do redutor de 20% nos gatos do governo estadual, CR e PSC perdem mais de 200 mil reais,nas quartas-de-final haverá bonificação financeira para os quatro semifinalistas do primeiro e do segundo turno do campeonato: 1º – R$ 98 mil; 2º - R$ 73 mil; 3º - R$ 49 mil; 4º - R$ 24 mil. É quando CR e PSC poderão recuperar os 20%.

O presidente da Federação Paraense de Futebol, Antônio Carlos Nunes de Lima, e os dirigentes dos clubes esperam que até quinta-feira sejam convocados para assinatura de contrato.
É o que há!

domingo, 23 de janeiro de 2011

NESTE DOMINGO TUDO BARATO NA BIG BEN



ÁGUIA, A DECEPÇÃO!

Se não fosse a "mãozinha" do árbitro Delson Fernando Freitas da Silva, o Águia, de Marabá, poderia ter amargado uma derrota dentro dos seus domínios para a Tuna Luso Brasileira.

O resultado foi 1 x 1. Ganhou a Tuna 1 ponto e o Águia perdeu 2.

Sem a presença maciça da torcida bicolor, o PSC jogou mal no primeiro tempo, mas se reabilitou no segundo tempo e ganhou de 4 x 2 do Castanhal.

Nota 10 para o árbitro Glauber José Miranda.

O jogo não foi televisionado pela TV Cultura porque os advogados da Procuradoria Geral do Estado estão elaborando aditivos ao contrato da FUNTELPA com os clubes.

No Parque do Bacaruau, em Cametá o time de mesmo nome foi goleado pelo time do Independente: 5 x 1.

Nesta segunda-feira, no Baenão, o 4º jogo da 1ª rodada: CR X SÃO RAIMUNDO.
É o que há!
Boa-noite!

PAPÃO: DESENCABULA NO 2º TEMPO

Sidini foi o nome do jogo: entrou no segundo tempo e mudou a história da partida!

Rafael Olivira fez 1 x 0 para o PSC, aos 12; Soares fez 1 x 1, aos 34, e o mesmo Soares virou para o Castanhal, aos 38, 2 x 1.

No segundo tempo, com a entrada de Sidini, o Papão foi melhor: Rafael Oliveira empatou, aos 26, 2 x 2; Alex Oliveira fez 3 x 2, e Rafael Oliveira marcou 4 x 2, aos 41.

Glauber José Miranda, o árbitro - nota 10!
É o que há!

BOLA NA ÁREA

- Toninho Assef, vice bicolor, botou dois seguranças prá correr da Curuzu!
- Flávio Goiano, o treinador luso confirma que o árbitro errou!
- Ney Messias, o secretário de comunicação do governo, fala do contrato de televisionamento da FUNTELPA com os clubes!
- São Raimundo não gostou da tabela do campeonato!
- José Guilhermino de Abreu, o presidente da Comissão de Arbitragem da FPF!
- A presença, ao vivo, do diretor de futebol do Papão, Ozimar Vasconceos!
Curtam a praga dominical!

TUDÃO E TUDINHO APRESENTAM...


ACORDO
Luís Omar e Sandro Goiano fizeram pacto de não falar nada à imprensa sobre o contrato do jogador até o final do ano.
Sandro, que tinha contrato acima do teto do plantel, aceitou a proposta do presidente bicolor: ficar na Curuzu por mais uma temporada, mas com salário pela metade do que ganhava. Feito a parada!

FINALMENTE...
A verdade veio à tona sobre o papo entre Sandro Goiano e Luís Omar antes da partida contra o Salgueiro, na Curuzu.
Primeiro se faz necessário relembrar 2002 quando PSC sagrou-se Campeão dos Campeões, em Fortaleza, contra o Cruzeiro. Gino era o capitão daquele time e antes do jogo contra o estrelado mineiro, o líder conversou com o Tourinho sobre a premiação se o time fosse campeão. R$ 400.000, sendo que 30% eram do treinador Givanildo: R$ 130.00
Antes do jogo com o Cruzeiro, Givanildo, no vestiário, anunciou que sua parte seria dos jogadores. Ou seja: os R$ 400.000. PSC Campeão dos Campeões.
17.10.2009. Data do jogo, na Curuzu, entre PSC x SALGUEIRO (PE), quando o PSC jogava por um empate em zero a zero para chegar à segunda divisão; 1 x 1 cobrança de tiros livres diretos da marca do pênalti. O resultado ainda está no “HD” dos bicolores.
Dois dias antes do jogo a diretoria anuncia que todos os ingressos foram vendidos e a renda de R$ 400.000. Sábado, um dia antes do jogo, o capitão Sandro vai ao encontro do presidente Luís Omar e pergunta se o prêmio seria a metade da renda.
“Não. O prêmio será de R$ 120.000”, disse Luís Omar.
“Presidente, o senhor prometeu a metade da renda”, retrucou o capitão bicolor.
“A premiação está definida: R$ 120mil”, confirmou Omar. O castigo chegou à velocidade de um “emeio”.

INSATISFAÇÃO
Um grupo de “cardeais” remista está prestes a pedir o afastamento do Conselho Deliberativo do CR, alegando que o presidente do órgão, Manoel Ribeiro, age com mão de ferro.
Quando das reuniões não concede a palavra a alguns conselheiros e não pretende colocar em pauta o pedido de cassação do ex-presidente Amaro Klautau.

MALMEQUER/BEM-ME-QUER
O PSC, através dos seus dirigentes, já anunciou que não deseja ver o Andrei Silva apitando os jogos do time no campeonato paraense. Dizem que não entrará em sorteio.
O CR queria por que queria que ele fosse sorteado para o jogo contra o São Raimundo. Não deu.
José Guilhermino de Abreu, presidente da comissão de arbitragem da FPF, diz que Andrei apitará jogo do PSC desde que seja sorteado. D-u-du-v-i-vi-d-o-do!

INSACIÁVEL
O presidente da ACLEP – Associação dos Cronistas Esportivos do Pará -, jornalista Ferreira Costa, é tarado por dinheiro público.
Nem bem Xerfan esquentou cadeira na SEEL, ele foi pedir dinheiro para um simpósio em Tucuruí.
Agora, sabe-se que ele está fazendo figa para que a Assembleia Legislativa libere R$ 50.000 de uma emenda parlamentar de autoria do ainda deputado Wandekolk Gonçalves.
Ele torce prá saí logo a “babinha” porque está sabendo que um grupo de aclepeanos reunirá na quarta-feira, à tarde, em uma central sindicalista, para deliberar sobre uma chapa de oposição para a eleição que deverá acontecer na segunda quinzena de fevereiro. Hamilton Gualberto pode ser o nome que encabeçará a chapa.
Não basta a cobrança dos carros que estacionam na área interna da sede da entidade a quando das festas no Forró do Sítio: R$ 10.00. É uma nhanha!

CARA E CORAGEM
Comissão técnica e jogadores do CR entrarão em campo amanhã sem ver a cor da “baba”
Nenhum membro da comissão técnica e jogadores receberam o mês adiantado como é de praxe.
Paulo Comelli tem sido um gerenciador de crise. Diretoria promete pagar terça-feira com a cota da renda do jogo contra o São Raimundo ou na quarta-feira quando a CBF repassará à FPF os R$ 600.000 do empréstimo de R$ 1 mi.

DE OLHO
O diretor de segurança do campo do PSC, coronel da reserva da PM/PA Cláudio não vai refrescar a vida dos cambistas que vivem nas cercanias da Curuzu, vendendo ingressos acima do preço fixado no bilhete.
Ontem, à tarde, ele flagrou dois cambistas vendendo ingressos na calçada da Curuzu pela travessa do Chaco e foram abordados por uma guarnição da PM, que confiscou os ingressos, mas não prendeu ninguém.

RABO-DE-CABRA
Eu não acredito que hoje na arbitragem paraense tenha bandido como bem pouco tempo atrás, que faziam acertos no vestiário, mas o árbitro Delson Fernando freitas da Silva bem que poderia dá explicação ao Guilhermino o porquê da não marcação do pênalti contra o Águia de Marabá no jogo de ontem contra a TLB.
o Zé Ângelo, vice-presidente federacionista, lá estava a viu a penalidade como todos os cronistas esportivos marabaenses e belenenses viram. Só não viu o apitador. Eu, hein?!

sábado, 22 de janeiro de 2011

DELSON FERNANDO, O 1º RABO-DE-CABRA

Delson Fernando freitas da Silva não marcou um pênalti a favor da TLB, no segundo tempo, e, portanto, influenciou diretamente no resultado da partida.

