segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

ELE PODE VOLTAR E ATACAR NOVAMENTE!

Não tenho vínculos profissional e afetivo com políticos; não tenho parentes políticos e não dependo de “chen” de políticos prá pagar minhas contas; aliás, tenho ojeriza de “chenzeiros” por que este tipo de “proficional” vende a sua consciência em vez de vender o seu trabalho, mas, como jornalista, não posso brigar com a evidência dos fatos, embora peça vênia aos blogonautas para postar esta notícia que não é meu metiê. Tá certo?

Ontem de manhã, na Estação das Docas, ouvi da boca de um cidadão (que depois soube que era advogado) a seguinte expressão: “Eles e todos àqueles que o defendem vão meter o dedo no c... e rasgar, porque Jader Barbalho vai ser senador ainda este ano.”

Pois bem: ainda a pouco acessando sites e blogues de Norte a Sul deste país deparei-me com este excerto: “É voz corrente em Brasília que o ministro Luiz Fux, do STF, vote pela validade da Lei da Ficha Limpa apenas a partir da próxima eleição”.

Se assim for, João Capiberibe (senador), Janete Capiberibe (deputada federal), Amapá; Jader Barbalho (senador), Pará, e Ronaldo Cunha Lima (senador), Paraíba, terão o reconhecimento dos votos que obtiveram na eleição de 2010 e os TREs desses Estados terão que diplomá-los.

Por assim dizer, o Amapá será comandado pelo clã Capiberibe: o pai (João), senador; a esposa (Janete), deputada federal, e o filho (Camilo), governador do Amapá. Quem é culpado por essa situação?

Inobstante ser amapaense com muito orgulho e viver no Pará desde 1979, se acontecer o que estão “profetizando”, não meterei o dedo no “toba”, porque não dependo (e espero não depender) de políticos prá viver.

Mas, que é briga de mamute, é!

TIAGO CARDOSO,
Adoro escrever interpretando, analisando, criticando ou elogiando o que vejo. E isso quem me ensinou foram meus “amigos” surdos e mudos: meus livros. Um deles: A SANGUE FRIO (Truman Capote)
É o que há!

DIRIGENTES BICOLORES SENTEM O CHEIRO DA PERPÉTUA

Enquanto os remistas comemoravam a conquista da primeira colocação com 17 pontos (três à frente do adversário – PSC) no DONNA BEACH, na Almirante Wandenkolk(não sei se é assim grafado, se não for, perdão), e, portanto, estão de flozô, os bicolores “entupiram” as linhas telefônicas reclamando para o presidente, Luis Omar, e o vice, Toninho Assef, da “cegueira” do treinador Sérgio Cosme. E ainda bem: eles concordaram com os revoltados torcedores Alvi-celeste.

Sérgio Cosme vê futebol, mas não sabe fazer leitura de uma partida em andamento. Isso tem ficado patente desde que aqui chegou. É gente boa, bom papo, amigo dos jogadores, mas não enxerga futebol. Foi assim contra o Remo e mais uma vez ontem contra o São Raimundo.

Contra o Remo ele viu de braços cruzados no banco do seu time dois jogadores azulinos (Luís André e Mael) arrebentarem com o Tiago Potiguar e nada fez; não produziu antídoto necessário prá acabar com a marcação no tutiço do Potiguar. É elementar, meu caro Cosme: encoste um companheiro ao lado do jogador que sofre a marcação e troca passes rápidos que o marcador ou marcadores fica zonzo.

Não vi o jogo, mas os que lá estavam me contaram e é gente que manja de futebol, o treinador bicolor, ao que parece, ficou “mundiado” com que o Charles Guerreiro fez: meteu o Sató (que foi da base bicolor), que corre muito e é ligeiro, entre os dois Zagueiros. Como Alexi Oliveira e Sandro não marcam e o novo zagueiro Herbert (diz-que) é ruim que dói, ficou fácil para o Satozinho, que marcou dois gols para a felicidade do Charles Guerreiro.

É insustentável a permanência de Sérgio Cosme no comando do time bicolor. Os dirigentes vão reunir por todo o dia de hoje para tomarem decisões. E tem que ser logo, do contrario vai ser uma nhanha para Paulo Comelli.

PSC VAI PEDIR ANTIDOPING

Nas duas partidas contra o Independente, a diretoria bicolor vai solicitar à FPF exames antidopings. E se passar à final, seja com quem for, vai exigir o cumprimento do regulamento.
É o que há!

COSME REMA CONTRA A DINÂMICA DO FUTEBOL

CLÁUDIO OLIVEIRA

Acompanhei a maioria dos jogos do campeonato paraense de futebol profissional desenvolvendo a função de comentarista esportivo da TV Cultura, Rádio Marajoara-AM e Rádio Cultura-FM e vi diferenças táticas entre os times armados por Paulo Comelli (CR) e Sérgio Cosme (PSC).

O time azulino foi mais regular taticamente em função de Comelli ter conseguido fazer com que os jogadores se conscientizassem de uma constante marcação – o time remista ataca em bloco e defende-se do mesmo jeito, sendo que às vezes, quando não tem a posse de bola, fica guarnecida por três zagueiros.

O time de Sérgio Cosme não conseguiu ter essa regularidade: tem uma defesa fragilizada e dois meias que só jogam com a bola nos pés- Alexi Oliveira e Sandro Goiano, como aconteceu ontem contra o São Raimundo.

Hoje, a dinâmica do futebol não permite mais este tipo de jogador, pois fazendo 4-4-2, tanto os volantes (Alexandre Carioca e Braian, no jogo de ontem), como os laterais e os zagueiros ficam sobrecarregados e por isso o time do PSC não tem brilho tecnicamente.

O Remo foi o primeiro colocado em função de ter apresentado uma equipe taticamente regular da primeira fase da Taça Cidade de Belém.

CLÁUDIO OLIVEIRAé matemático formado pela UEPA,com especialização em docência do ensino superior, lecionando na rede estadual(concursado) e Faculdade UVA.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

COMELI DEU CONDIÇÕES AO FININHO E O SÉRGIO COSME É CEGO

Havia tempo que não ia à orla de Icoaraci. À Tarde deste domingo fui passear, tomar sorvete e pensando em assistir pela TV ao jogo do PSC pela TV Cultura. É incrível, mas verdadeira, a força do Flamengo: em toda barraquinha que parava a TV estava na Globo. Égua!

- Não dá prá sintonizar a Cultura? Indaguei de um dono de barraca.
– Nem pensar! A galera que aqui está à maioria prefere o jogo do Flamengo – respondeu o barraqueiro. Por lá fiquei.

Começou a chover e fiquei encolhido num cantinho, mastigando um churro. Em dado momento um rapaz atravessou e veio buscar uma cuia de tacaca e perguntei se ele sabia o resultado do jogo do PSC: “Lá onde estou está passando na TV e o PSC perde de 3 x 2”. Atravessei correndo e no pequeno restaurante estava uma galera assistindo ao jogo.

Vi muito pouco do jogo do São Raimundo 3 x 2 Paysandu e não posso emitir opinião, mas ouvi os torcedores espraguejando o Sérgio Cosme, a zaga bicolor e o meio-campo que não marca. No time do Papão essas falham são estigmas e só a diretoria não vê que o enganador Sérgio Cosme entra com dois jogadores velhos e que só jogam com a bola nos pés: Sandro Goiano e Alex Oliveira e sobrecarregam Alexandre Carioca e Braian. O treinador do PSC é cego, não enxerga o jogo e se assim continuar o Remo será campeão fácil, fácil.

Aliás, que o Comelli deu condições para que o Fininho pudesse desenvolver o seu futebol. O futebol que ajudou a Tuna estar entre os 8 desta fase do campeonato. Taí o jogador, jogando o que sabe jogar. Penso que ele fez a diferença. Penso. Não vi o jogo.

A principal função de um técnico de futebol é dar boas condições para que o atleta jogue tudo o que sabe jogar. É o que não faz o treinador do Paysandu.

Com os resultados de hoje – Remo 1 x 0 Independente; São Raimundo 3 x 2 Paysandu; Águia 1 x 1 Castanhal e Cametá 2 x 2 TLB – a classificação ficou assim:

1º - CR – 17
2º - PSC – 15
3º - Independente – 09
4º - Cametá – 08

Dia 09/03 – Independente x PSC - em Tucuruí
Dia 10/03 – Cametá x CR – em Cametá

Conversei com o coronel Hilton, subcomandante do CPC – Comando de Policiamento da Capital – e me disse que a polícia vai planejar com a FPF o policiamento para os dois jogos.
É o que há!

DIVAGAÇÕES PROFISSIONAIS

Fui à Estação das Docas com a intenção de assistir a primeira regata do ano e não houve porque a maré estava teitei e o vento, oriundo da baia do Guajará, tornava o ambiente meio friento; famílias e desportistas se espalhavam pelas mesas, curtindo a manhã de céu azul. Eu sonho em ver um dia aparecer um governador ou um prefeito para escancarar a frente de Belém, acabando com os pardieiros que enfeiam a nossa cidade. Os meus sonhos passam por pessoas.

Numa mesa engenheiros, médicos, advogados e “vagabundos sociais” falavam sobre a briga escancarada das famílias Maiorana e Barbalho, e um dos que estavam à mesa, quando me viu, disse de propósito: “Eles e todos àqueles que o defendem vão meter o dedo no... e rasgar, porque Jader Barbalho vai ser senador, ainda este ano.” Entendi o recado e não fui além de um “bom-dia, pessoal” e saí de mansinho.

Numa outra mesa cheia de desportistas quando me viram foram logo indagando pelo BOLA NA ÁREA e eu disse que a rádio passava por mudanças na programação e que eu estava apresentando o programa aos sábados das 10h às 12h e que à partir do próximo domingo estarei das 19h às 21h. Um gaiato disse: “Eles acabaram com o Zeca Diabo dos domingos”.

Sorri e saí pensando no verso do letrista popular: “Ando de vagar por que já não tenho pressa”. Se fosse em outros tempos levava pela cara, mas a cada dia me convenço que a velhice me torna macambúzio e seletivo. Saí, mas sem esquecer a transitividade do verbo “acabar” que é direto no sentido de terminar. Por fim...

Fiquei encabulado por alguns momentos, andando prá lá e prá cá, pensando no que me disse o ouvinte, mas que de repente me aparece um blogonauta e me diz: “Zeca, antes de saí de casa li o teu blogue. Está paidégua!” Em seguida outro me para e pergunta: “Zeca, é verdade o que está no TUDÃO E TUDINHO sobre o que o Luís Omar disse do Rui Sales?” “É!” Respondi. “Égua, Zeca, o teu blogue é muito bom. Todo dia, antes de saí para o trabalho acesso o TUDÃO E O TUDINHO”. “Obrigado, amigo!” “Ah, Zeca, por que de TUDÃO E TUDINHO?” “É porque a mãe do “Tudinho” foi duvidar do velhinho e aí meti “tudão”. (Gargalhada).

Pensei com meus botões: “Não estou morto, não. “Tenho em mãos o maior meio de comunicação social do mundo – a WEB.” Basta que eu saiba usar a minha cabeça animal.

No caminho encontrei com três confrades – Jurandir Bonifácio, Lino Machado e o Mauro Borges – que em uníssono demonstraram preocupação com o meu futuro no rádio e limitei-me a dizer que não sou dono de rádio, sou empregado e continuo ganhando o que ganhava porque além do salário de jornalista tenho meus anunciantes que acreditam no meu potencial de audiência em qualquer horário no rádio. Faço igual ao Davi que antes de enfrentar o Golias indagou do rei: “O que ganho se eu enfrentar esse gigante?” “Tens minha filha, casa e comida!”, Respondeu o rei. “Eu vou prá porrada com ele!” Sentenciou o pequeno Davi. E o resto da história Bíblica todos conhecem. É assim que ajo!

Caminhei rumo a Praça da República, onde deixei meu carro, e caminhando divaguei em coisas da vida, do esporte, na profissão de jornalista esportivo (que é o meu caso) numa cidade como Belém onde este profissional tem que acender uma vela prá Deus e outra para lúcifer, tem que ser amigo de todo mundo, onde jornalista não noticia fatos envolvendo jornalista (se fizer é considerado anti-ético), onde jornalista e radialista não dão crédito em bordões criados pelos profissionais criativos, como é o caso do apedeuta e obtuso repórter Paulo Caxiado que rasga a goela nos microfones da Rádio Clube, anunciando “Fenômeno Azul” sem dizer que o autor dessa especificação para o torcida remista é o Guilherme Tadeu. É o lado “prostituto” do rádio esportivo.