Patrike fez 1 x 0 Águia, aos 34' do 1º tempo; Negrete, aos 13' do segundo tempo, empatou prá TLB.

24.5 é a média de idade do time luso e o treinador Flávio Goinao na semana passada dizia: "Eu sei que o meu time é forte". Pelo menos provou no jogo deste sábado contra o Águia de Marabá, que não se houve muito bem na estreia.

AMANHÃ TEM O PULO DO GATO.
Boa-noite!

TUDO PELO MENOR PREÇO DO BRASIL

A MELHOR CONTRATAÇÃO DO PAYSANDU


Há quem diga na Curuzu que o presidente Luís Omar acertou em convidar Ozimar Vasconcelos para ser o diretor de futebol do Papão.

Engenheiro elétrico de formação, empresário de comunicação(tem varias emissoras pelo interior do estado),calmo, não alterca com ninguém, mas é mil anos.

Ele foi diretor do Rui Sales, em 1992, e hoje encontrei os dois papeando no portão de acesso ao gramado da Curuzu.

Aliás, que o Rui quarta-feira foi á Curuzu e alertou o presidente Luís Omar que o estava interessado em "roubar" da Curuzu Sandro Goiano.

Na quinta, Omar e Sandro acertaram os ponteiros.
É o que há!

"MEMEME", SÍNDROME DO PÂNICO E "RUBI".


Tiago Potiguar, 25, é bom nogador de futebol? É. Tem futuro como jogador de futebol? Eis a questão. Mora na Curuzu. É casado, mas a esposa vivi no interior do Rio Grande do Norte.

Desde quando este blogueiro passatempo soube que Tiago Potiguar era garoto de rua em Currais Novos(RN)que me interessei pelo seu dia-a-dia na Curuzu. Já o entrevistei por duas vezes para o BOLA NA ÁREA, da Rádio Liberal-AM, e percebi que é um ser sisudo, mas quando inquirido diz o que pensa, como por exemplo, não teve pejo em afirmar que gosta de tomar cerveja quando está de folga.

Faz estilo Romário: não gosta de treinar e só vivi aplicando o "mememe". É o famoso "chinelinho"(gíria futebolística para definir vida boa sem fazer esforço) da Curuzu, mas está pronto para jogar. Só jogar sem treinar, não dá.

Tiago Potiguar confessou aos médicos do PSC que sonha à noite com gente querendo lhe matar e ele acordo em pavorosa: é a síndrome do pânico.Por isso passou a tomar remédios controlados. A dona Chica, esposa do presidente do PSC, o aconselhou a deixar de tomar este tipo de medicamento porque ele poderia ficar viciado. E assim fez.

Quando chegou na Curuzu, Sérgio Cosme, que é mil anos(eu disse isso na cara dele, na sede do PSC, desque quando eu ouvi ele responder uma pergunta do Agripino, perguntando), percebeu que Tiago Potiguar é um bom jogador, mas tem problemas de conduta que interferem na vida do atleta de futebol. O treinador bicolor teria dito para um diretor, lá em Paramaribo, que o Paysandu deveria ter vendido ou emprestado Tiago Potiguar por R$ 100 mil ao Atlético do Paraná.

Não é só o problema do cartão vermelho que levou na final do ano passado que vai tirá-lo do jogo contra o Castanhal, Cosme já sabe quem é quem na Curuzu.

Vaninho é outro jogador que diretores e membros da comissão técnica estão de olho. Ele, ao chegar em Belém, a primeira coisa que fez, foi ir numa loja de acessórios para veículos e mandou instalar um "Rubi" na mala do seu carro. Quem faz isso, em Belém, é gente exibicionista, gosta de muito barulhbo e balada.
É o que há!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

MAIS UMA FONTE DE RENDA PARA CR E PSC

Está confirmado: quinta-feira, às 20h, em uma casa de recepções, em Belém, o lançamento do CAP-PAPÃO e CAP-LEÃO.

Vindo de Brasília, Maurício Maciel, diretor da Caixa Capitalização, estará presente ao evento, quando os dirigentes de CR(Cabeça) e PSC (Luís Omar) assinarão contrato com a Caixa Capitalização que em Belém é gerenciada pelo desportista Bira Lima.
É o que há!

AUSÊNCIAS...


Sem os presidentes de CR(Sérgio Cabeça) e do PSC(Luís Omar), Federação Paraense de Futebol apresentou o troféu(foto) que será entregue ao campeão paraense de futebol profissional de 2011.

Cabeça estava reunido com seus pares de diretoria a fim de apresentar soluções à juíza Ida Selene, da 13ª Vara do Trabalho, que exigiu soluções da diretoria azulina com relação ao pagamento dos salários atrasados dos funcionários e jogadores.

Cabeça pediu prazo à magistrada e espera pagar até quinta-feira, 27, já que o a CBF confirmou repasse de R$ 600.000 ao Remo, via conta da FPF, até quarta-feira, 26.

Luís Omar está no comando de um návio - como de sempre.

Hoje o vice-presidente do PSC, Toninho Assef, aniversaria e recebe amigos logo mais à noite na sede social do clube.
É o que há!

FOI DADA A LARGADA

O alto mundo futebolístico paraense compareceu ao salão de recepção do Pará Clube à noite de ontem para a festa de lançamento do campeonato deste ano que começa amanhã, em Marabá, com Águia e Tuna.

Nunes e Zé Ângelo receberam convidados (dirigentes,representantes do TJD,executivos da SEEL, árbitros e imprensa) com alegria e fidalguia.Depois de exposição sobre o campeonato deste ano foi servido coquetel.

parabéns aos dirigentes federacionistas pela bela festa e pelo pomposo troféu que foi apresentado e que será ofertado ao campeão paraense de 2011.
É o que há!

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



PARA AMANHÃ:

A festa de lançamento do Parazão/2011!
ACLEP espera receber R$ 50.000 de emenda parlamentar!
Boa-noite!

MATOSO REVOLUCIONARÁ O FUTEBOL NA CULTURA FM


Quem quer é o governador Simão Jatene, e o novo diretor da Rádio Cultura, o jornalista Edson Matoso, vai sacudir o esporte na FM 93.7.

Será mais uma opção para quem prefere acompanhar futebol pelo rádio. E já começa com uma equipe da Cultura indo a Marabá para transmitir Águia e Tuna Luso Brasileira, sábado,19h.

Matoso (foto) confirmou ao blogueiro passatempo que vai trabalhar com os profissionais que há na casa e pretende reforçar o time da Cultura convidando gente do peso de um Jorge Dias, o narrador da máquina, professor Cláudio e outros nomes famosos, além, é claro, do consagradíssimo Matoso nos comentários.

Matoso conhece: rádio é som e nome e vice-versa.

ELES QUEREM 30% DO QUE RECEBEM CR E PSC

Através do deputado Jordy, os dirigentes de TLB, ÁGUIA,SÃO RAIMUNDO,CAMETÁ,CASTANHAL e INDEPENDENTE (Tucuruí) vão pedir audiência com o governador Simão Jatene e preitear 30% do que recebem CR e PSC do contrato de televisionamento com o FUNTELPA dos jogos do campeonato paraense.

O encontro dos dirigentes dos times intermediários aconteceu no início da tarde de hoje na sede social da TLB, e compareceram Fiabiano Bastos(TLB),Sandiclei Monte (SR), Gil Correa (Castanhal), André Cavalcante (Águia), Pedro Paulo (Independente) e Fernando Camarinha(Cametá).

PSC e CR recebem R$ 1.140.000,00 em duas parecelas(15 de fevereiro e 15 de junho) enquanto que os demais clubes, na mesma data, recebem R$ 60.000.

Esses dirigentes esqueceram que o contrato foi assinado em 2009, tem validade de cinco anos(está no terceiro) e que eles têm seus jogos televisinados quando jogam contra CR e PSC - dois no primeiro turno e dois no segundo. E só.
É o que há!

"EU SEI QUE O MEU TIME É FORTE"


Foi dizendo essa expressão que o treinador da Tuna Luso Brasileira, Flávio Goiano, 38, conversou com este blogueiro passatempo à noite de ontem após o trabalho vesperal na Vila Olímpica.