Entrei no meu carro, intuindo no interdito proibitório que há na Rádio Clube do Pará: quem ousar a mandar um abraço ao jornalista José Maria Trindade está no olho da rua. É uma glória para este blogueiro passatempo, que veio de Macapá e que – aos trancos e barrancos – conseguiu o seu espaço, olhando na retina de muitos patifes engravatados e muçuns ensaboados que hoje vivem em gabinetes ares-refrigerados.

Não sou mais esperto que a esperteza; nem mais sabido que a sabedoria; nem mais inteligente que a própria inteligência, sou apenas um jornalista que pensa, que divaga sobre as boas informações e procuro interpretá-las para poder repassar a vocês.
É o que há!

ELE É INDOMÁVEL, NEFANDO, IRREVERENTE E IMPOSSÍVEL


ENGANA-ME QUE EU GOSTO
A FPF, atendendo solicitação do Promotor Público dos Direitos Constitucionais, Domingos Sávio, depois que este blogueiro passatempo acionou o órgão, em dois “emeios” disse o seguinte sobre os questionamentos do borderô do último RE-PA.
“Em resposta a sua consulta datada de 18.02.2011, temos a informar que os valores pagos aos funcionários da SEEL por ocasião do último clássico Remo x Paysandu, é objeto de convênio entre a referida Secretaria e esta FPF e não do produto da renda obtida no jogo, motivo pela qual a quantia não fez parte do borderô”. “ANTÔNIO CARLOS NUNES DE LIMA, Presidente FPF”.
Promotor Domingos Sávio manda outro emeio à FPF: “Sr. Presidente, Faltou informar sobre a diferença de pouco mais de R$ 22.000,00 identificada pelo jornalista José Maria Trindade no borderô do último RE-PA, o que solicito novamente. Atenciosamente, Domingos Sávio Alves de Campos”
Federação informa “que após a confecção do borderô, há uma supervisão dos preliantes no mesmo, porém houve um erro de digitação não detectado...”
A autoridade volta a questionar a FPF sobre o erro de digitação: “Sr. Presidente, favor informar o novo borderô sem o erro de digitação. Domingos Sávio Alves de Campos – Promotor de Justiça.
Federação manda novo borderô com receitas, despesas e descontos, mas não especifica quantidade de seguranças e quanto ganhou cada profissional. Simplesmente relacionou: “Despesas com segurança: R$ 11.687,00”. Que despesas são essas? E aparece: “Remuneração do quadro móvel: R$ 8.010,36; Remuneração do quadro móvel: R$ 8.010,36; Remuneração quadro móvel serviços: R$ 6.643,34”. E no borderô enviado ao MP não há R$ 7.962,00 referente as despesas com lanche, almoço, refrigerante e água que é distribuído pelo Paulo César, cunhado do Artur Tourinho.
Prá não dizer “mascarado”, a FPF preferiu “erro de digitação não detectado”. O novo borderô está no sitio da FPF.
Mário Sérgio (CR) e Maxixão (PSC) são os dois supervisores a quando da confecção do borderô.
O Promotor Público Domingos Sávio prometeu cobrar da FPF a especificação mais detalhadas nos próximos borderôs dos jogos entre CR e Paysandu. Se ele não cobrar, eu cobro.
Não estranho atitudes de Iva, de Guilherme Salse, de Edmilson (ratazanas que vivem dentro da tesouraria da FPF, vivendo nababescamente, ganhando pouco mais de um -ou dois- salário mínimo), o que me deixa encucado é o silêncio de José Ângelo Miranda a quem reputo desportista de conduta ilibada, com quem conversei e mostrei os caminhos das “ratazanas”
Tenho informações que tem segurança que ganha R$ 500,00; enquanto um médico percebe R$ 135.00 para tirar plantão no Mangueirão.
E não acredito em convênio entre FPF e SEEL para pagar funcionários desta a quando dos jogos no Mangueirão.

REVERTÉRIO
“Eu estava na minha empresa quando ele foi me buscar para ser o presidente do PSC e agora fica fazendo isso comigo. Este ex-presidente não deveria ser nem lixeiro do clube quanto mais presidente”
O apresentador do BOLA NA ÁREA Indagou quem era o ex-presidente e a resposta veio na bucha: “O Rui Sales”
(Presidente do PSC, Luís Omar, ao ser entrevistado ontem no BOLA NA ÁREA)

MAL GUARNECIDO
“Eu estava em Macapá; liguei a TV e vi aquela faixa; rapidamente, liguei prá minha assessoria – que é fraca – e mandei retirar a faixa de campo”.
(Presidente do PSC, Luís Omar, no BOLA NA ÁREA)

INFELIZ
“Ele foi infeliz nas suas declarações. Ora, se ele não queria o Rato e eu contratei, ele também não queria o Rafael Oliveira e não fala nada sobre este”
(Presidente do PSC, Luís Omar, sobre Ricardo Rezende no BOLA NA ÁREA de ontem)

EXPECTATIVA
Muita “roupa suja” será lavada na próxima reunião do CONDEL bicolor. Tem conselheiro dizendo que se abrir a boca não ficará pedra sobre pedra. Ainda tem gente que acredita que tudo está bem entre Omar, Rezende e Rui Sales. Não está não. Quem viver verá!

ÉGUA DO PAPO!
- Égua! Tu pintas o cabelo?
- Pinto! E daí? E tu que fumas maconha?!
- Eu fumo! E daí?
O coroa endinheirado de cabelos pintados estava muito bem acompanhado de uma “porquinha” nas cadeiras do Mangueirão.
O coroa maconheiro curtia uísque. Por assim dizer, gosto é gosto.

TERRA ARRASADA
É assim que está a Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Pará – ACLEP – depois de nove anos de administração Ferreira da Costa.
Em duas contas bancárias há R$ 60.00 e na sede da entidade não há mesas e cadeiras. Por isso a posse da nova diretoria, que será segunda-feira, às 19h, acontecerá no auditório da Federação Paraense de Futebol – Géo Araújo, presidente, e o Nildo Matos, vice. E nós que criticamos tanto os dirigentes, não olhamos para o nosso próprio rabo.
Torço para que Géo e Nildo sejam proficientes à frente da nossa entidade e que não entreguem a ACLEP ao poder público a troco de dinheiro como fez Ferreira da Costa.
Se continuar a depender desses convênios prá bancar simpósios (eu não tenho mais saco prá ouvir tal palavra), onde está a nossa independência profissional?
Hoje, o futebol profissional do Pará depende do erário público por falta de cabeças pensantes. Os microcéfalos estão imperando dentro dos clubes e da FPF. Até quando?
A ACLEP, pela estrutura que tem em farto espaço, pode ser uma entidade parceira da Prefeitura de Ananindeua no campo educacional. Está aí a ideia.

É GOL!
Será quarta-feira, em São Paulo, o lançamento nacional da parceria da Caixa Seguros-TV Record-Clubes. CR e PSC foram convidados e farão parte do bolo: CAP-PAPÃO e o CAP-LEÃO

ATRASO
“Gostaria, também, de fazer um pequeno comentário da foto que tirou da rouparia da TLB. A Tuna não possui baú de transporte de materiais? Tudo é transportado em sacos? Um time grande não pode ter esse tipo de estrutura. Conheço o fabricante desses chamados “cases” (encaixotar) transporte de material esportivo. Vou passar o contato para o presidente Cruzmaltino”.
(Blogonauta Luiz Paulo Pina)

AGRADECIMENTOS
Aos amigos Chermont (odontólogo) e Eder (clínico geral), à minha “gurua” Tia Maria, ao delegado Miguel Cunha, ao padre Paulo Cruz, Luiz Paulo Pina, os “Epafroditos” Weider Vilhena, Walber Pantoja, Gilbertinho, Lino Bentes e Ângela Maria, Aninha (meu sofrimento oculto), Mika, Alexis do Carmo (diretor da Rádio Liberal), ao casal Salvador-Terezinha (meus vizinhos. Ela cuida da minha casa, da roupa e da comida – a casa deles é um “big brother”), Rui Sales (ex-presidente do PSC), Bira Lima (gerente da Caixa Seguros), Nelson Torres, Agripino Furtado, Professor Cláudio,Nelsinho Couceiro(meu conselheiro espiritual) e os visitantes deste blogue que estão rezando ou orando pela minha cura.
É o que há!

sábado, 26 de fevereiro de 2011

A SUA SAÚDE É UM BIG BEN

CENTROAVANTE SERÁ EMPRESTADO

Embora a diretoria de futebol não confirme porque tem jogo amanhã importante contra o Independente, no Baenão, e o atleta está relacionado entre os que estão concentrados, Max Jari, logo após o jogo, será emprestado ao São Raimundo de Santarém.

Charles Guerreiro, treinador do time santareno, conversou com Rafael Levy sobre a transferência do atleta e o cartola remista aceitou emprestá-lo.

Max Jari deverá viajar na segunda-feira para a "Pérola do Tapajós".

NA RÁDIO LIBERAL-AM SÓ AOS SÁBADOS E DOMINGOS

Comunico aos meus blogonautas, que me acompanham através dos programas que apresento na Rádio Liberal-AM, à partir de segunda-feira não mais me ouvirão no LIBERAL-CBN-OPINIÃO.

É que não me adaptei ao perfil do programa e nem poderia me "assassinar" como apresentador de rádio descontraído, espontâneo, informativo, crítico e divertido. Sisudez no rádio AM, estou fora! Vocês já imaginaram eu à frente de um microfone,dizendo: "Alô ouvintes! Eu sou o José Maria Trindade!Pira, Paz!...

Então,conversei com o "Cabeça Branca" e foi bom prá mim, bom prá rádio que sirvo a mais de 15 anos e O BOLA NA ÁREA será dividido em duas partes: sábado, das 10 às 12h, e aos domingos, das 19 às 21h, logo após o futebol, e - talvez - contando com as participações dos ouvintes. A interatividade com os ouvintes está sendo "costurado" pela direção da rádio.

Por hoje, é o que há; estou preparando o indomável bichano.
Boa-noite

O PODER DA CARIDADE


Juracy Batista Mendes, “Alcino”, trabalhou 37 anos na rouparia da Curuzu e em 2008 se aposentou e ficou a vadiar.

Encontrei Alcino (foto) na rouparia da Tuna, arrumando chuteiras, shorts e camisas da Tuna Luso Brasileira para a viagem de hoje a Cametá, onde amanhã o time luso enfrentará o time que empresta o nome da cidade pela última rodada da primeira fase do Parazão/2011.

Puxei minha testemunha jornalística – gravador – e comecei a perguntar ao experiente mordomo sobre os 37 anos de Curuzu: momentos felizes, jogador “fera”, tristezas, títulos, dinheiro e o melhor presidente.

“Olha, Zé, eu não posso esconder de ninguém que o melhor presidente que passou pelo Paysandu, nos 37 anos que lá vivi, foi o Geraldo Rabelo. O salário atrasava, mas pagava. O “Caroço” chegava à Curuzu e a gente já sabia que no envelope amarelo estava o nosso dinheiro. Mas, tem um detalhe que eu nunca revelei a ninguém e vou dizer prá ti: eu tinha dois filhos que estudavam na UNAMA e o dinheiro que eu recebia no Paysandu não dava prá pagar a mensalidade de um, mas o Geraldo quando soube que eu tinha dois filhos universitários na UNAMA, ele pagava e não descontava no meu vencimento. Zé, os meus dois filhos estão formados, trabalhando e me ajudando. Então, quando me lembro disso, sinto emoção e rezo pela alma do Gegé”.

Quando aqui cheguei, em 1979, vindo de Macapá, inocente puro e besta, trazendo na bagagem o sonho de ser aluno da UFPa, encontrei pessoas que me estenderam às mãos e uma dessas foi Garaldo Rabelo que pagou aluguel de casa, me deu cestas de alimento e uma "babinha" prá pagar ônibus. Se hoje sou o que sou e tenho o que tenho foi porque encontrei pessoas que acreditaram em mim e não tem dinheiro e favor que pague a força da caridade.

Agora, estou digitando essas palavas, lembrando de Chermont(odontólogo), Eder Souza(clínico geral) que me abriram às portas da Benenficência Portuguesa para que o mal que me abate(diverticulite) não me levasse à infinita escuridão.

"Ando de vagar por que já não tenho pressa", acreditando no poder da caridade!


FPF RECONHECE QUE ERROU

Um novo borderô do jogo Remo 3 x 1 Paysandu, dia 13, foi postado no sítio da FPF.
Vitória do jornalismo esportivo investigativo que este blogueiro passatempo desenvolve nesta terra – uns gostam, outros detestam e não me toleram.

Cismei do borderô publicado logo após o jogo e mandei emeio à FPF questionando (entenda: José Ângelo) que negou as minhas reivindicações. Então, bati às portas do MP através do Promotor dos Direitos Constitucionais, Domingos Sávio. Aí a história mudou!
Estou recebendo hoje os emeios trocados entre o promotor e o presidente da FPF, Antônio Carlos Nunes de Lima.

Não é a primeira vez que o jornalista esportivo José Maria Trindade denuncia borderô “mascarado” da FPF: no dia 20 de setembro de 1998, Mangueirão, Paysandu 2 x 0 Fluminense(RJ), segunda divisão do Campeonato Brasileiro daquele ano.

A renda anunciada, 48h após o jogo, foi de: R$ 85.605,00; público pagante: 28.535. Não acreditei e fui prá campo, prospectando, conversando, ouvindo e finalmente cheguei a um funcionário da Secretaria de Esporte e Lazer que me mostrou o caminho...

Neste trajeto cheguei ao inflexível Alonso Guimarães, ex-vereador, que estava secretário, e falei de uma reportagem sobre o estádio. Rapidamente, concordou e comecei a perguntar sobre os projetos.

Em dado momento indaguei quanto foi à cota do Mangueirão no jogo Paysandu e Fluminense.
Ele pediu tempo e chamou um funcionário: “Brasil, me traz o borderô do jogo Paysandu e Fluminense.”

O Brasil foi à sua sala e logo retornou com uma pasta-classificador: lá estava o que procurava.

Renda: R$ 118.164,00; público pagante: 35.816; aluguel do Mangueirão (6% da renda bruta): R$ 7.089,84 e mais R$ 1.000,00 de iluminação: R$ 8.089,84; cota da FPF (5%): R$ 5.908,20.
Só o INSS foi ludibriado: os 5% do órgão foi retirado da falsa renda de R$ 85.605,00: R$ 4.280,25.

Com estes dados fui ao gabinete do Nunes: “Coronel, como o senhor explica este borderô que mostra arrecadação de R$ 118.164,00?"

Até hoje aguardo por uma resposta do presidente da FPF, que comigo mantém relação amistosa sem nunca me negar a palavra quando preciso de uma “sonora”.

P.S.: Ainda meio pau, meio tijolo, estou indo à Rádio Liberal para apresentar o BOLA NA ÁREA.
É o que há!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

AINDA SOBRE GRATIDÃO...

Ao Pe. Paulo Cruz, com quem me cruzei uma vez no restaurante da minha filha, a Mika, e ele participa diariamente do LIBERAL-OPINIÃO com um minuto de mensagens ecumênicas(não tem nada a ver com religião), que me telefonou preocupado comigo e está rezando pela minha saúde; o Luiz Paulo Pina, meu conterrâneo(Macapá)manda comentário sobre o excelente clínico geral Eder Souza, diretor da Beneficência Portuguesa, excelente no que faz.O meu emeio é: gostosinho1950@oi.com.br

Com a medicação prescrita pelo proficiente médico Eder Souza, ainda não é desta vez que a diverticulite vai me levar para a infinita escuridão.A esta hora(17h30) desta sexta-feira estou me sentindo bem aqui na minha casinha, que eu chamo de dois-prá-lá-dois-prá-cá, cercado dos meus melhores amigos - os meus livros. Passei à tarde lendo "1808" do jornalista Laurentino Gomes.

Mantive contato com o promotor público Domingos Sávio e tenho material prá postar neste sábado sobre o borderô do RE-PA.
É o que há!

A MINHA GRATIDÃO!

“Zé, não podes ficar de fora desse site de comunicação. Não te descuida, não largue os médicos de mão.”

Quem me manda “emeio” é o Bira Lima e agradeço a atenção e o aconselhamento.

Diretor do sistema de rádio das ORM, Alexis do Carmo, que telefonou preocupado com àquele que dá mais trabalho ao “Cabeça Branca”; ao diretor de programação da Liberal, Rodolfo Marques; a dona Terezinha que cuida da minha casa, da minha roupa e da comida saborosa que como todo dia; aos meus “epafroditos” Lino Bentes, Walber Pantoja e Weider Vilhena; Ângela Maria, Aninha( e eu que tenho tanto te desprezado), enfim, a todos o meu muito obrigado.

Se dependesse do desejo do diretor administrativo da Beneficência Portuguesa, Dr. Chermont, e do meu médico Eder Souza (é mil anos) estaria agora internado em um dos apartamentos da BP, mas preferi acreditar na potência da medicação e curar minha dor (é claro que com o aval do Dr. Eder)e a diverticulite não me levar para a infinita escuridão.

Estou em casa e espero estar no batente amanhã, no BOLA NA ÁREA, às 9h, na LIBERAL-AM.
É o que há!

A MINHA CISMA!

Dia 13 de fevereiro, após o RE-PA, a tesouraria da FPF distribuiu o borderô do jogo via “No emeio”. Não me contive diante da cuíra que me abateu posto que as despesas representavam 1/3 da renda bruta e o Mangueirão havia sido liberada das taxas pelo governador Simão Jatene.

Mandei “emeio” prá FPF(entenda: o capeado de honra Zé Ângelo) pedindo a especificação do borderô e qual a quantia da folha de pagamento dos funcionários da SEEL: chegou-me detalhes das despesas, mas a folha de pagamento da SEEL não. Cismei!

Depois de 4 “emeios” sem resposta ao vice-presidente da FPF sobre o assunto, resolvi bater às portas do MP e contar ao promotor Domingos Sávio o que tinha em mãos e o que não batia com o que foi divulgado pela Federação à imprensa esportiva paraense. O órgão acionou a entidade, pedindo explicações.

Ontem, depois de uma tarde atribulada com doença intestinal, o promotor Domingos Sávio me telefona e comunica que o coronel Nunes, presidente da FPF, reconheceu que a tesouraria da FPF errou ao confeccionar o borderô do RE-PA.

Promotor marcou encontro com este blogueiro passatempo às 11h de hoje, mas amanheci na emergência da Beneficência Portuguesa aos cuidados do doutor Eder. Espero estar sarado prá ir em busca da notícia e postar prá vocês blogonautas .
É o que há!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

ESTOU "BALEADO", MAS NÃO MORTO

A minha diverticulite me fez "bater ponto" à tarde de hoje na Benefiência Portuguesa; obrigado aos amigos odontólogo Chermont e ao clínico geral Eder pelo atendimento.

Fui médicado e estou em casa, mas amanhã cedo voltarei a me encontrar com o dr. Eder para os exames.

E ATENÇÃO!

Federação Paraense de Futebol - FPF - informou ao Ministério Público do Pará que o borderô do RE-PA foi confeccionado errado e assim mesmo distribuído à imprensa.

Inobstante está com a manhã desta sexta-feira agendada com o meu médico, de tudo farei para ir ao MP me encontrar com o promotor público Domingos Sávio.

E agora, Zé Ângelo?
Darei mais detalhes amanhã.
É o que há!

CONSELHO DIVIDIDO


Domingo na sede da Assembleia Paraense alguns conselheiros do Paysandu conversavam sobre o atual momento da administração Luís Omar e a conclusão a que chegaram é que na próxima reunião do Conselho Deliberativo o bicho vai pegar.

Conclusão: o presidente tem no Conselho familiares e diretores. Então, por mais que alguma voz se arvore a criticar a administração Omar, haverá quem o defenda. E isso pode causar dissabores.

Àqueles que apoiaram a reeleição do presidente Luís Omar- e que deram até a cara prá bater-já não sentam à mesma mesa para degustar o uísque de boa procedência. Quem vive no fogo cruzado é o vice-presidente Toninho Assef, que aparece na foto do lado direito e à esquerda Omar e Rezende.

CLARO PODERÁ PATROCINAR O PSC

O presidente do CONDEL bicolor e o vice-presidente da diretoria bicolor, Ricardo Rezende e Toninho Assef, pediram ao empresário Raul Aguilera Neto (filho do Raulzinho Aguilera, dono do Grupo Big Bem) ingerência junto à diretoria regional da operadora de telefonia celular-CLARO para ser uma das patrocinadoras do clube.

Neto foi o intermediário de uma proposta da direção do Paysandu à CLARO no valor de R$ 100 mil/mês.

De todos os patrocinadores que o Paysandu tinha até o ano passado, só o grupo Yamada permanece.

O valor do patrocínio é de R$ 86 mil, mas no caixa do clube não chega nem a metade porque mais de 50% sobre o valor paga o acordo com Almir Lemos e outros acertos com a justiça do trabalho.
É o que há!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN

FINALMENTE, PAPÃO VENCE FORA DE CASA

Depois de quatro anos e cinco meses, o Paysandu volta a vencer fora de casa: jogou à tarde de hoje em Itacoatiara(AM) contra o Penarol, pela Coap do Brasil, e venceu por 3 x 2.

O próximo jogo será em Belém no dia 2 de fevereiro.

A última vitória do bicampeão paraense aconteceu no dia cinco de setembro de 2006, jogando no "João Vasconcelos", O Machadão,em Natal, contra o América, pela Série B do campeonato Brasileiro. gol de Daniel, aos 4' do 1º tempo, e o treinador era Ademir Fonseca.

Em 2005, na estria da Copa do Brasil, o Paysandu venceu do União Cacoalense(RO)POR 1 X 0, gol de Flávio Tanajura, aos 4' do segundo tempo.
É o que há!

JULGADO À REVELIA

Carlos Montoril que dava aula de basquetebol na escolimnha do Paysandu foi mandado embora sem eira e beira.

A exemplo de Michel, que trabalhava nas divisões de base do futebol na Curuzu, foi à justiça e ganhou R$ 100 mil.

Pior: à revelia, pois o departamento jurídico do clube não se manifestou. Agora, só resta pagar.

Este é o PSC!
É o que há!

FININHO NÃO MARCA

Fininho, 23, meia-atacante que foi peça importantíssima na classificação da Tuna Luso Brasileira à fase principal do campeonato paraense de 2011, é um dos mais frequentes reservas no banco remista.

Muitos perguntam o quê da barração no time de Paulo Comelli, que explicou os motivos: "Ele tem que se encaixar na filosofia de jogo do Remo; jogador de meio-campo tem que voltar prá marcar, e ele não quer se adaptar a essa condição. Se não marcar vai ficar no banco".

Em tempo: treinador é aquele que encontra meios prá fazer o jogador jogar, obedecendo as características deste.
É o que há!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

SÉRGIO CABEÇA FAZ CARIDADE!

A senhora Nazaré, que mora na área do Baenão (antigo carrossel), no vértice do ângulo da Almirante Barroso com Antônio Baena, havia 30 anos, ficou sem luz elétrica por três dias porque um diretor das divisões de base do clube mandou cortar.

Depois de perder comestíveis, dona Nazaré foi à sede do remo e conversou com Sérgio Cabeça, Paulo Motta e Manoel Ribeiro sobre o seu drama. O presidente mandou imediatamente um funcionário restabelecer a corrente elétrica da sua casinha e tanto Cabeça como os demais dirigentes garantiram à dona Nazaré que a mesma não ficará na rua da amargura.

Cabeça e todos seus pares de diretoria estão empenhados em solucionar problemas financeiros do clube, e, por enquanto, a dona Nazaré ficará no seu cantinho até que o clube lhe dê uma casa digna. É pensamento do Cabeça!

O CAP-PAPÃO E O CAP-LEÃO TÊM PARCERIA COM A RECORD

A rede Record de televisão não está pra brincadeira e parte prá cima da TV Globo este ano querendo ser a detentora dos direitos de televisionamento do campeonato brasileiro e para tanto está disposta a ofertar R$ 500 milhões para o Clube dos 13 parte instituição que defende os interesses dos clubes.

A emissora do Bispo Macedo tem tanta certeza de que vai ganhar a parada que, em convênio com a CEF, lançou o É GOL (títulos de capitalizações, usando as marcas dos clubes), que aqui em Belém foi lançado no mês passado com aval de CR e PSC.

CONSELHEIROS BICOLORES ESTÃO DIVIDIDOS

Sobre a venda de Tiago Potiguar para o Sport Recife, os conselheiros do Paysandu serão convocados para reunião extraordinária.

“O presidente do Paysandu tem que solicitar ao presidente do CONDEL reunião e este faz a convocação, marcando dia e local”, revelou o presidente do CONDEL, Ricardo Rezende.

Alguns conselheiros do clube, ouvidos pelo blogueiro, disseram que o jogador pode ser negociado, mas após o campeonato regional.
É o que há!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

OFERTA DO SPORT RECIFE É IRRECUSÁVEL, DIZ O PRESIDENTE

Sport Recife tem R$ 500 mil prá levar o Tiago Potiguar e, se depender do presidente Luís Omar, o jogador está vendido.