As duas derrotas no interior do estado não desanimaram o jovem treinador luso que confia na garra, na técnica e juventude do seu time que tem média de idade de 24.5. “Nós perdemos os dois amistosos, mas estou convicto do propósito dos jogadores e sei que vamos ser forte neste campeonato”, revelou Goiano, que deixará Belém amanhã, às 8h, com o time definido para o jogo contra o Águia (Marabá), no “Zinho Oliveira”, às 19h, abrindo o campeonato.

Adriano (35); Alan (19), Cristovão (24), Bruno (22) e Léo (20); Negrete (22), Leandro (21), Dudu (24) e Helton (18); Fabinho (23) e Canu (21).

Felipe Mamão (25) e Adriano Miranda (21), inobstante a pouca idade, são rodados e chegam à Tuna cercados de esperanças porque por onde passaram corresponderam fazendo gols.
É o que há!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

O PRPÓSITO

Desde o dia 7 de abril do ano passado que não deixei passar um dia sem postar matérias neste blogue que é mais um passatempo do que um apostolado. Tomei gosto pelo TUDÃO E TUDINHO, e, com pureza d'alma, tornou-se vício.

É uma luta diária em busca de fatos que as mídias impressa, televisiva e radiofônica não divulgam e devem ter seus motivos prá não darem o devido tratamento a algumas matérias: o que eles não querem, este blogue quer; e o que interessa é o fato. Podes crer!

Estou em estado de arrebatamento e quero dividir com vocês, os blogonautas,este êxtase pelas 136 visitas diárias que TUDÃO E TUDINHO recebe. Guarany Jr, diretor de Marketing do Grupo Liberal, e o Rodolfo Marques, radialista e professor universitário, me disseram que é uma média extraordinária para um blogue esportivo desajeitado e difuso, mas compromissado com a verdade.
Obrigado e boa-noite!

SUA SAÚDE É UM BIG BEN

COMEÇA A FESTA DO PARAZÃO!

Recebo convite da presidência da FPF, Antônio Carlos Nunes de Lima,para a festa de lançamento do Campeonato Paraense de Futebol Profissinal de 2011.

Nesta terça-feira, às 20h, na sede do Pará Clube,na lomas Valentinas,1507 - Marcos.
Obrigado!

DA FAIXA DE IDADE A "QUEIMA" DOS ÁRBITROS

Agripino Furtado (PSC) e Nelson Torres (CR) vivem o dia a dia das duas maiores “locomotivas” do futebol profissional do Pará e eles não têm dúvidas dos times que começarão a temporada diante de Castanhal e São Raimundo: o Paysandu domingo de manhã na Curuzu e o Remo segunda-feira no Baenão.

O CR aparecerá com um time renovado com a faixa de idade na casa dos 26.5; o Paysandu um pouco mais: 29.9.

REMO: Lopes (27); Helsinho (21), Paulo Sérgio (21), Rafael Morisco (23) e Marlon (26); Ramon (22), Luís André (29), Tiaguinho (26) e Fininho (23); Welington Silva (23) e Tiago Marabá (24).

Paysandu: Ney (34), Álax (19), Tinoco (29), Cristiano (26) e Braly (22); Bily (22), Alexandre Carioca (29), Álison (25) e Marquinho (34); Rafael Oliveira (24) e Alex Oliveira (37).

PAYSANDU “QUEIMA” ÁRBITRO

Dirigentes do Castanhal já anunciaram que não querem ver Domingos de Jesus Viana Filho e Andrei Silva e Silva apitando seus jogos, e pelo desejo dos cartolas do time castanhalense o veto já vale para o jogo contra o Paysandu.

Mas, o presidente da comissão de arbitragem, José Guilhermino de Abreu, não aceitou o veto castanhalense. Este blogueiro passatempo, que já ouviu da boca de um deputado estadual que tem árbitro “ponteiro” na FPF, paga prá ver o Guilhermino escalar o Andrei Silva e Silva para os jogos do Paysandu. D-u-du-v-i-vi-d-o-do-duivido- que o Guilhermino se arvore a fazer com o Papão o que fez com o Japiim.

O Paysandu não vai “queimar” oficialmente, mas Izomar Souza, que estará na FPF representando o bicola, vai dizer ao pé do ouvido dos dirigentes da comissão de arbitragem e do vice José Ângelo que não deseja ver Andrei apitando os jogos do campeão paraense.

Os bicolores não esquecem daquele Independente (Cametá) 4 x3 PSC, do ano passado, e mais recentemente o conhecido árbitro “pendurou” oito jogadores do sub-18 do Papão em jogo contra o Izabelense.
É o que há!

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



AMANHÃ:

TIMES DE CR E PSC E AS FAIXAS DE IDADES!
IZOMAR SOUZA IRÁ À FPF COM OFÍCIO "QUEIMANDO" ÁRBITRO!
BOA-NOITE!

QUEM É BOM NÃO TEM O QUE TEMER

Guilherme Guerreiro e sua turma estão chiando porque a TV Cultura transmitirá os jogos do campeonato paraense de 20011 para a capital. De duas uma: ou perde dinheiro com seus patrocínios ou pensa que a sua emissora, a Rádio Clube, decai na audiência.

Penso que a TV não tira audiência do rádio esportivo porque este é imbatível em criação, alegria e emoção, principalmente quando se têm “feras” da narração esportiva do quilate de um Cláudio Guimarães, Ronaldo Porto, Toninho Silva, Jorge Luís, Gaia (o mais tesudo gogó) e Jorge Dias, tendo ao lado comentaristas do naipe de Hamilton Gualberto, Carlos Castilho, Ivo Amaral e o professor Cláudio (que é a revelação do rádio) e as reportagens de um José Lessa, um Chico Chagas, um Paulo Baia, um Agripino Furtado, um Waldo Souza (que está fora do rádio esportivo e faz falta), um Abner Luís. Este rádio é im-ba-tí-vel!

Eu vejo o jogo na TV (sem áudio) quando estou em casa, ouvindo os narradores, comentaristas e repórteres que me dão prazer, e quando vou a campo sou igual a milhares de torcedores que estão assistindo ao jogo, mas em um dos ouvidos está colado o radinho.

Sem intuição, o torcedor-ouvinte faz isso porque ele, às vezes, não acredita no que está vendo e quando vê quer ter a confirmação do seu narrador, comentarista ou repórter preferidos.

O doutor e filósofo da igreja católica, Santo Agostinho, dizia que “é falso o que vemos porque jamais conheceremos tudo que constitui o todo”. É verdade. Às vezes pensamos que vimos e não vimos.

Agora, que a petezada escafedeu-se do poder na FUNTELPA (era só apadrinhamento), espero que a nova direção da estatal convide profissionais para comentar e reportar os jogos do Parazão deste ano, deixando de lado “proficionais” do tipo daqueles que ano passado diziam na minha cara “menas verdade”. Basta de “Zé do boi”!

O professor Cláudio está confirmado como um dos comentaristas da TV e estará segunda-feira comentando Remo e São Raimundo.

Na Rádio Cultura chega Edson Matoso. É cerebral e proficiente.
É o quehá!

XERFAN ESTÁ INABILITADO NO ÂMBITO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL

É verdade que o Secretário de Esporte e Lazer, Sahid Xerfan, aparece na relação do Tribunal de Contas da União - TCU - das pessoas inabilitada para assumir função pública federal.

"A relação contém os nomes de todos os responsáveis a quem o Tribunal de Contas da União - TCU - declarou inabilitados para o exercício de cargo em comissão ou função de confiança no âmbito da administração pública federal". É o que o site do TCU, em "Inabilitados", afirma.

Portanto, Sahid Xerfan pode assumir qualquer cargo nas administrações estadual e municípal. É uuma questão de foro pessoal.
É o que há!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

SUA SAÚDE UM BIG BEN

É VERDADE!


Sahid Xerfan está inabilitado pelo TCU - Tribunal de Contas da União - a assumir cargo público no período de 14.08.2002 a 15.08.2013.

Quando secretário de Obras públicas do Pará, em 2002, Xerfan, representando o governo do Estado, firmou convênio com o FNS (Fundo Nacional de Saúde) para construção do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua/PA,e os auditores do TCU detectaram irregularidades na execução do convênio 1.462/2002(SIAFI: 456635).

Diante da constatação dessas irregularidades, Xerfan responde a processo no TCU, e, por isso, está impedido de assumir função pública até conclusão do processo.
É o que há!

XERFAN SENTE O CHEIRO DA PERPÉTUA E CAI FORA

Segundo o blogue da jornalista-advogada Franssinete Florenzano, Sahid Xerfan deixa a SEEL porque é condenado pelo TCU - Tribunal de Contas da União, e, assim sendo, não pode assumir cargo público.

A assessoria de comunicação da SEEL, segundo informações da jornalista Selma Amaral,divulgará nota sobre a saída de Xerfan da SEEL.
É o que há!

XERFAN DEIXA SEEL


Desde ontem, final de terde, que estou tentando falar com o secretário de esporte e lazer, Sahid Xeran(foto no dia da posse) e não consigo.

Está no twitter do secretário de comunicação do governo, Ney Messias, que Xerfan deixará o governo em virtude de problemas de saúde com um membro da sua família.

Se se confirmar(o que é iminente), perde a SEEL um administrador aplicado e zeloso com o bem público.
É o que há!

domingo, 16 de janeiro de 2011

CURTAM ÀS QUE VOCÊ SÓ LÊ NESTE...


CUSPINDO NO PRATO QUE COMEU
Sexta-feira, 7, o Secretário de Esporte e Lazer, Sahid Xerfan, convocou a imprensa esportiva para uma coletiva no estádio “Edgard Proença”, o Mangueirão. Antes ele esteve na Rádio Liberal e este blogueiro passatempo aproveitou o momento e gravou reportagem para O Bola na Área de domingo, 9.
Xerfan revelou que o Mangueirão precisa de reformas emergenciais nas suas diversas estruturas: do gramado ao concreto de sustentação da imensa arquibancada. E que é pensamento do governo deixá-lo um “brinco” para futuros eventos nacionais e internacionais. Eu, particularmente, acredito que o Mangueirão (que é belo arquitetonicamente, mas antifuncional) tenha a devida atenção do atual governo.
Depois da coletiva, o secretário, acompanhado de assessores, mostrou à imprensa as mazelas estruturais do estádio, e o que me deixou encucado foi ver o engenheiro agrônomo, Mesquita, que serviu ao governo passado, caminhar ao lado do secretário na pista de atletismo do estádio. Quem disse ao secretário que o sistema de drenagem está comprometido? Quem era o responsável pelo gramado no governo petista? Quem permitia “peladas” no gramado do Mangueirão aos finais de semana? Quem ganhava R$ 100 (tirada dos borderôs dos jogos) para assistir aos jogos da beira do gramado? São perguntas pertinentes e que o Mesquita – e somente ele – poderia responder.

HOMBRIDADE
O grande problema dos dirigentes dos nossos clubes é a ausência de altivez em alguns dos seus atos: principalmente quando se trata de acertos de contas trabalhistas.
Michel trabalhou no departamento amador do Paysandu por quatro anos e no final do ano passado foi mandado embora sem nenhuma explicação. É direito de o patrão despedir o trabalhador quando este não mais lhe serve, mas, também, é direito do empregador pagar o que deve.
Quarta-feira o ex-funcionário passou o dia na Curuzu tentando negociar e não conseguiu falar com ninguém; voltou na quinta e o presidente não o recebeu. Na sexta procurou um advogado que ficou rico de tanto ganhar causas trabalhistas contra CR e PSC.
Sérgio Carvalho, enfermeiro bicolor, também pretende bater à porta da casa do índio.
No CR não é diferente: Amoras, que trabalhou no departamento financeiro do clube na administração Raimundo Ribeiro, tenta receber R$ 70.000 de salários, férias, FGTS e não vê futuro. Vai à casa do índio!

NITROGLICERINA
Sandro Goiano e Didi são duas espécies de “bombas” que ameaçam o dia-a-dia da Curuzu. Diz-que Didi foi embora, mas sem antes dizer que o clube lhe deve salários atrasados como jogador e supervisor.
Sandro não fala com a imprensa e o presidente Luís Omar sente o cheiro da perpétua da besteira que fez ao renovar com o Goiano por um ano, ganhando R$ 50 mil/mês. Os dois fazem “boca de siri”. Até quando?

GENEROSIDADE
O torneio internacional em Paramaribo só teria a cobertura jornalística da Rádio Clube e da TV Liberal.
Foi Rafael Levy, vice de futebol do CR, quem agilizou tudo prá que as outras emissoras lá estivessem.
O empresário paramaribenho ao se encontrar com Levy indagou se as emissoras de rádio AM iriam acompanhar as delegações de CR e PSC, e foi neste momento que o cartola remista telefonou para os chefes das equipes esportivas e somente o Guilherme Guerreiro confirmou presença da Clube em Paramaribo.
Então, Levy marcou encontro dos coordenadores em um dos apartamentos do hotel Hilton com o crioulo endinheirado. Depois foi o corre-corre prá tirar passaporte.
Como retribuição, Levy foi criticado por um monstro. Aliás, os monstros não têm limites.

EXPECTATIVA
Dois conselheiros bicolores compareceram, assinaram a lista de presença, mas não votaram em Luís Omar. Um foi o advogado Alacid Nahum e o outro – diz-que – foi o empresário do “ai, amor!” Gabriel Souza Castro.
Numa roda, no primeiro piso da sede social do PSC, um grupo de conselheiros conversava animadamente sobre o futuro administrativo do clube.
Um, após ouvir os parceiros, disse: “Se o Luís Omar pensa que vai fazer com Ricardo Rezende o que fazia com Paulo Moraes está muito enganado. O Popó, como presidente do CONDEL, vai cobrar prestação de contas.É mesmo!?

MUÇUM ENSABOADO
O secretário de Esporte Lazer, Sahid Xerfan, precisa ter habilidade e cuidado com alguns dos seus assessores imediatos.
Um passou pelo Paysandu com ideias de marketing e não conseguiu deslanchar, mas aparecia na mídia impressa como mais inteligente que a própria inteligência. E não é!

ACLEP CHAPA- BRANCA
O Jornalista Ferreira da Costa sempre viveu atrelado a políticos, fazendo um livrinho aqui outro acolá e ganhando o seu “jabá”.
Agora, como presidente da Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Pará – ACLEP – desde que assumiu a entidade que projeta fóruns em cidades do interior paraense com apoio financeiro da Secretaria de Esporte e Lazer.
Nem bem Xerfan assumiu a SEEL, Costa e seus asseclas já foram pedir dinheiro para patrocinar encontro em Tucuruí.
Que moral tem os aclepeanos prá criticar a SEEL?
Bem que o presidente da ACLEP poderia bancar os fóruns com o dinheiro arrecadado dos donos de carros que estacionam na imensa área interna da entidade a quando das festas no Forró do Sítio. Cada dono de carro paga R$ 10. Multiplique este número por 200 veículos. Com quem fica essa “baba”? É por isso que ele não quer largar o osso!
Rui Guimarães pretende encabeçar uma chapa para concorrer às próximas eleições da entidade. Tomara.

“ZÉ DO BOI”
Os donos e executivos de algumas rádios em Belém não escutam as programações das suas emissoras. Se escutassem não concordariam com as “preciosidades” que são ditas nos microfones das suas estações.
Um consagradíssimo jornalista deixou à emissora porque não aceitou comandar “proficionais” que dizem “indentidade”, “feto de criança”, “vida pregueça”. Égua! Nunca vi tanta burrice no rádio, em Belém, como agora. É um rádio “prostituído”.
Sinceramente, gostaria de saber dos profissionais que “abanam o carvão” desses incompetentes se eles contratá-los-iam se fossem donos de rádio. É muito bom se fazer caridade (ou ser generoso) com o dinheiro dos outros.
Agora, a moda é guardar escalas de serviços (principalmente às que são publicadas em jornal) prá quando mandados embora meterem tudão na casa do índio.
Tem repórter que não sabe digitar e produtora que não sabe redigir. Coitados do diretor e dos donos da rádio: enganaram àquele e “roubam”, mensalmente, estes. E haja rapapés e salamaleques na redação.
É o que há!

sábado, 15 de janeiro de 2011

A SUA SAÚDE É UM BIG BEN



AMANHÃ NO PULO DO GATO:
Cuspindo no prato que comeu!
Hombridade!
Nitroglicerina!
Generosidade e ingratidão!
Muçum ensaboado!
Aclep chapa-branca!
Zé do boi!
Boa-noite!

MANGUEIRÃO NÃO CORRE PERIGO

Não é a primeira vez que o engenheiro Paulo Barroso, especialista em cálculo estrutural, é chamado pela Secretaria de Esporte e Lazer. Quarta-feira, conforme matéria postada ontem neste blogue, o engenheiro fez visita de inspeção no Mangueirão.