Mas, não depende da vontade do presidente da diretoria: vai ser decidido no CONDEL bicolor. E o vice-presidente do clube, Toninho Assef, está telefonando para Deus o mundo prá conseguir o "sim" dos conselheiros.

ZÉ ÂNGELO DIZ QUE O BORDERÔ DOS JOGOS É COMPETÊNCIA DOS CLUBES

Tudo deveria estar nos trinques se o vice-presidente da FPF, José Ângelo, não faz "beicinho" com relação ao pedido de especificação do borderô do último RE-PA.

Ele disse a amigos chegados que a FPF não tem nada a ver, e que os funcionários da entidade vão aos jogos prá tirar os 10% a que a gestora tem direito.

O promotor Domingos Sávio informou a este bloguieiro passatempo que o pedido do MP foi feito à FPF, através de ofício, e entidade tem 48h para se manifestar.

Estou aguardando!
É o que há!

NO 2º TURNO, JOGO SERÁ NO BAENÃO

Presidente Sérgio Cabeça e diretores do Clube do Remo não gostaram da forma como o time azulino jogou ontem contra a Tuna Luso Brasileira no Mangueirão.

Time azulino foi superior em grande parte do jogo, mas não se houve bem nas finalizações. “Vamos conversar com o Comelli prá saber o que houve”, disse Rafael Levy.

Sérgio Dias, que representa o CR na Federação Paraense de Futebol, após o jogo revelou que no segundo turno o Remo jogara contra a Tuna no Baenão. “É muita despesa no Mangueirão. No segundo turno o mando é do Remo e vamos querer jogar no nosso campo, como fez o Paysandu. O acordo da renda permanecerá”, disse Sérgio Dias.
É o que há!

domingo, 20 de fevereiro de 2011

TRÊS JOGOS PARA TRÊS DESTINOS

Cometi uma falha por acreditar no amigo Agripino Furtado, mas o negão continua tendo credibilidade: a Márcia Júlia comentou Remo e Tuna na Rádio Cultura FM.

Não fui ao Mangueirão e preferi ver pela TV Flamengo 1 x 1 Botafogo e ouvi “O da Máquina” Jorge Dias – em parte – narrando Tuna 0 x 0 CR.

Ronaldinho Gaúcho, através dos patrocinadores, dará retorno financeiro ao Flamengo, mas o futebol que encantou os europeus não há.

Não falo de futebol que não vejo; portanto, fico com o zero a zero de Tuna e Remo.

Na última rodada, o Remo enfrenta o Independente, que deseja a classificação, igual ao Remo, e o PSC vai ao "Colosso do Tapajós" enfrentar um São Raimundo - aparentemente - desmotivado; e o Cametá recebe a Tuna. Os três jogos têm futuro; Águia e Castanhal jogam por jogar.

CLASSIFICAÇÃO:
PSC – 15
CR – 14
INDEPENDENTE – 9
CAMETÁ – 7
TUNA – 7
ÁGUIA – 5
CASTANHAL – 5
SÃO RAIMUNDO - 5

O NEFANDO ESTÁ IMPOSSÍVEL; ELE É INDOMÁVEL...


TUÍTADA“Diretor fraco; gerente contratado a peso de ouro; planejamento a “c” de cavalo”
(Rui Sales ex-presidente bicolor)

BARRADO
Por Causa dessas críticas ao Paysandu do Luís Omar, Rui Sales, diz-que, está barrado de freqüentar as dependências da Curuzu. Verdade ou não, o ex-presidente e conselheiro do clube desapareceu da Curuzu. O Rezende também.

DDI
PSC em Paramaribo e o Ricardo Rezende o chefe da delegação. Os repórteres que acompanharam o clube chegaram ao diretor e perguntaram se o Cleison Rato estava contratado.
Neste momento Rezende pega o celular e telefona para Luís Omar que estava em São Paulo com o Papãozinho na Copinha Paulista:
- Alô presidente! É o Rezende!
- Fala Rezende! - Disse Omar.
- É certo que você contratou o Rato? – Indagou o presidente da delegação em Paramaribo.
- Olha, Rezende eu vou empurrar com a barriga e não vou contratar, não. Tá certo? – Respondeu o presidente bicolor.
- Tá legal, presidente – encerrou a chamada.
Este papo foi passado aos repórteres que c obrem o Paysandu pelo presidente do CONDEL bicolor.
O resto fica por conta da sua imaginação.

MAL-AGRADECIDO
O ex-governador do Pará e ex-senador, Jarbas Passarinho, tinha uma coluna dominical em O LIBERAL, e lembro que numa das suas reminiscências políticas ele escreveu: “ Não existe gesto mais belo do que o da gratidão. A gratidão é um fardo tão pesado que muitos a deixam na primeira esquina do destino”.

IDEIA INOVADORA
Sempre sonhei em ver uma mulher inteligente comentando (ou reportando) futebol no rádio esportivo paraense. Tentei lançar Márcia Júlia, menina que jogou futebol pelo time feminino do PSC na década de 80 – jogava muita bola com a 10 do Papão -, no BOLA NA ÁREA, mas não deu por motivos imperiosos à minha vontade. No rádio AM em Belém tem “poço” de ignorância falando em microfone.
Edson Matoso com ideia inovadora que é peculiar do caráter deste profissional de rádio e TV lançará neste domingo, na TV CULTURA, Márcia Júlia. Ela é bem afeiçoada, tem o verbo na ponta da língua e falará de um metiê que ela conhece. Acredito em você, Márcia, e bato palmas ao Matoso pela inovação.

DOIS PESOS E UMA MEDIDA
Ninguém pode ser feliz na vida se o mundo que o cerca está triste. Luís Omar arranja dinheiro prá trazer um gerente de futebol prá Curuzu e contrata jogadores e não paga funcionários que trabalham no estádio.
O estranho é que os que trabalham na sede recebem em dias seus vencimentos. E recebem adiantados.
Faz três meses que eles viram dinheiro pela última vez na Curuzu.

30 + 30= 60
A ACLEP – Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Pará – a partir de 28 deste mês terá dois colegas ao seu comando depois de nove anos de administração Ferreira da Costa.
A entidade tem duas contas bancárias: uma no BB e outra no BANPARÁ. Em cada uma delas há R$ 30.00. É isso mesmo?! É!

ANCESTRALIDADE
Agora sei o porquê da mania nacional de ser campeão em tudo, levar vantagem, contar vantagem, corrupção na alma brasileira.
Nenhum brasileiro conta uma derrota; é só vitória.
Estou lendo 1808 e 1822 do jornalista Laurentino Gomes e indico aos jovens estudantes para que leiam a obra e saibam o dos bastidores de “Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil”.
Os estudantes de jornalismo deveriam ler a obra. Além de ser a nossa história, é jornalismo investigativo da melhor qualidade.
É uma leitura linear; uma viagem fantástica pelo caráter daqueles que descobriram e que vieram para o Brasil com medo de Napoleão.
O Brasil foi descoberto e colonizado pelo país mais atrasado da Europa do século XVI.

O BICHO VAI PEGAR...
Na próxima reunião do CONDEL bicolor conselheiros vão acusar que tem conselheiro que é funcionário do clube e outros são diretores.
Do outro lado da avenida não é diferente: tem conselheiro querendo a expulsão do Amaro Klautau e o Manoel Ribeiro empurra com a barriga.

INGRATO EM PELE “GENTLEMAN”
Um dia ouvi o Ricardo Rezende dizer: “Este homem eu o lancei e o fiz presidente da Assembleia Paraense. Hoje, falo com ele, mas deixei de freqüentar o seu sítio faz cinco anos”
O Artur Tourinho que o lançou no esporte disse na rádio Marajoara: “Eu matei a fome deste homem e ele me traiu!”
João Carlos Pontes: “Ele disse prá mim, pelo telefone, que ele quer que o Paysandu se f...”
O Sérgio Dias disse na FPF para o Ozimar Souza: “Foi ele quem deu a ideia para o governo diminuir a “baba” de CR e PSC.”
E num domingo, no BOLA NA ÁREA, um ouvinte o definiu: “Ele é muçum ensaboado!”
Todo ingrato é mau caráter!

MEA CULPA
“Nós somos culpados por isso”
(Rui Sales)

ENGODO
A FPF divulgou borderô do RE-PA "mascarado". Prá este blogueiro passatempo não colou e desmascarou a entidade que tem Zé Ângelo como vice-presidente. Caiu a ficha! Onde estão os R$ 22.133,53. Os ladrrões levaram? tem que aparecer especificado: os assaltantes levaram das mãos do Mário Sérgio, aquele que vive dentro de uma sala na sede do CR. Tem segredo?
Estou no aguardo de uma definição do MP, que solicitou à FPF explicação.

DEFINIÇÃO
O CR pode sacramentar sua classificação em 1º lugar, se vencer; e a TLB sua classificação, também se vencer. Será um jogão de bola.
Não irei ao Mangueirão; estou curioso prá assistir ao jogo, ouvindo Marcia Júlia comentando na TV Culura.

PRÁ PENSAR

“Os amigos nos fazem bem; os inimigos nos promovem”
É o que há!

sábado, 19 de fevereiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN



O PULO DO GATO

Neste domingo o nefando vai estar com os cara...
Boa-noite!

A IMPRENSA ESPORTIVA PARAENSE SE FAZ DE CEGA

Depois de ter enviado aos promotores públicos, Domingos Sávio e Marco Aurélio, detalhes do borderô do RE-PA, que me foi enviado pelo departamento financeiro da Federação Paraense de Futebol, recebo comunicado do Ministério Público, que através de ofício, intimou à entidade dona do evento – Campeonato Paraense – a detalhar as despesas do clássico.

Ontem, à tarde, conversei com a assessora de imprensa da Secretaria de Esporte e Lazer, jornalista Selma Oliveira, que me garantiu que a secretaria não cobrou aluguel para que CR e PSC jogassem no estádio “Edgard Proença”.

No governo do PT os clubes pagavam prá jogar de dia R$ 8 mil e à noite R$ 10 mil (porque havia a taxa de iluminação) e uma das primeiras providências do atual governo foi liberar o estádio quando os jogos forem de dia e à noite pagam tão-somente despesa com a iluminação.

Mas, este blogueiro passatempo já sabe que domingo passado a SEEL colocou um grande contingente de pessoal prá trabalhar (inclusive Mário Bringel, por indicação de Zé Ângelo) e foram pagos pelos clubes, ou seja, dinheiro retirado da renda do jogo.

Fontes extra-oficiais dizem que teve gente graúda que recebeu R$ 500 prá trabalhar 6h. É uma nhanha. Talvez seja por isso que a FPF não queira publicar tintim por tintim do borderô do RE-PA.

Os dois funcionários de CR e PSC – tal de Mário Sérgio (CR) e Maxixão (PSC) – sabem o quê do problema e ficam com boca de siri. Não custa dizer a verdade, mas eu não engulo calado.

O chefe da Equipe de Esportes da Rádio Marajoara, o narrador Jorge Luís, também cobrou da tesouraria da FPF a especificação das despesas do RE-PA.

A mais respeitada e lida coluna do jornalismo impresso paraense – O REPÓRTER 70 – de O LIBERAL, de hoje, já toca no assunto.

Um confrade me disse que já ouviu nos corredores da FPF que os R$ 22.133,53 que estão faltando no Borderô é o dinheiro que os ladrões levaram da sede do CR na tarde de sexta-feira, 11, da sede do CR. Taí. Pode a ser a verdade. Custa divulgar?

Uma coisa ficou patente: a imprensa esportiva paraense é cega. Acreditou no borderô divulgado pela FPF e que se danem os seus ouvintes, telespectadores e leitores.

Aguardo confiante na postura do Ministério Público.

P.S. Entro ar daqui a pouco com o BOLA NA ÁREA, das 9 às 10h, na LIBERAL-AM.
É o que há!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

SEMANA DO TUDO BARATO NA REDE BIG BEN

ESTÁ NO BOLSO DE QUEM?

Ainda a pouco conversei com a assessora de comunicação da SEEL-Secretaria de Esporte e Lazer do Estado, jornalista Selma Amaral que me confirmou que a os clubes - Remo e PSC - não pagaram uma "ana" prá jogar no "Edgard Proença" domingo passado.

Se não pagaram aluguel do Mangueirão, em que bolso(s) está R$ 22.133,53. A FPF públicou uma despesa de R$ 212.119,43 e não bate com as especificações que me foi enviada pela tesouraria da Federação.

Acionei os promotores públicos Domingos Sávio e Marco Aurélio sobre o borderô do RE-PA, que a FPF, através do vice-presidente, José Ângelo, faz "boca de siri".

Os silêncios dos dirigentes de CR e PSC é estranho.

Cadê a baba, Zé Ângelo? Você que sempre deu demonstração de Honradez.Não custa divulgar a folha de pagamento dos funcionários da SEEL.
É o que há!

RIBEIRO PROTEGE KLAUTAU


Presidente do Conselho Deliberativo do CR, Manoel Ribeiro, está naquela de ouvido de mercador: “congelou” o pedido de cassação do ex-presidente azulino, Amaro Klautau, do quadro de sócios do clube.

Amaro, quando presidente do clube e carregava consigo a obstinação de vender o Baenão, mandou derrubar a marretadas o símbolo do clube que ornamentava a parte superior do portão do estádio pela Avenida Almirante Barroso.

Alguns sócios e conselheiros oficiaram ao ex-presidente do CONDEL, Felício Pontes, por duas vezes e este engavetou as solicitações.

Manoel Ribeiro assumiu e os conselheiros reiteraram a solicitação de cassação do Amaro e ao que parece Ribeiro está empurrando com a barriga e tem a mesma pretensão do ex-presidente: empurrar com a barriga.

JOGADOR ESTÁ INSATISFEITO

O lateral Marlon não está feliz no Baenão porque no primeiro salário que recebeu da gestão Sérgio Cabeça, o clube descontou R$ 5mil do acordo que fez com o presidente remista para retirar questão da justiça do trabalho. Isso aconteceu em dezembro quando Cabeça não havia assumido a presidência do clube.

Quando Sérgio Cabeça foi eleito presidente do CR, em dezembro do ano passado, o time azulino tinha pendências com alguns jogadores e o Marlon estava na justiça com o clube para ganhar direitos federacionista. Foi aí que Cabeça entrou na parada.

Adiantou-lhe R$ 5 mil do que o clube devia ao atleta; agora, prá surpresa de Marlon, o salário de janeiro lhe chegou às mãos pela metade. Ele ficou furioso, esbravejou e vai ter um encontro com o presidente remista para definir a situação. O clube tem que ressarcir o jogador.
É o que há!

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

TUDO BARATO NESTA SEMANA NA REDE BIG BEN

RÁDIO MARAJOARA COBRA BORDERÔ COMPLETO DO RE-PA

O chefe da equipe de esportes da Rádio Marajoara, o narrador Jorge Luís, cobrou da tesouraria da FPF a especificação completa do borderô do RE-PA de domingo passado.

Embora sem dá o dévido crédito a este blogue, Jorge Luís, que o José Maria Trindade estava ouvindo às 18h45 desta quinta-feira, pediu ao seu repórter setorista na FPF, Nildo Matos, informaçõe sobre o borderô e este disse não saber além do que é divulgado pela tesouraria. É o mal dos repórteres: divulgam o que lhes chegam às mão sem a devida pesquisa.

Então, o chefe pediu ao subalterno setorizado que indagasse da funcionária da FPF,Iva, onde foram parar R$ 22 mil reais."Tá legal. Vou perguntar", concluiu Matos.

O redator deste blogue, jornalista José Maria Trindade, não teve seus "emeios" atendidos pelo vice-presidente da FPF, José Ângelo Miranda, então bateu às portas do MP.
É o que há!

DIRETORES DISCUTIRTAM E O TREINADOR NÃO TEM MAIS A UNANIMIDADE DA DIRETORIA

A título de complemento do que foi mal postado:
Louro e Izomar Souza discutiram porque o atual diretor não queria ver estampada a logomarca do REDE NORTE na camisa do Paysandu que pagou R$ 10 mil.
O presidente Luís Omar prestigiou o "bicheiro" e o diretor ficou com cara de égua

Parte da diretoria do PSC não morre mais de amores pelo Sérgio Cosme depois da mancada de ontem: ele meteu Marquinho no posto de Tiago Potiguar, quando a preferência do torcedor e de alguns radialistas era pelo Welington.

Na oportuindade o PSC ganhava de 4 x 0 do Águia de Marabá e o treinador bicolor preferiu reforçar a marcação à partir prá cima do adversário. A galera o chamou de burro.

No final do jogo alguns torcedores diziam que "além de burro, frouxo".

Ricardo Rezende e Rui Sales se autopuniram não indo mais na Curuzu. Estão calados, mas o caldo pode entornar na próxima reunião do conselho.
É o que há!

ALVÍSSARAS!!!

Este blogue difuso e desajeitado atinge a marca dos 208 acessos diário. Estou impactado, tufado,feliz e divido com vocês blogonautas e o Raulzinho Aguilera(dono da BIG BEN) o meu estado d'alma.

O propósito agora é chegar aos 250.
Obrigado!

DIRETORES DISCUTEM E O TREINADOR NÃO TEM MAIS A UNANIMIDADE DA DIRETORIA

O ex-diretor de futebol do PSC, o bicheiro Louro, arranjou R$ 10 mil da REDE NORTE(representante bancário que empresta dinheiro a aposentados) para que a logomarca da empresa fosse exposta na camisa do PSC no clássico contra o Remo.

O presidente Luís Omara concordou,mas o diretor Izomar Souza não concordou e discutiu asperamente com o ex, que teve







quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

"BURRO, BURRO, BURRO!!!"

Sem marcação de ambos os times, o Paysandu goleou o Águia de Marabá por 5 x 1 à noite de hoje no estádio "Leonidas de Castro" pela 6ª rodada do primeiro turno do Campeonato Paraense.

O Paysandu aproveitou a melhor qualidade técnica dos seus jogadores e começou a goleada com Rafael Oliveira que foi o goleador da noite, marcando quatro gols: aos 10 e 14, do primeiro tempo; Mendes, de pênalti, aos 36; aos 14' e 30' do segundo tempo.

Lei, aos 36', e Roma, aos 43', do segundo tempo marcaram para o Águia.

Inobstante a vitória, a pequena torcida bicolor presente ao estádio chamou de burro para o treinador Sérgio Cosme, quando este teve que substituir Tiago Potiguar que deixou o campo sentindo a coxa esquerda: esperava-se a entrada de Welington, mas o treinador preferiu Marquinho, reforçando a marcação quando o PSC ganhava de 4 x 0.
É o que há e boa-noite!

NÃO VOU FICAR CALADO!

Acreditei e continuo acreditando na dignidade do homem José Ângelo Miranda. Como administrador, por onde passou, deu provas de proficiência e transparência: foi assim no PSC, na administração Artur Tourinho, e na SEEL como secretário - indicado que foi pelo ex-amigo.

Ex-amigo porque o Tourinho depois que deixou o PSC passou a ter ojeriza pelo ex-aliado e num programa de rádio a animosidade veio à tona quando o Artur Tourinho não titubeou em criticar humilhantemente Zé Ângelom, que até está sem tugir e mugir.

Ângelo chegou à FPF falando em transparência e eu acreditei, e, sinceramente, vejo mudanças no comportamento daqueles que vivem nababescamente enfurndos na tesouraria da FPF,mas o borderô do RE-PA foi publicado de forma "mascarada" e solicitei à FPF a espeficificaça das despeas e até o presente me foi negado a folha de pagamento dos funcionáiros da SEEL.

Então, hoje insisti em mais um pedido, se não for atendido irei bater às portas do MP, posto que como jornalista e cidadão tenho o direito de saber tintim por tintim sobre despesas do RE-PA.
É o que há!

FPF NÃO EXPLICA ONDE FORAM PARAR R$ 22 MIL DA RENDA DE DOMINGO

A FPF publica borderô do RE-PA, mas falta a folha de pagamento dos funcionários da SEEL colocados a disposição do clássico e que penso ser justo eles serem remunerados, mas a imprensa e o torcedor têm o direito de saber quanto custa para Remo e Paysandu cada um desses funcionários.

Este blogueiro passatempo mandou “emeio” para o Zé Ângelo, vice-presidente da FPF, pedindo o borderô especificado e me chegou pela metade; voltei a pedir e não fui atendido.

É estranho o comportamento do vice-presidente da FPF, José Ângelo Miranda, que por onde passou como administrador – PSC e SEEL – foi ardoroso defensor da transparência. Foi ele quem denunciou CR e PSC à Procuradoria Geral do Estado por dívidas com a Secretaria de Esporte e Lazer.

BORDERÔ ESPECÍFICO:

01 DELEGADO – R$ 250,00
10 ENFERMEIROS – R$ 1.348,30
10 GANDULAS – R$ 337,10
04 MÉDICOS – R$ 539,36
01 AMBULÂNCIA – R$ 112,36
BILHETEIROS E SEGURANÇAS DO CR – R$ 4.056,22
ARBITRAGEM – R$ 9.674,04
INGRESSOS (7% DA RENDA BRUTA) – R$ 49.081,20
BILHETERIA MÓVEL (LOC ENG.) – R$ 1.990,06
LANCHE, ÁGUA, ALMOÇO, REFRIGERANTE E MAÇÃ – R$ 7.962,00
RÁDIO/POLICIAMENTO – R$ 3.725,00
SEGURO DO TORCEDOR – R$ 5.736,32
FPF (10% DA RENDA BRUTA) – R$ 70.116,00
INSS (5% DA RENDA BRUTA) - R$ 35.058,00
TOTAL DAS DESPESAS (SEGUNDO O QUE ME CHEGOU ÀS MÃOS) – R$ 189.985,90.

Cadê a folha dos funcionários da SEEL? A FPF paga o seu pessoal.

Ao final do jogo, a tesouraria da FPF divulgou renda de: R$ 701.160,00 e despesas: R$ 212.119,43. COTAS DE CR E PSC: R$ 244.520,29. Os dois clubes levaram prá seus cofres: R$ 489.040,58 que somados aos R$ 189.985,90(das despesas que me chegou) somam: R$ 679.026,48.

Para onde foram parar R$ 22.133,53? Será que foi o pagamento do pessoal da SEEL?

A FPF, através do seu departamento financeiro, tem que divulgar a folha de pagamento da SEEL. E se foi tudo isso, é um absurdo.

De nada adiantou o governo ter liberado o Mangueirão para os clubes, por assim dizer.

Cabe aos promotores públicos, Newton Gurjão e Domingos Sávio, solicitarem à FPF explicação sobre o borderô do RE-PA.

Mário Bringel, que foi gerente do Mangueirão na administração Zé Ângelo, e que hoje é funcionário da FUNDAÇÃO DE TELECOMUNICAÇÕES DO AMAZONAS, veio de Manaus prá dá uma ajuda aos neófitos dirigentes do Mangueirão. Nada contra, mesmo porque Mário Bringel é competentíssimo, cordial e honesto, mas o borderô publicado pela FPF é irreal.
É o que há!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

REZENDE QUER SER DONO DO PSC

Reunidos à noite de ontem na sede do Paysandu, diretores pretendiam publicar nos jornais de Belém Nota de Desagravo ao presidente Luís Omar, que foi criticado por Ricardo Rezende e Rui Sales.

Como este blogue publicou domingo, Ricardo Rezende e Luís Omar travaram discussão acirrada por causa da contratação do jogador Kleison Rato, que é irmão do presidente da Terror Bicolor.

Segundo fontes fidedignas, na reunião de ontem à noite, houve quem acusasse Rezende de querer ser dono do Paysandu.
É o que há!

NESTA SEMANA TUDO BARATO NA REDE BIG BEN



ATENÇÃO!
Amanhã estará neste blogue o borderô especificado do RE-PA, mas pela metade, porque a FPF não divulgou a folha de pagamento dos funcionários da SEEL.
Boa-noite!

TÉCNICO É TÉCNICO; TREINADOR É TREINADOR!

Escrevi domingo neste BLOGUE passatempo que iria ao Mangueirão com a sensação de que veria um grande jogo e que o CR jogaria melhor que o Papão. Em se tratando de jogo de futebol não foi o que pensei, mas em termos de quem foi melhor, acertei.

Não foi intuição, não, embora acreditando nela, não tenho este dom (a Tia Maria tem e quando me diz algo em se tratando do Zequinha dela, acontece), mas tenho experiência vivida nos campos de futebol ao longo dos 39 anos de repórter esportivo do qual me ufano; aprendi a ser perceptivo, fazer leitura do mundo que me cerca e atento a tudo e a todos em meu redor. Como jornalista, faço uso do panoptismo e estrategista como o personagem bíblico, Zaqueu.

Saí do Mangueirão consciente de que o tempo é cruel com o corpo humano e que em Belém, infelizmente, os dirigentes contratam jogadores confiando nas histórias destes e desconhecem o valor temporal do corpo humano. A crueldade do tempo é visível no comportamento do Sandro Goiano dentro de campo. No início da década de 2000 ele era o dono do meio-campo dos clubes que defendeu; hoje é enganação. Ele está na dele; a culpa é de quem o contratou. Coitado do Paysandu.