Embora arredio a reportagem, Paulo Barroso falou sobre a inspeção que fez no “Edgard Proença”.

Blogueiro: Dr. O Senhor Foi contratado pela SEEL para fazer levantamento sobre a estrutura do Mangueirão?
Paulo Barroso: Fomos contratados pela SEEL para dar uma olhada na estrutura com vistas a instalar procedimentos se necessários de recuperação.
Blogueiro: Dr. Qual a análise que o senhor fez da estrutura do Mangueirão?
Paulo Barroso: Me faça um favor amigo: o resultado deste trabalho já é sabido pelo secretário Sahid Xerfan. Se o amigo fizer contato com ele, com certeza terá tudo o que precisa de informação da própria SEEL.
Blogueiro: Dr. Paulo Barroso, o senhor é o engenheiro responsável pelos cálculos estruturais do Mangueirão?
Paulo Barroso: Eu não sou estruturalista do Mangueirão, meu amigo. Entenda que me foi contratado um serviço e eu por uma questão legal tenho que entregar o meu serviço ao contratante.
Blogueiro:
Dr. Estruturalmente, o Mangueirão corre perigo?
Paulo Barroso: Não meu amigo. Não tem nenhum perigo. O Mangueirão está tão capaz quanto estava a uno ou dois anos atrás, tá? A preocupação não é a estabilidade. A preocupação é com o tratamento, com cuidados de manutenção, mas não existe nenhum risco instalado na estrutura. Não tem problema nenhum. Isso já é do conhecimento da secretaria e por isso eu digo ao amigo que faça contato com a SEEL. Mas, eu não posso ir além do que estou lhe falando porque eu estaria cometendo um pecado. Está certo? Eu não posso lhe dá a entrevista.
Blogueiro: Dr. Paulo barroso, querendo ou não falar sobre o Mangueirão, o senhor acabou de me dizer o que eu queria saber. Não me leve a mal pela insistência, pela cara de pau deste repórter, mas eu vou divulgar, e,sem sombra de dúvida, o senhor tem um nome consagrado na engenharia civil deste estado.
Paulo Barroso: Meu amigo, eu agradeço isso e agradeço a compreensão do amigo. Entenda que não há nenhum pingo de má vontade. Há apenas um cuidado de não atravessar limites éticos legais, mas por favor retire da população qualquer dúvida prá que não seja instalado indevidamente uma síndrome porque não existe motivo.
É o que há!

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

A SUA SAÚDE É UM BIG BEN



AMANHÃ:

A SEEl contratou os serviços do escritório do conceituado engenheiro civil Paulo Barroso, que fez vistoria no Mangueirão e apresentou relatório sobre as condições do estádio.

Ele garante que a estrutura do Mangueirão não tem nenhum problema. Apenas de manutenção.

Ele pediu prá não gravar e nem rodar "sonora" nos programas que apresento na Rádio Liberal-AM.

Mas, anotei e assimilei...
Boa-noite!

O BICHO NÃO É TÃO FEIO...

Terça-feira o engenheiro civil Nagib Charone, graduado em cálculo estrutural, esteve a convite do secretário de esporte e lazer, Sahid Xerfan, fazendo visita de inspeção ao Mangueirão. Depois de olhar toda a estrutura que sustenta a arquibancada, Charone aconselhou o secretário a chamar o engenheiro responsável pelos cálculos estruturais do estádio – Paulo Barroso.

Assim foi feito: na quarta-feira Barroso esteve vistoriando todo o complexo, e, segundo fontes confiáveis, o estádio não sofre de problemas básicos, mas à elétrica está comprometida.

O blogueiro não foi informado sobre as medidas a serem tomadas, mas caberá ao secretário Sahid Xerfan agilizar providências para que dia 13 de fevereiro o Mangueirão seja palco do primeiro clássico do Parazão/ 2011: PSC x TLB.

PSC E CR APROVARAM TÍTULOS DE CAPITALIZAÇÕES

Por toda esta semana o superintendente da Caixa-Seguros, em Belém, Bira Lima, estará enviando à direção da CEF, em Brasília, o projeto de capitalização de títulos, denominado CAP-LEÃO e CAP-PAPÃO, que foi aprovados pelos presidentes Cabeça, do Remo, e Omar, do Paysandu.

O lançamento do projeto será em um dos auditórios da Computer Histore, na Antônio Barreto, Umarizal, na primeira quinzena de fevereiro.
É o que há!

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

PARA AMANHÃ, SEXTA-FEIRA:

- CR e PSC aprovaram CAP LEÃO e CAP PAPÃO!
- Calculistas estruturais vistoriaram o Mangueirão!
- O bicho não é tão feio como foi pintado!
- Boa-noite!

SUA SAÚDE É UM BIG BEN


LUÍS OMAR E TONINHO ASSEF FORAM ELEITOS E EMPOSSADOS

Apenas 66 conselheiros compareceram à eleição bicolor e 64 votaram em Luís Omar e Toninho Assef, que foram em seguida empossados no cargo e presidente e vice da diretoria bicolor.

Dois votaram em branco.Um desses voto foi do advogado Alacid Nahum. O outro preferiu o anonimato.
É o que há!

-

GOVERNO RENOVA CONTRATO DE TELEVISIONAMENTO


Ainda a pouco na sede social do PSC, por ocasião da eleição e posse de Luís Omar, presidente, e Toninho Assef, vice, o presidente da FPF, Antônio Carlos Nunes de Lima comunicou ao presidente bicolor(foto) que o governador Simão Jatene renovou o contrato de televisionamento do campeonato paraense de 2011, que começará dia 22.

Ney Messias, secretário de comunicação do governo, representou o Estado, e o Nunes os clubes,

R$ 480.000(já descontado INSS e IR)é quanto CR e PSC receberão dia 15 de fevereiro e no dia 15 de junho a última parcela do direito de televisionamento dos jogos do campeonato deste ano, inclusive para a capital.
É o que há!

O governo Simão Jatene também garantiu o patrocínio de passagens e hospedagens para os clubes.
É o que há!

É A... DA VELHICE!

Rogo a compreensão dos meus blogonautas. Estou sob os cuidados do oftalmologista Henrique Chaves, e depois de dois exames nos olhos, hoje cedo, estou de “molho” na minha casinha (dois-prá-lá-dois-prá-cá), praticamente cego, mas, perseguindo as “fontes” pelo gostosinho 9981-6509.

Espero que amanhã esteja no batente na LIBERAL-AM e cedo postando às que ninguém quer.

ÉGUA DA SACANAGEM!

Desde os tempos do contumaz corrupto que passou pela Curuzu, que nas divisões de base do clube há uma “mancha” maldita.
Nad, Careca e Didi são pagos pelo clube como treinadores de futebol. Ou será que estão “roubando?”

CLUBE DO REMO ESTÁ DIVIDIDO

Manoel Ribeiro e Benedito Sá assumiram o Conselho Deliberativo do Clube do Remo-presidente e vice, respectivamente- com a incumbência de darem prosseguimento ao pedido de cassação do ex-presidente da diretoria.

Como é sabido, Klautau mandou destruir a marretadas o símbolo azulino do portal do Baenão pela Almirante Barroso.

Manoel Ribeiro e Amaro são políticos partidários e inobstante de partidos diferentes um não “frita” o outro, mas alguns “cardeais” estão prontos para cobrar da dupla na primeira reunião do CONDEL remista.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

SE BEM GERENCIADO, O PROJETO TEM FUTURO


O Superintendente da Caixa Seguros em Belém, Bira Lima(foto), enviou aos presidentes de CR e PSC minuta do acordo operacional do CAP-LEÃO e CAP-PAPÃO. Este mesmo projeto foi enviado pela direção nacional da CEF ao presidente do Clube dos 13.

“O projeto é excelente e aceitamos”, disse o presidente Sérgio Cabeça à noite de ontem ao ser inquirido pelo blogueiro sobre a minuta.

O presidente do PSC encaminhou o projeto ao seu diretor de futebol, Izomar Souza, que levará ao CONDEL, que reúne amanhã para eleger e empossar Luís Omar. Mas, Ricardo Rezende, que não tem conhecimento da minuta, a princípio, disse que o projeto pode ser viável.

Conforme já foi postado neste blogue, CAP-LEÃO e CAP-PAPÃO são títulos de capitalizações que custarão R$ 6.00, cada título, e deste valor serão repassados aos clubes 30%, ou seja: R$ 1.80, com os 70% sendo disponibilizados para propagandas e premiações.