Quando anunciaram Alex Oliveira, 37, a imprensa esportiva paraense alertou os bicolores para o que aconteceu em clubes por onde ele passou depois dos 30 anos. Insistiram: jogou três partidas e ficou de fora do jogo contra o Clube do Remo por problemas musculares em uma das coxas. Trouxeram o atleta, acreditando mais na história dele. É o mal do nosso futebol!

Paulo Comelli quando aqui chegou disse e não pediu segredo que não queria trabalhar com jogador “velho” e acreditei no técnico do CR, porque havia tempo defendo que o futebol, como qualquer atividade esportiva, é para atleta na faixa dos 15, 16 aos 30. Depois disso é regressão física e os preparadores físicos têm que saber dosar a carga de trabalho (específico) para esses jogadores.

No RE-PA vi um trio de volantes remistas – Sam (26), Mael (26) e Luís André (29) – destruírem com a única jogada que o Paysandu tem: Tiago Potiguar foi anulado por Mael e Luís André e o trabalho destes ficou mais fácil porque o Sandro estava “morto” dentro de campo. Como Comelli não tem lançador, ele libera Marlon (26), pela esquerda, e Helsinho (21), pela direita, e o treinador do Paysandu - que é treinador e não técnico- ficou com cara de égua à beira do gramado sem saber aplicar o antídoto prá cima da dupla remista, que não deixou Tiago Potiguar jogar.

No comentário DOIS TREINADORES E UM DESTINO escrevi que num time de futebol a qualidade dos jogadores é muito mais importante do que o técnico e o esquema tático, e que a principal função do treinador de futebol é oferecer condições para que o atleta jogue tudo o que sabe jogar. Este aprendizado me foi passado nas minhas conversas com César Moraes, o Gury, treinador cearense que passou por aqui na década de 80; com Tostão, com quem tive a felicidade de me cruzar na calçada do Hotel Íbis, na aristocrática Munique (Alemanha), 2006. Eu não tenho pejo em perguntar aquilo que quero saber (é um dos por quê não tolero gente burra). Carlinho um dos maiores “caras de égua” que conheci no futebol paraense (adorava Cerpinha) sabe muito de futebol e gosta de falar. Na Belém de hoje há dois colegas que gosto de trocar ideias sobre futebol: Hamilton Gualberto e o professor Cláudio que sabem (e como sabem) fazer leitura de futebol com a bola rolando.

Sérgio Cosme é treinador e não técnico. É a sensação que tenho depois que o Paulo Comelli anulou Potiguar. E isso já havia acontecido em Paramaribo. Eu não vi o jogo, mas os repórteres Agripino Furtado e Nelson Torres narraram com precisão à marcação no “tutiço” do atacante bicolor. E o Sérgio Cosme fez o quê? Como não sabe, não orientou o seu pupilo a saí da marcação. Sinceramente, não acredito que o treinador do Paysandu não saiba que quando um jogador sofre marcação cerrada o antídoto está no drible curto, à troca de passes curtos com o colega mais próximo ou toque de bola de um lado para o outro a fim de deixar os marcadores zonzos. À beira do gramado, vi o treinador bicolor gesticulando muito, mas sem produtividade dos jogadores do Papão.

Por tudo isso, ando sentindo o “cheiro da perpétua” com o treinador bicolor e por causa dessa minha desconfiança espero que ele não peça para o Paysandu contratar advogado para me levar a “bater ponto” perante uma autoridade judicial.
É o que há!

FORAM AUTUADOS E LIBERADOS

Uma guarnição da ROTAM que rondava a área do Mangueirão, domningo, por ocasião do RE-PA, prendeu 4 cambistas com as mãos cheias de ingressos, sendo vendidos acima do preço estipulado no próprio bilhete.

Benigno Reis Lima, 33, Pas. Josimo, 38, Icuí-Guajará; Ailton de Lima Albuquerque, 36, Pas. Sururina, 513, Guamá; Rodrigo Magalhães da Silva, 27, Rua da Feirinha, QD-22, 86, Nova Marituba, e Rosivaldo Amaral Marques, 45, Tupinambás, Jurunas foram autuados pelo delegado Kleiton Chaves e liberados porque os ingressos apreendidos com os mesmos não havia certeza da falsificação.

Os bilhetes foram encaminhados ao IML para perícia. Constatada a irregularidade os mesmos serão chamados para responder em juízo. Caso contrario, responderão por cambismo.
É o que há!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

TUDO BARATO NESTA SEMANA NA REDE BIG BEN

DO UÍSQUE AOS INGRESSOS FALSOS


O brasileiro é mil anos na arte de reinventar as coisas. E o paraense é campeão nesta arte de estilizar: veja o "Hot Dog"(invenção americana) que o paraense reinventou com picadinho(carne moída e tudo o que tem direito) e não tem "Big-Mac"que ganhe do nosso cachorro quente; cerveja em saco plástico e canudinho e tantas outras...

Como o Ministério Público denunciou que os endinheirados de CR e PSC bebem seus "Ice" e uísque em suas cadeiras e camarotes no Baenão, Curuzu e Mangueirão, a PM foi alertada para esses locais por ocasião do RE-PA de ontem no Mangueirão,mas de nada adiantou porque os produtos de boas procedênias foram digeridos gostosamente por àqueles que têm dinheiro e pagam atravessadores para entregarem nas cadeiras e nos camarotes os "tubões" e os garçons dos bares ficam responsáveis pelo gelo em cubo. Ontem no Mangueirão tinha garçon vendendo água de côco e ganhou dinheiro.

Bira, ex-jogador, e amigos, na Vila Olímpica, sábado, por ocasião do TLB 1 x 0 Independente tomava sua "gelada" envasada em lata de coca-cola. (foto)

Se nos locais vips a lei é desrespeitada, assim é, também, nos arredores dos estádios com os cambistas vendendo ingressos acima do permitido e muitos desses bilhetes eram falsos.

Em flagrante, a PM prendeu 4 cambistas ontem nos arredores do estádio com as mãos cheias de ingressos supostamente falsos e foram levados para a seccional da Marambaia onde foram autuados conforme a lei: Benigno Reis Lima, 33,residente da Pe. Josimo, 38 - Icuí-Guajará; Amilton de Lima Albuquerque, 36, passagem Sururina, 513 - Guamá; Rodrigo Magalhães da Silva, 27,Rua da Feirinha, QD-22, 80 - Nova Marituba, e Rosivaldo Amaral Marques, 45, Tupinambás - Jurunas.

Os ingressos foram enviados à pericia do "Renato Chaves" e os cambistas, depois das formalidades de praxe, foram liberados pelo delegado Kleiton, e se o IML confirmar a falsidade dos bilhetes os cambistas terão que bater ponto perante autoridade judicial.

DIVISÃO DE RENDA
Como o mando de jogo é da Tuna, o presidente Fabiano Bastos quer fazer valer o que está no regulamento: a renda é do mandante.
O CR, como venceu o PSC, quer renda dividida, como aconteceu com o PSC.
Então, à tarde de hoje haverá reunião na FPF entre os dirigentes prá decidir sobre a "baba, que pelo direito é da Tuna.
É o que há!

domingo, 13 de fevereiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN

ABECEDÁRIO DO RE-PA

A – Abertura dos portões do Mangueirão aconteceu às 14h e irritou o torcedor que chegou cedo.
B – Barraram a jornalista superintendente da FUNTELPA, Adelaide Matos, no portão B.
C – Catracas do Mangueirão umas m...
D – Defesas de CR e PSC não transmitem confiança.
E – Esquema tático não houve no RE-PA.
F – Falta de liderança no Paysandu dentro de campo.
G – Guerra entre Ricardo Rezende e Luís Omar.
H – Helsinho é bom no ataque, mas fraco na marcação.
I – incentivo da torcida remista foi essencial.
J – jogo sem complicações para a PM que teve o comando do coronel Hilton.
K - Kafkiano(absurdo) o estado caraquento do Mangueirão:
L – Léo Mineiro e Luís André são habilidosos. Este colou em Tiago Potiguar.
M – Mael anulou Tiago Potiguar; Marlon é sensacional; Mendes não jogou nada.
N – Neutralização das principais jogadas do Paysandu. Ninguém consegue enganar todos por muito tempo.
O – O cara do jogo: Luís Andre.
P – Placar eletrônico do estádio não funcionou. Paulo Comelli soube neutralizar as principais jogadas do Papão, e Paulo César, o árbitro, muito bom. Público Pagante: 35.852.
Q – Queimaram o menino Djalminha
R – Rafael Morisco se firmou na zaga remista; Ró foi perfeito taticamente; Rezende não compareceu ao Mangueirão e revelou a amigos que o problema do Paysandu é a “baba” dos jogadores. Renda: R$ 701.160,00.
S – Sandro, a enganação, e Sérgio Cosme, inodoro e continua não respondendo o que perguntam a ele.
T – Tiago Potiguar não soube sair da marcação colada. Culpa do Treinador.
U – Urgência, urgentíssima a participação dos “bombeiros” bicolores na briga de mamutes que há dentro do clube: Luís Omar e Ricardo Rezende.
V – Vitória merecida do Remo.
W – Whisky solto e generoso nas cadeiras do Mangueirão.
X – Xingamento da torcida bicolor prá cima do time e do treinador, que nunca enganou este blogueiro passatempo.
Y – Yang é filosofia religiosa que significa luminoso, ativo e quente - foi à do Remo.
Z – Zé Ângelo é assessor remunerado da SEEL. É uma nhanha.
É o que há!

RESPEITO

Eu tinha prometido prá mim mesmo que não diria nada sobre as mudanças de programação e de horários de alguns programas da Rádio Liberal-AM, porque não sou dono da rádio, não tenho voz ativa na administração da rádio(pelo contrario, tenho sido chato) e nunca fui ouvido sobre as mudanças e se fosse diria o que penso, mas como não sou chefe, fico na minha como simples funcionário da emissora e faço o que me é confiado. É claro que dentro dos meus limites e do meu estilo.Aliás, até não sei quando.

Rogo aos blogonautas, que foram ouvintes dos programas que apresentei na Rádio Liberal-AM que mande "emeio" para os donos - Rominho e Ronaldo Maiorana -, que somente eles poderão explicar as mudanças havidas na programação da rádio. Eu não posso falar do que não co nheço e não sei.E também não sei endereços eletrônicos deles e nem os telefones. Certo?
Obrigado pela compreensão, Zeca.

PRIMAZIA DESTE NEFANDO...


CORTA AQUI!
Não custou muito prá acontecer. Presidente da diretoria bicolor, Luís Omar, e o presidente do Conselho Deliberativo, Ricardo Rezende, estão de mal, depois que o Popó chamou Omar de mentiroso.
“Por que tu mentes prá mim? Tu me falaste que não contrataria o Rato e acabaste contratando um jogador sem utilidade para o PSC! Porra, Luís Omar, não mente prá mim que eu sou teu amigo. É este o pagamento que estás me dando pelo que fiz pela tua reeleição!” Extensa frase dita pelo Ricardo Rezende sábado, 5, pela manhã, na sede náutica do Paysandu por ocasião do “batismo” dos barcos que o Rezende e o Bode doaram ao departamento de remo do clube.
Luís Omar não gostou do que ouviu e respondeu agressivamente, alegando que o presidente é ele e que Cleison Rato será útil ao clube. Bode e Rui Sales intervieram prá que os dois não tivessem atitudes – digamos – mais contundentes fisicamente.
Ricardo Rezende se ausentou da Curuzu e não compareceu ao estádio para assistir ao jogo contra a Tuna. Veremos neste domingo se ele vai ao Mangueirão.
O Crítico dos Críticos, Hamilton Gualberto, fez suas “profetizações”.
O que Omar não disse é que o jogador é irmão do presidente da Terror Bicolor, que apoio a reeleição de Luís Omar, fazendo muito barulho na frente da sede social do Papão por ocasião do pleito.
“Os bombeiros” estão em alerta na Curuzu.

CRIME
O médico Flávio Freire e o fisioterapeuta Scota estão propensos a deixarem o departamento médico azulino depois que souberam que um membro do departamento fez infiltrações em Tiago Marabá. Foi essa prática que acabou com o Garrincha.
Jogador do “c” pelado não deixa “dopar” joelho porque depois as conseqüências se tornam crônicas.

RÁDIO
“Foi um estrondo que derrubou o Real Class?” Pergunta de uma repórter a uma moradora da 3 de Maio. Pira Paz, não quero mais!
E por falar em rádio, dá gosto ouvi a LIB 90.5. Heloísa Hum, Janjão e Cia. Alvíssaras!
Quem está despontando aos poucos no rádio esportivo é o professor Cláudio Oliveira. Depois do show na TV Cultura, hoje estará na 93.7 comentando o RE-PA, atendendo convite do Matoso.
Quem perde é a Marajoara por não aproveitar quem sabe fazer leitura de uma partida de futebol. Comentar futebol todos sabem fazer, leitura é outra coisa. E nesse metiê hoje em Belém do Pará tem dois: Hamilton e Cláudio. E não sou formador de opinião: eu tenho opinião e tenho coragem de expô-la doa a quem doer.
Ainda sobre rádio: BOLA NA ÁREA, programa que era apresentado pelo jornalista José Maria Trindade aos domingos das 12h às 15h, passou para sábado das 9h às 11h. Sem a participação dos ouvintes. Aprendi a não reclamar daquilo que aceito!

ZERO A ESQUERDA
Alguns funcionários da Curuzu perguntam o porquê da contratação do supervisor Carlos Pupo, o Carioca.
Não conhece os padrinhos que ajudam o clube e muito menos os caminhos que levam às empresas dos endinheirados.
Na semana do RE-PA faltou suplemento alimentar para os jogadores, e o treinador Sérgio Cosme cobrou eficiência do supervisor que não sabe quem são Raulzinho Aguilera e Lazera, que são os empresários que fornecem de graça as vitaminas que os jogadores tomam após os treinos.
Quem resolveu o problema foi o bolso do presidente.

BABAQUICE
Que lei é essa que não permite que o torcedor beba nos campos de futebol, mas este mesmo torcedor enche os “cornos” na calçada da Curuzu, nas cercanias do Baenão, no portão principal da Vila Olímpica (do lado de dentro) e nos portões do Mangueirão?
Ontem por ocasião do jogo TLB 1 X 0 INDEPENDENTE, no Souza, o torcedor envasava cerveja em lata de coca-cola e saboreava a “loura” na cara da PM.
Hoje no Mangueirão a PM vai visitar camarotes dos endinheirados.
Este blogueiro passatempo sabe como passam as garrafas de uísque e “aice” de ótimas procedências para as cadeiras e camarotes. Polícia é Polícia e jornalista é jornalista!
Em 2014 a FIFA respeitará a Lei?

ÉGUA!
Barraram o Ondino ontem no Souza. Ele foi campeão brasileiro pela Tuna e é o treinador das divisões de base do clube.
O comentarista Esportivo da Rádio Marajoara, professor Cláudio Oliveira, interveio e o ex-jogador adentrou ao estádio.

ERA PRÁ SER...
Um dos maiores traços aplicados no Remo pelo Ozimar Vasconcelos e que tinha o aval de gente graúda da Casa do Futebol.
A FPF no seu afã de fazer os cartolas de CR e PSC acreditarem nos apitadores paraenses encasquetou que seria árbitro local para o RE-PA de hoje.
Ozimar, mil anos como é, aceitou a proposta do Zé Ângelo, mas contrapropôs:” Aceito árbitro do Pará desde que o Andrei não entre no sorteio”. Zé Ângelo e Guilhermino aceitaram.
O Remo não acatou e deu sorte porque se aceita a ideia federacionista estaria à frente do RE-PA árbitro da “panelinha” do Papão. Quem duvida que as “locomotivas” têm suas “panelas”?
Foi preciso o advogado Hamilton Gualberto dizer prá todos ouvirem que tem gente na FPF que não tem isenção moral. Tanto o Vice, Zé Ângelo, como o diretor técnico, Paulo Romano, e o Guilhermino engoliram em seco e deixaram a sala de imprensa, local do sorteio, sentindo o “cheiro da perpétua” com aquele que sabe muito do submundo do futebol paraense.
O Remo precisa tomar cuidado na FPF prá não tomar na tarraqueta: do coronel Nunes, presidente, ao vigia da casa choram quando o Paysandu perde.

TORPEDÃO
Jopérso Coutinho, conselheiro bicolor, é pai do jogador Andrei, 20, meia que jogou ano passado no Bonsucesso (RJ) e no início do ano chegou à Curuzu
Terça-feira Jopérso chega a Curuzu e indaga do diretor Izomar Souza o porquê da falta de interesse do clube em não fazer a transferência do seu filho, e o diretor responde que o clube não tem R$ mil prá pagar.
“O PSC não tem dinheiro prá pagar a transferência do Andrei, mas tem prá pagar à dos “barqueiros” que estão “roubando” o clube.
O pachorrento diretor nada disse. Como de sempre, dizer o quê?

“MODUS OPERANDI”
O assalto a mão armada na sede do CR na tarde de sexta-feira, quando os bandidos foram direto à sala do funcionário Mário Sergio- velho conhecido da ratazana Guilherme Salse e de cambistas – e levaram R$ 18.000,00, tem muito a ver com o assalto que sofreu o filho do Artur Tourinho, o Marquinho Tourinho, que saiu da Curuzu com R$ 45.000,00 e no portão do prédio onde morava foi assaltado.
Hoje, Marcos Tourinho é um próspero empresário de material esportivo, usando a marca RE-PA.
É a velha e surrada parada dada. É uma nhanha!

"FEELING"
Irei ao Mangueirão com a sensação de que verei um jogão de bola e que o CR jogará melhor que o Papão.

PRÁ PENSAR
"Os amigos nos fazem bem; os inimigos nos promovem!"
É o que há!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

ACABOU O SEQUESTRO!

O ex-presidente do PSC, dr. Joaquim Ramos e esposa, acabam de ser liberados pelos três assaltantes que praticaram o assalto na 14 de Março com Djalma Dutra, no Telégrafo.

O policial militar Costa Filho obteve sucesso com as negociações com os três bandidos.
É o que há!

EX-PRESIDENTE BICOLOR SOFRE SEQUESTRO

O ex-presidente do Paysandu, médico Joaquim Pereira Ramos,esposa e filho são vítimas de sequestro nesta noite de sábado por três bandidos na Djalma Dutra com 14 de Março, no Telégrafo.

A PM negocia com os bandidos.


TUNA VENCE, MAS PRESIDENTE CONVERSA COM BIRA

A vitória tunante sobre o Independente por 1 x 0, gol marcado por Felipe Mamão, cobrando pênalti, aos 37', do segundo tempo, salvou a pele do treinador flávio Goiano.

O time luso estava jogando e o Goiano à beira do gramado se esgoelando e o presidente Luso, Fabiano Bastos, conversava com o Bira, que estava na Vila. O Tremendão mora em Macapá e veio
a Belém para assistir ao RE-PA.

Goiano continua treinador luso,mas o Bira foi consultado.

Ainda pela 5ª rodada, na noite deste sábado, o Águia ganhou do Cametá de 4 x 3; em Castanhal o time que empresta o nome da cidade Modelo empatou em 2 x 2 com o São Raimundo.
É o que há!

DOIS TREINADORES E UM DESTINO

Cidade agitada, torcedor eufórico com seus times e no centro das atenções dois homens: Paulo Comelli, 45, paranaense de Londrina, e Sérgio Cosme, 60, carioca. Àquele é metódico, meticuloso até no falar e quando tem que chamar atenção dos jogadores, nos 15 minutos de intervalo de uma partida, ele fala ao pé do ouvido; este é agitado, para seus pares de comissão técnica é estressado, fuma muito no comando dos treinos, e no vestiário, no intervalo, usa a metodologia do grito prá chamar a atenção dos seus comandados.

Inobstante estilos diferenciados na hora de trabalhar, os dois são amigos dos jogadores, são paizões e não poupam elogios àqueles que se sobressaem nas partidas.

No futebol, penso que a qualidade do jogador é muito mais importante do que o técnico e o esquema tático. De nada adianta técnico cerebral se o jogador é “cabeça de bagre”. E se o técnico não é tudo numa partida de futebol, qual a função deste? Treinar, orientar, mostrar numa partida como o atleta deve atuar; desmarcar-se de uma marcação implacável que é o que vai acontecer com Tiago Potiguar. Sérgio Cosme tem a obrigação de orientar o seu jogador de como ele deve se desvencilhar do Sam ou Mael, que deve ser o responsável prá não deixar o bicolor jogar. Aí o treinador do Paysandu vai oferecer condições para que Potiguar jogue o que sabe.

E que condições são essas? O que ele sabe fazer: o drible e a troca rápida de passes com seus companheiros, com estes lançando a bola de um lado para o outro. E o Tiago Potiguar tem uma característica que é fatal pra quem ousa marcá-lo colado: jogar a bola na frente e sai pelo lado em velocidade. E o que fazer prá que o atacante bicolor não apareça: é matar a jogada no nascedouro; é fazer com que essa bola não chegue ao Tiago Potiguar. Isso se chama estratégica futebolística dentro do quadrado; o treinador tem que saber mexer com as pedras no tabuleiro e isso bem poucos sabem fazer. O mestre Telê era campeão nessa modalidade e hoje o Muricy Ramalho e o Luxemburgo fazem por onde passam. Por aqui, até hoje, só vi um: César Moraes, o Gury. Ele enxergava muito.

A diferença que há entre Remo e Paysandu, hoje, é que um tem individualidades técnicas e no outro há coletividade. Sérgio Cosme mudou a forma de jogar do PSC nos 15 minutos de intervalo nas duas primeiras partidas contra Castanhal e Independente quando o time não se houve bem no primeiro tempo, e o Remo entrou jogando a mil contra o São Raimundo, no Baenão. Na oportunidade encheu os olhos de quem viu o jogo diante de um São Raimundo “mundiado” pela velocidade remista.

Dois jogadores importantes nos esquemas dos treinadores – até hoje – constituem-se em problemas: lateral direito Álax, que sentiu dores no treino de ontem, e Sérgio Cosme está em dúvida com relação ao substituto; Tiago Marabá, pelo azulino, se não reunir condições deve ser substituído por Léo Mineiro.

Paulo Comelli deve armar esquema para evitar as investidas de Tiago Potiguar. Sam ou Mael cola no atleta bicolor, mas corre o riso de deixar livre Alexandre Carioca ou Sandro que pode servir Rafael Oliveira e Mendes, que tem boa colocação dentro da área.

Vejo o time do Remo mais compactado, sabendo recuar, marcando com precisão e contra-atacando em velocidade com Marlon pela lateral-esquerda e Luís André e Tiaguinho pelo meio.

Se o miolo de zaga do Papão tem sido a preocupação do treinador e do torcedor - sai Ari para cumprir a suspensão automática e entra Tinoco ao lado de Laranjeira-, no Remo os zagueiros têm feito a diferença.

Certa vez ouvindo Tostão num canal de TV fechado perguntaram prá ele qual o melhor técnico. Resposta: “É o que muda pouco e sabe o momento de mudar”. O jogo de amanhã entre Remo e Paysandu, penso eu, servirá prá se definir futuro de treinador. Quem É. Tanto Comelli como Cosme trabalharão pressionados pelo resultado positivo. Principalmente o Remo que se vencer levanta a curica de vez.

REMO: Lopes; Helsinho, Paulo Sérgio, Rafael Morisco e Marlon; Sam, Mael, Luís André e Tiaguinho; Ró e Tiago Marabá.
Técnico: Paulo Comelli
PAYSANDU: Ney; Álax, Tinoco, Laranjeira e Brayan; Bily, Alexandre Carioca, Sandro e Tiago Potiguar; Rafael Oliveira e Mendes.
Técnico: Sérgio Cosme.
ÁRBITRO: PAULO CESAR DE OLIVEIRA (FIFA-SP)

ATENÇÃO!

Estou preparando o PULO DO GATO de amanhã. Vai estar sensacional. Os religiosos dizem que o pai da mentira é o lúcifer e por causa de mentira e soberba é que acabou a amizade que havia entre Deus e o diabo.

Aqui na terra casamentos e amizades têm terminado por causa de mentira. "Por que tu mentes prá mim?" Foi o quê da questão entre dois grandes amigos. Lembram daquela brincadeira de "piqueno" que se unia os dedos indicadores e um dizia para o outro: "corta aqui!"

Saio cedo de casa hoje prá bisbilhotar e depois postar prá vocês o que jornal não publica, TV não revela e rádio não conta. Eu conto e dou nomes. Aguardem!
É o que há

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

LEVARAM DINHEIRO DO REMO NAS BARBAS DA POLÍCIA

Numa boa, dois bandidos armados entraram na sede do CR à tarde de hoje e foram direto para a sala onde estava o funcionário Mário Sérgio e levaram R$ 18 mil. Eles sabiam com quem estava o dinheiro arrecadado dss vendas de ingressos para o jogo de domingo contra o Paysandu.

Além do dinheiro, levaram também pacote de ingressos para as cadeiras e no momento o delegado de polícia civil, Arnaldo Mendes,que já foi diretor azulino estava na sede social do clube na Avenida Nazaré e nada pode fazer pôde fazer, inobstante estar armado
É o que há!