Bira Lima espera que até sexta-feira os clubes respondam positivamente para que a direção da Caixa-Seguro, em Belém, defina dia, horário e local do lançamento do evento.

VAI DEPENDER DO TREINADOR

Luís Omar anunciou a contratação do Cleison Rato, irmão do presidente da Terror Bicolor, o mundo bicolor chiou, inclusive o presidente do CONDEL, Ricardo Rezende, disse publicamente que não concordava com a contratação.

Sentindo o cheiro da perpétua, Omar tira o corpo fora e transfere responsabilidade para o treinador: depois de uma avaliação técnica, Cosme vai dizer se serve ou não. É mesmo?!
É o que há!

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

CLEISON RATO NÃO ESTÁ CONTRATADO

Se depender da palavra do presidente do Conselho Deliberativo do Paysansu, Ricardo Rezende, o atacante Cleison Rato não será contratado pelo clube. "Ele ainda não assinou contrato, mas se depender da minha opinião não será contratado pelo Paysandu", disse Rezende ao blogue.

PARA AMANHÃ!


Presidente Cabeça aceitou proposta da Caixa Seguros!
Quinta-feira eleição e posse de Luís Omar!
pedido de expulsão de Amaro Klautau deixa o Remo heterogeneo!
Boa-noite!

A SUA SAÚDE É UM BIG BEN

NA 1ª DÉCADA DO SÉCULO XXI O PSC FOI O 12º NO RANKING

O blogonauta Henrique Mateus F. Lopes me mandou "emeio" ratificando(de forma documental) o que já havia divulgado sobre a colocação do Paysandu no ranking dos clubes brasileiros.

OS CRITÉRIOS PARA ESTAR NO RANKING

1) - A década começou em 2001 e terminou em 2010.(O Ranking é neste período)
2) - Ser um dos 12 primeiros clubes do ranking da CBF ou ter vencido um torneio internacional, nacional ou regional na década;
3) - Havendo empate em pontos, leva vantagem quem ganhou mais títulos de maior valor;
4) - Só entra no ranking título de primeira divisão;
5) - Cada título recebeu a seguinte pontuação:
Mundial - 50 pontos
Copa Libertadores - 35 pontos
Campeonato Brasileiro - 25 pontos
Copa do Brasil - 15 pontos
Copa Sul-Americana - 12 pontos
Rio-São Paulo - 10 pontos
Campeonatos Paulista, Carioca, Copa dos Campeões e Sul-Minas - 6 pontos
Recopa Sul-Americana, Mineiro e Gaúcho - 5 pontos
Campeonato do Nordeste - 4 pontos
Campeonatos Centro-Oeste, Baiano, Paranaense e Pernambucano - 3 pontos
Copa Norte, Goiano e Paraense - 2 pontos
Campeonato Amazonense - 1 ponto

O RANKING

1º - SÃO PAULO - 176 PONTOS
2 Mundial de clubes - 50
1 Libertadores - 35
3 Campeonato Brasileiro - 75
1 Rio-São Paulo - 10
1 Estadual - 06
2º - INTERNACIONAL - 170 PONTOS
1 Mundial de Clubes - 50
2 Libertadores - 70
1 Copa Sul-Americana - 12
1 Recopa Sul-Americana - 05
6 Estaduais - 30
3º - SANTOS - 83 PONTOS
2 Brasileiros - 50
1 Copa Brasil - 15
3 Estaduais - 18
4º - CORINTIANS - 83 PONTOS
1 Brasileiro - 25
2 Copas do Brasil - 30
1 Rio-São Paulo - 10
3 Estaduais - 18
5º - CRUZEIRO - 77 PONTOS
1 Brasileiro - 25
1 Copa do Brasil - 15
2 Sul-Minas - 12
5 Estaduais - 25
6º - FLAMENGO - 76 PONTOS
1 Brasileiro - 25
1 Copa do Brasil - 15
1 Copa dos Campeões - 6
5 Estaduais - 30
7º - FLUMINENSE - 52 PONTOS
1 Brasileiro - 25
1 Copa do Brasil - 15
2 Estaduais - 12
8º - GRÊMIO - 35 PONTOS
1 Copa do Brasil - 15
4 Estaduais - 20
9º - ATLÉTICO PARANAENSE - 34 PONTOS
1 Brasileiro - 25
4 Estaduais - 09
10º- SPORT RECIFE - 33 PONTOS
1 Copa do Brasil - 15
6 Estaduais - 18
11º- VITÓRIA - 32 PONTOS
2 Campeonato do Nordeste - 8
8 Estaduais - 24
12º- PAYSANDU - 20 PONTOS
1 Copa dos C. Campeões - 6
1 Copa Norte - 02
6 Estaduais - 12
É o que há!

´TAÍ O PAGAMENTO...

Não foi à toa que a Terror Bicolor foi prá frente da sede do Paysandu fazer muito barulho em prol da reeleição do presidente Luís Omar.

O pagamento veio agora: contra tudo e todos, Luís Omar contratou Kleison Rato, atacante que já passou pelo clube e não deixou saudade. É que este jogador é irmão do presidente da Terror Bicolor, que tem sede num boxe na Curuzu (e dizque) não paga aluguel.

P.S. Quem manda "emeio" é o blogonauta Paulo Cesar. Obrigado.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN

COEMAÇAM A APARECER OS "PEPINOS" DO AMARO

A primeira ação judicial trabalhista da administração Amaro Klauatu chegou na sede do CR: Júlio Bastos, jogador contratado em 2009, está cobrando do CR R$ 273.000.

Welber cobra R$ 46.000 e hoje à tarde vai se encontrar com o presidente Sérgio Cabeça prá tentar acertar forma de pagamento. O "Risadinha" não pretende ir à justiça.

Além desses dois jogadores, Cabeça terá que ter habilidade para resolver problemas financeiros pendentes com funcionários administrstivos da administração Raimundo Ribeiro, como é o caso do Amoras, que cobra R$ 70.000 de salários atrasados, que Amaro se responsabilizou pelo pagamento e não cumpriu.
É o que há!

O VELHO E O TÔNUS

O Paysandu deve vender parte dos direitos federativos dos jogadores sub-18 Djalminha, meia-esquerda; Luan, atacante, e Picaxú, lateral-direito que estão atuando pelo Papãozinho na Copinha Paulista deste ano. As atuações desses jogadores têm atraída a atenção dos empresários e seus olheiros.

Nada contra a venda ou empréstimo desses jogadores, o estranho é que o clube não aproveita esses meninos no time titular e contrata atletas acima de 30 anos para a campanha do Parazão/2011: Vânderson (31), Alex Oliveira (36) para se juntar ao Sandro Goiano que, também, tem 36.

Ao ser indagado por este blogueiro passatempo o porquê da sua saída do Vitória (BA), Vânderson respondeu: “Eles que não me quiseram. O Antônio Lopes foi contratado e mandou me dispensar”.

Ao que parece, os dirigentes bicolores são desmemoriados: a peia(prá lembrar o saudoso Werneck) que o time do Paysandu levou do Salgueiro dentro da Curuzu, jogando às 10h, com um meio-campo formado por Sandro Goiano, Fabrício, Tácio e Marquinho. Desses, só Marquinho se salvou. Quem não lembra?

Penso que o Remo está no caminho certo: pode até contratar pernas de pau, mas são jovens e a média de idade do time do Leão Azul, que ontem em Paramaribo tecnicamente foi melhor que o Paysandu, é de 27 anos.

Fininho, que foi o destaque da Tuna na fase classificatória, tem 24; Luís André, 23, e Ramon, 22. São jogadores que darão equilíbrio ao meio-campo remista. Vi Fininho jogar pela Tuna e gostei da visibilidade que ele tem de jogo e o espaço de campo que domina: a intermediária de ponta a ponta. Não vai ser fácil para os adversários porque ele é criativo.

Nada contra jogador de idade acima dos 30, porém eles não terão o mesmo tônus (força ou energia) de atletas que estão na faixa dos 20 anos de idade para disputar um campeonato em campos encharcados ou uma “lua bochechuda” que faz rachar os miolos.

Hoje, o futebol é arquitetado no meio-campo. Estrategicamente, é nessa faixa de gramado que se decide um jogo de futebol, e quem tem jogadores novos e talentosos tem chances de vencer a partida.
É o que há!

domingo, 9 de janeiro de 2011

PSC CAMPEÃO,MAS O TREINADOR COMEÇOU MAL

Não quero acreditar que o Sérgio Cosme seja mais um carioca malandro que vem prá cá enganar os dirigentes do Papão, a imprensa esportiva e os torcedores do bicampeão paraense e pensar que todos somos "zé mané". Eu sou Zé, mas não mané.

Após o jogo que o Papão empatou no tempo normal com o Mengatapoe e ganhou nos tiros livres direto, o repórter Agripino Furtado perguntou ao treinador como analisava a vitória bicolor, e ele, de bate pronto, respondeu, indagando: "Como você viu o time?" Ele, espertamente, inverteu o papel.

Este tipo de comportamento é de gente esperta,cerebral,e que os repórteres que cobrem o dia a dia do clube têm que tomar cuidado com ele quando entrevistá-lo.

O PSC ganhou o torneio de Paramaribo, mas o treinador deu mal exemplo ao ser expulso, e quando foi exigido a mostrar aplicação tática, mexeu errado, mas deu sorte.

PAPÃO CONTRATOU GERENTÃO

Carlos Pupo, conhecido "Carioca", foi contratado pelo presidente Luís Omara para ser o gerente de futebol do~clube. Chega quarta-feira em Belém.
É o que há!

TJD E O TCC

Prezado Zé Maria Trindade,


Cumprimentando o ilustre jornalista, informo que a discussão sobre a autonomia do TJD/PA chegou à Academia, pois a concluinte do Curso de Direito Zíngara Mácola apresentou TCC sobre o tema diante da Banca.
Compunha a Banca o magistrado José Maria Teixeira do Rosário e o trabalho recebeu nota máxima, a despeito de alguns meramente formais como atribuir a autoria do artigo "Por um TJD/PA verdadeiramente independente" ao jornalista Gerson Nogueira, quando, na verdade, foi escrito pelo ora signatário.

Chamo a atenção para a acertada análise da concluinte para a posição de falsa neutralidade assumida, até aqui, pela presidência da OAB/PA, na pessoa do presidente Jarbas Vasconcelos, vazada nos seguintes
termos:

"Como podemos analisar a crise institucional acima descrita ainda em curso no âmbito do Poder Judiciário Desportivo? Por que, por exemplo, a maioria do Tribunal Pleno não ficou ao lado do auditor André Silva de Oliveira quando este assinou o acordo no Ministério Público Estadual pelo qual serão assegurados ao TJD/PA sede própria, receita própria (oriunda de uma rubrica no orçamento da FPF), pessoal pago pelo próprio tribunal, etc.? Por que, em lugar disso, a maioria do Tribunal Pleno ameaçou o ex-presidente com um processo por quebra de decoro? Por que, enfim, os auditores do Tribunal Pleno, todos advogados com razoável experiência na seara do Direito Desportivo, se opõem à autonomia do TJD no Pará, de modo a cumprir entre nós um dos requisitos mais importantes do Estatuto do Torcedor, como já foi aduzido?
Responder a tais perguntas não é, por certo, uma tarefa fácil, sobretudo porque há muitas instituições e interesses envolvidos no desfecho da presente crise institucional. De um lado, encontram-se a Federação Paraense de Futebol – FPF e a maioria do Tribunal Pleno que, ao que tudo indica, pretendem que tudo permaneça como está; do outro lado, lutando pela autonomia efetiva do TJD no Pará, podem ser identificados o auditor André Silva de Oliveira, a maioria, senão a totalidade, da Comissão de Direito Desportivo da OAB/PA e o Ministério Público Estadual por meio da Promotoria do Consumidor.
Curiosamente, embora o assunto interesse à comunidade desportiva como um todo porque implica na efetiva aplicação do Estatuto do Torcedor entre nós, os clubes e os sindicatos de atletas e árbitros permanecem alheios ao desenrolar da luta institucional. Mais surpreendente ainda é o papel desempenhado, até aqui, pela Presidência atual da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Pará, que, como foi dito anteriormente, assumiu uma posição de aparente neutralidade diante dos grupos em conflito, como se isso fosse possível ou desejável, já que indicou dois representantes para o Tribunal Pleno e estes se posicionaram, até onde vemos, contra a autonomia do TJD/PA.
Quanto à imprensa local, é possível inferir que a maioria, senão a totalidade, dos cronistas e jornalistas esportivos inclina-se pelo acolhimento das teses dos independentistas do tribunal desportivo, a julgar pelos comentários efetuados durante a crise deflagrada pela cassação ilegal da liminar concedida pelo ex-presidente André Silva de Oliveira no dia 15 de janeiro de 2010, como também já foi acima assinalado.” (Nosso grifo)

Esclareço que, em 17.12.2010, protocolei na sede da OAB/PA um expediente em que reclamo do presidente Jarbas Vasconcelos a revisão dessa equivocada posição para que passe a apoiar publicamente o acordo celebrado no Ministério Público Estadual no dia 17.08.2010 pelo qual o TJD/PA sairá da FPF, terá receita própria (oriunda do orçamento da FPF), eleições de seus membros fiscalizadas pelo MPE, etc. Até agora, não obtive resposta do corajoso presidente Jarbas Vasconcelos, mas confio que ele irá rever sua equivocada posição sobre o caso ora enfocado.

Segue em anexo arquivo contendo o TCC; se preferires, posso deixar cópia integral do trabalho em local indicado por ti.


Atenciosamente,


André Silva de Oliveira
Auditor do TJD/PA

VENDE JOGADORES E CONTRATA UM SUPERVISOR

Não foi à toa que o presidente do Paysandu,Luís Omar,preferiu ir à Louveira(SP) acompanhar o Papãozinho, que perdeu para o Fluminense(PI) POR 4 X 3, a assistir ao RE-PA, em Paramaribo, na decisão do torneio internacional.

3 jogadores do Papãozinho estão interessando a empresários paulistas:Djalma(meia-esquerda); Luan(Atacante) e Picaxú(lateral-direito).

Omar foi a São Paulo com o desejo de vender parte dos direitos federativos dos jogadores e sondar a contratação de um supervisor de futebol que bata ponta na Curuzu.
É o que há!

O PULO DO GATO


MÁ FÉ OU APLICAÇÃO?
No dia 20.12.2010 a SEFIN (Secretaria de Finanças do Estado do Pará) depositou na conta corrente: 3016978 – banco: 037 – agência: 00025 – a importância de R$ 528.712,05 referente ao pagamento da última parcela de transmissão de sons e imagens dos jogos do campeonato paraense de 2010, às 10h32, pela funcionária da SEFA Margarete Gomes Neves.
O que causa espécie é que o CR recebeu sua cota no dia 23, e o PSC, depois de algumas idas e vindas do funcionário conhecido por Maxixão à tesouraria da FPF, pegou o cheque dois dias antes de terminar 2010.
Uma das alegações da maior “ratazana” do futebol paraense – Guilherme Salse – é que a SEFA fez o depósito na conta da Federação faltando R$ 8 mil, o que é inverdade.
Maxixão dizia: “Me dá o que tem aí e depois recebo o resto?”
Para o bom entendedor pingo é letra... Final de ano, 13º salário, dois ou três dias de aplicação é o suficiente prá se ganhar uma “babinha”.
No novo contrato que os clubes devem assinar para a temporada 2011 com a FUNTELPA, a FPF deveria ficar de fora e deixar que os clubes dessem seus jeitos para receber. Pelo menos é o desejo do Nunes, presidente da FPF.

REFÉM
O presidente do PSC, Luís Omar, e o Sandro Goiano, cumprimentaram-se na manhã de ontem, sábado, no pátio da concentração do clube, na Curuzu, e este blogueiro passatempo lá estava, esperando a saída do Wânderson, que foi contratado.
- Sandro, posso sentar aqui ao seu lado para bater um papo com você? – Indagou o blogueiro.
- Prá quê? – indagou o jogador.
-Prá fazer uma “sonora” para o Bola na Área da Rádio Liberal – respondeu o repórter.
-Não. Não quero falar! Respondeu de forma trombuda Sandro, que permaneceu sentado(foto) em um dos degraus da entrada do restaurante da concentração.
A bem da verdade, Luís Omar está nas mãos do jogador porque dias antes do jogo contra o Salgueiro,que a Curuzu vivia a euforia do acesso à segunda divisão, o presidente renovou o contrato do jogador por R$ 50 mil/mês, com duração de um ano.
Agora, como o acesso não veio, o presidente se arrependeu e não pretende pagar o que está assinado. Foi uma das lambanças do Luís Omar...

702 ou 707?
PSC e CR voltam a cruzar os bigodes pela terceira vez- em toda história do maior clássico da Amazônia- pela terceira vez em gramados paramaribenhos.
Segundo o historiador Ferreira da Costa e confirmado pelo ex-empresário Francisco Meireles, que foi quem intermediou os jogos, o primeiro RE-PA internacional aconteceu no dia 03.02.10977 e o resultado foi 1 x 1.
O segundo aconteceu sete anos depois: 06.05.1984 e o Leão azul ganhou de 3 x 2.
Em Belém há uma perlenga entre o jornalista, historiador esportivo e bicolor Ferreira da Costa e o professor, bancário e Estatístico Orlando Rufeil: àquele, que já lançou livro sobre a história do RE-PA, afirma que são 707 encontros, enquanto que este, que ainda não lançou sua obra , mostra que são 702.
A imprensa esportiva paraense, usando critério corporativista, prefere os números do Ferreira, enquanto que os do Rufeil são relegados, mesmo porque ele só fala e o verbo o vento leva. Seria de bom alvitre que o professor de Estatística lançasse seus levantamentos sobre o dérbi amazônico.
A história do RE-PA, do Ferreira da Costa, que eu li, é de fancaria.

10 X 200= 20.000
Ferreira da Costa é o presidente da ACLEP – Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Pará - e que transformou a imensa área da sede campestre em estacionamento do Forró do Sítio, cobrando R$ 10.00 de cada carro. Há noite que mais de 200 carros passam pelo portão da sede da entidade. E quem fica com a “baba”? É por isso que ele não quer largar o osso. É uma nhanha!

MUÇUM ENSABOADO
Se o vice-presidente da FPF, José Ângelo, foi o peixe liso da semana retrasada, o ex-presidente do CR, Amaro Klautau foi o da semana que passou.
Misto de educado, humilde e probo, este tipo, que vive enfronhado nos meandros do futebol profissional do Pará, não mete a mão no bolso, não dá uma “ana” prá ninguém, mas é generalista em ideias e adora fazer benfeitoria com o dinheiro dos outros.
Amaro, depois da decepção que foi a venda do Baenão, deixou o clube pela porta dos fundos, não comparecendo a posse do Cabeça e a sede pior que paneiro: só goteira.

LEVADO A BRECA
No dia 4 de dezembro do ano passado este blogueiro passatempo postou sobre o Mangueirão: “Vi Mangueirão imundo; sujeira em todos os cantos; passarinhos mortos nas escadarias que dão acesso às cabines de imprensa; portas arrebentadas e um estádio caraquento.” Foi no dia da decisão do sub 18, entre CR e PSC, que o Remo foi campeão.
Passados 36 dias, Sahid Xerfan, o novo Secretário de Esporte e Lazer, veio a público anunciar o que este blogue se antecipara sobre o estado lastimável da nossa principal praça de esporte.
Placar eletrônico e catracas obsoletos e gramado e infra-estrutura hidráulica comprometidos por falta de manutenção. A única benfeitoria que a petezada fez ao Mangueirão foi a placa no pórtico da Augusto Montenegro, fazendo justiça ao verdadeiro nome do estádio: “Praça do Estado – Estádio Olímpico do Pará – “Edgard Proença”.O governo "Almir Gabriel" tinha ojeriza a este nome. Não sei o porquê.

ZÉ DO BOI
O Secretário de Comunicação do novo governo do Pará, o competentíssimo Ney Messias, definiu àqueles que comandavam a FUNTELPA como o Zé do Boi(sujeito prestativo, humilde, bajulador, mas que só sabe carregar faixa). Pior que este tipo é o que acontece hoje em certas redações de emissoras AM, em Belem: tem "proficional" que não sabe digitar(cata milho diante da tecla do computador), não sabe o que é reportagem, não sabe como se inícia um bilhete e o pior: não tem conhecimento gramatical. Uns são humildes, outros nem tanto: andam empaletozados, posudos, esbanjando soberbice. É a praga do "apadrinhamento" que não vê competência e sim subserviência.
Enganaram o diretor que é um ser humano de fina plumagem e "roubam" os donos da rádio, que pagam salários para despreparado(a)s de pai e mãe.
Atenção! Quem avisa amigo é: tem embusteiro(a) guardando escalas de serviço que são públicadas em jornal para depois ir à casa do ínido e meter tudão...
É o que há!

sábado, 8 de janeiro de 2011

O PULO DO GATO

Diante dos constantes apelos dos ouvintes que me acompanham através do BOLA NA ÁREA,da Rádio Liberal-AM 900, a sequência O PULO DO GATO, que era levado ao ar às 14h.,passa a ser dominical neste blogue.
Boa-noite!

SUA SAÚDE É UM BIG BEN

WANDERSON ASSINA COM O PSC


Depois de seis anos fora do Pará, o meia Wanderson, 30, castanhalense, volta a defender o PSC.

Hoje de manhã,na Curuzu, Wanderson conversou com o presidente Luís Omar e o diretor de futebol do clube, Ozimar Vasconcelos, e depois de 40' o jogador foi se encontra com o "seu" Francisco Meireles responsável pelos contradtos dos atletas.

O meia se apresentará segunda-feira à Curuzu.

QUEM TRABALHA NA CURUZU CONTINUA NA "ROÇA"

Os diretores do PSC que estão em Paramaribo anunciaram ontem nos microfones da Rádio Liberal que fariam adiantamento salarial dos jogadores para que eles pudessem fazer comprar.

Ricardo Rezende, presidente do CONDEL bicolor e chefe da delegação, fez a revelação ao repórter Agripino Furtado, alegando que lojas paramaribenhas não aceitam cartõs de crédito.

Um funcionário da Curuzu, que ouvia a programação esportiva da Rádio Liberal-AM, ficou triste em saber que a direção do PSC é generosa com o elenco de jogadores e comissão técnica e não dá o mesmo tratamento àqueles que estão no dia a dia do estádio bicolor. E comentou com um colega. "É mesmo? Eles pagam jogadores e treinador e não pagam a gente. Estou sem receber novembro,dezembro e metade do 13º salário. Como eles podem ser felizes se não pagam quem ganha salário mínimo?" Comentou, pedindo anonimato.

A opinião da grande maioria dos funcionários do PSC é que Ricardo Rezende foi o melhor presidente nos últimos 15 anos porque pagava salários quinzenalmente.
É o que há!

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN

RE-PA INTERNACIONAL

Clube do Remo e Paysandu decidirão domingo, 19h, o torneio internacional do Suriname.

Leão Azul paraense venceu, à noite de hoje, o Excelsior da Holando por 2 x 0, gols de Marlon, aos 37' do 1º tempo, e Tiago Marabá, 41' do 2º tempo.

O Remo teve expulso, ao final do primeiro tempo, o goleiro Diego Amaral, depois de uma dividida com atacante holandez, e jogou todo o segundo tempo com dez jogadores.
É o que há!

CLUBES NÃO VÃO PAGAR TAXAS PRÁ JOGAR (DE DIA) NO MANGUEIRÃO


Os clubes só pagarão taxas, prá jogar no Mangueirão, se os jogos forem à noite. A taxa referente a iluminação, que deve ser em torno de R$ 2.000.

Quem informa é o Secretário de Esporte e Lazer, Sahid Xerfan, que confirmou que os clubes e a Fedração Paraense de Futebol não se preocupem porque o campeonato deste ano está confirmadíssimo o patrocínio de passagens e hospedagens. "já defini para segunda-feira, às 18h., na sede da FPF reunião com dirigentes de clubes e federação. O campeonato deste ano - pode anunciar - já está confirmado o patrocínio do governo". concluiu Xerfan.

O contrato de publicidade com a FUNTELPA e o BANPARÁ será, também, definido de comum acordo com o secretário Xerfan,a superintendente da FUNTELPA e o diretor do Banco em dia a ser definido.

As estruturas do gramado, de iluminação e hidráulica estão comprometidas e precisam urgentemente de reformas. "Vamos arregaçar às mangas e trabalhar para que o Mangueirão esteja ápto para o primeiro clássico do dia 15 de fevereiro entre PSC e TUNA". Disse o secretário.

O telefone corporativo da SEEL, que deve ser usado pelo novo secretário, está desaparecido.
É o que há!