OS NOSSOS DIRIGENTES APOSTAM NA HISTÓRIA E DESCONHECEM O TEMPO

Os nossos dirigentes contratam jogadores de futebol apostando nas histórias destes e desconhecem que o tempo é cruel com o corpo humano. Só no futebol brasileiro e em especial no Pará que o tempo pode se curvar diante do talento.

Os exemplos estão nas nossas caras: o mais emblemático é o Ronaldo "Fenômeno" no Corintians e por aqui temos Alex Oliveira, 37, que foi bom por onde passou; fez história e marcou gols, mas tem contra si as contusões.

Jogou 3 partidas pelo Paysandu e agora vive o drama de dores em uma das coxas e ficará de fora do jogo que o clube mais precisa dele - contra o Clube do Remo.

Chego a conclusão que os dirigentes gostam de ser "roubados".

E ATENÇÃO!

Estou metendo o peito num cipoal prá descobrir o "caminho" que me levará a um local onde dois dirigentes quase que vão às vias de fato!
É o que há!

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

DIRIGENTES DA FPF METERAM OS RABOS ENTRE AS PERNAS

No sorteio deu o que queria o CR: Paulo César de Oliveira (FIFA-SP) vai comandar o RE-PA de domingo, às 16h., no Mangueirão.

Auxiliares: Lúcio Ipojucan Ribeiro da Silva Mattos e Márcio Gladson.

Antes do sorteio, na sala de imprensa da FPF, houve divergências entre os representantes do CR, representado pelo Paulo Motta, Sérgio Dias e o advogado Hamilton Gualberto, e os da FPF, nas pessoas do vice José Ângelo e o diretor técnico Paulo Romano por que Zé Ângelo levantou a questão de que o CR não entrou com o pedido de árbitro de outra federação dentro do prazo legal, no que foi rechaçado pelo advogado Hamilton Gualberto, mostrando ao dirigente federacionista que estava havendo equivoco da parte dele.

Federação e Paysandu, na pessoa do Ozimar Vasconcelos, se uniram em torno da arbitragem local e o Remo bateu pé e disse não e chegou a ameaçar não entrar em campo se não fosse árbitro de fora. Feito o sorteio, sem a presença dos dirigentes azulinos, deu Paulo César de Oliveira.

O que chamou a atenção de todos que estavam na sala de imprensa foi à forma áspera como o advogado Hamilton Gualberto se referiu ao diretor técnico da FPF, Paulo Romano: “Tu és suspeito! Tu não podes te manifestar! Tu não tens isenção! Tu obrigaste o Remo a jogar em 2009 em Santarém contra o São Raimundo, contrariando decisão do TJD. Hoje a história é outra, Paulo Romano”. Sentenciou Gualberto diante de uma platéia pasma pela maneira como o Zé Ângelo e o Paulo Romano engoliram calados e deixaram a sala com os rabos entre as pernas.
Eu, hein?!

MP DENUNCIA ENDINHEIRADOS DE CR E PSC. CUIDADO!


Ministério Público denuncia endinheirados de CR e PSC que em jogos desses clubes cerveja e uísque(de boa procedência) são digeridos sem cerimônia nos camarotes e cadeiras vips do Baenão e Curuzu.

A denucia foi feita pelos promotores públicos Newton Gurjão e Domingos Sávio ao Ten. Cel. Hilton Benigno, comandante do policiamento de domingo no Mangueirão.

Hoje pela manhã, no Mangueirão, o coronel Hilton e os oficiais da PM que estarão trabalhando por ocasião do RE-PA reuniram com a direção do estádio, senhor Joaquim Brás(foto), quando ficou definido que o policiamento no Mangueirão vai ser fazer presente a partir da tarde de sábado quando acontece o abastecimento dos bares do estádio "Edgard Proença".

"Vamos tentar coibir a psssagem de bebidas álcoolicas a partir do momento que os carros abastaecedores chegam ao Mangueirão, mas já sabemos que outras pessoas são responsáveis pela passagem de garrafas de uísque e Aice para camarotes e cadeiras. Nos camarotes a polícia vai entrar. Não importa quem seja. A PM vai fiscalizar", assegurou o comandante do policiamento, Cel Hilton, que comandará 800 homens - dentro e fora do Mangueirão.
É o que há!

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

SUA SAÚDE É UM BIG BEN

PSC ACEITA ÁRBITRO DO PARÁ, MENOS O ANDREI

É válida a tentativa dos dirigentes da Federação Paraense de Futebol acabar com a cisma dos cartolas dos clubes com os árbitros paraenses. Foi-se o tempo em que havia vendilhões no quadro de apitadores da entidade. Acabou? Penso que sim.

Neste RE-PA como o Paysandu está de flozô, Ozimar Vasconcelos – mil anos como ele é -, malandramente, acatou a ideia do Zé Ângelo de valorização da arbitragem local, e o CR, através de Paulo Motta e Sérgio Dias, não concordou, postulando arbitragem da FIFA. Conclusão: sorteio nesta quinta-feira entre um nome da FPF e outro da FIFA(de preferência de São Paulo).

O que não foi percebido pelos dirigentes do CR é que Ozimar Vasconcelos – caladinho – fez suas exigências à Federação: a não inclusão no sorteio de amanhã do nome de Andrei Silva.

Um desses nomes entrará no sorteio: Glauber José Miranda, Delson Fernando Freitas da Silva e Joelson Nazareno Ferreira Cardoso com o FIFA.
É o que há!

PAYSANDU ESTÁ DE FLOZÔ!

Os dirigentes do Paysandu estão em estado de indolência diante dos do Clube do Remo.

No Paysandu há o consenso dos cartolas pela indicação de árbitro local para o RE-PA de domingo. "Nós queremos árbitro local, mas menos o Andrei", disse Ozimar Vasconcelos a este blogueiro passatempo.

É estranha a tranquilidade dos bicolres diante das divergências dos remistas.
É o que há!

"ELE OU EU", DISSE SÉRGIO DIAS AO PRESIDENTE CABEÇA

Diretoria de futebol do Clube do Remo manou ofício à Federação Paraense de Futebol solicitando a indicação de árbitro de outra federação para comandar o RE-PA de domingo no Mangueirão, às 16h.

O vice-presidente da FPF, José Ângelo, não acatou a proposta dos que comandam o futebol azulino e convocou o presidente Sérgio Cabeça para uma reunião à tarde de hoje na sede da FPF.

Levy, Sergio Dias e Paulo Motta não aceitam árbitro local e ontem, na sede do CR, Sérgio Dias disse prá todos ouvirem: “Presidente, se o senhor aceitar a proposta do Zé Ângelo, que chora pelo Paysandu, eu estou fora da sua diretoria”.

Inobstante alguns cronistas dizerem que o RE-PA de domingo não tem muita importância, penso que tem sim, e como tem para o Clube do Remo. Moralmente e psicologicamente tem muito mais importância para o Leão Azul que para o Paysandu.

O Remo precisa vencer prá levantar a curica de vez! É o que penso. O ex-tenista brasileiro, o segundo melhor do Brasil(0 primeiro é o Guga), certa vez, em entrevista à PLACAR, disse “que as partidas se definem de antemão: vence quem estiver melhor e moral espiritualmente”.

Penso que é o caso do Remo prá sair da situação em que se encontra.

Se o presidente do CR, Sérgio Cabeça, aceitar a ideia do Zé Ângelo, poderá perder membros da diretoria de futebol.
É o que há!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

ACABARAM COM A NHANHA DO FERREIRA DA COSTA

Géo Araújo e Nildo Matos são presidente e vice, respectivbamente, da ACLEP - Associação dos Cronistas Esportivos do Pará.

Foram eleitos pelos votos de 45 associados(contraa 40) que acreditam na competência, aplicação e transparência administrativa dos dois confrades à frente da nossa entidade.

Géo é Narrador esportivo da Rádio Clube e Nildo é repórter da Rádio Marajoara e serão empossados dia 28 de fevereiro, dia do radialista, na sede da entidade em Ananindeua.

A nova diretoria está assim composta:

Presidente: Géo Araújo.
Vice-presidente: Nildo Matos.
Secretário: Carlos Estácio.
Tesoureiro: Ailton Silva
Diretor jurídico: Carlos Castilho.
Pres. A. Geral: Edson Matoso.
É o que há!

NÃO TEM GUILHERMINO QUE DÊ JEITO

Os nossos apitadores não têm pudor; se tivessem um tqiquinho de vergonha na cara não seriam auxiliar de nenhum árbitro que venha de outra federação para comandar o maior dérbi da Amazônia e um dos maiores do Brasil - o RE-PA.

Ao ser entrevistado pelo repórter Nelson Torres, da Liberal-AM, o diretor de futebol do Clube do Remo, Rafael Levy, disse sem balbuciar que o clássico de domingo entre as duas maiores "locomotivas" do nosso futebol "precisará de árbitro de pulso e categoria e nós queremos FiFA".

Os dirigentes do Paysandu"queimaram" para o Parazão aquele que é considerado o melhor apito do Pará, o jovem Andrei Silva, por culpa do próprio Remo que tem demonstrado desde que ele surgiu na arbitragem interesse desmedido para que o apitador esteja à frente dos jogos do time azulino, principalmente os considerados de risco, como foi o caso do encontro contra o Águia, quando Andrei desmarcou um gol do time marabaense.

Como se não bastasse a desconfiança dos nossos dirigentes por um passado marcado pela safedeza de alguns apitadores, a nova geração - a grande maioria - não tem currículo e depende do apito até prá sobreviver.

Em Salvador está surgindo um árbitro que já foi destque nacional por ser jovem bem afeiçoado, formado em fisioterapia, fala fluentemente inglês e é candidatíssimo à FIFA.

Sem discriminação, mas por aqui tem de mata-mosquito a motorista-de-madame.

Guilhermino, por onde anda o Cleber Ribas?
É o que há!

"A ALMA HUMANA É TÃO MISTERIOSA QUE TUDO É POSSÍVEL"

Está circulando na WEB “emeio” denunciando que alguns funcionários e auditores da Caixa Econômica Federal, responsáveis pelos sorteios da Mega-Sena, estão fraudando o peso das bolinhas, e, consequentemente, números caem nas bandejas conforme seus intentos para fazer “laranjas” ricos de uma hora prá outra.

No dia 23.10.2010 o concurso 1225 sorteou: 31-32-34-40-50-55; quatro dias depois – 27.10 – a CEF procedeu ao sorteio do concurso 1226: 10-31-40-50-55-56. Como se observa, os números repetidos são: 31-40-50-55.

“Nenhuma instituição é vestal imaculada! Monarquias, Repúblicas, Executivos, Congressos, Tribunais, Igrejas, Forças Armadas, Bancos (segundo Brecht, tanto faz roubar ou fundar um deles), Academias – onde o homem põe a mão há sempre um ladrão"
É o que há!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

O BLOGUE E OS BLOGONAUTAS JÁ SABIAM...

No dia 10 de janeiro recebi "emeio" do blogonauta Henrique Mateus F. Lopes em que mandava-me ranquingue dos clubes brasileiros e o PSC é o 12º com 20 pontos: 1 copa dos Clubes Campeões - 6; 1 Copa Norte - 2 e seis títulos estadual na primeira década do século XXI. Total: 20 pontos.

No dia 11 postei: NA 1ª DÉCADA DO SÉCULO XXI O PCS FOI O 12º NO RANKING.

Agora, a Federação Internacional de História e Estatística do Futebol divulga que o PSC é o 24º na América Latina.

É ou não é o clube que deu as maiores glórias para o futebcol amazônico?

CR E PSC QUEREM ÁRBITRO DE OUTRA FEDERAÇÃO

Não tem jeito, não. E não tem Guilhermino que faça os dirigentes de CR e PSC acreditarem na competência e credibilidade dos apitadores da FPF.

O árbitro para o RE-PA virá de outra federação.
É o que há!

ESTÁ CONFIRMADO: BELÉM SERÁ SEDE DO SUL-AMERICANO


O presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos,paraense Coaracy Nunes Filho, deixou Belém convicto de que a cidade será sede do Sul-americano de Desportos Aquáticos em março de 2012.

Apóa a apresentação de ontem das seleçõs brasileira e russa de nado sincronizado, na piscina de Tuna Luso Brasileira, o governador Simão Jatene(foto) conversou com o dirigente da CBDA sobre os locais das competições e o governador garantiu que o Estado vai patrocinar as reformas no parque aquático da Escola Superior de Educação Física, onde deverão ser realizadas as provas de nado e salto.

As piscinas de TLB e CR servirão de palco para as provas de polo-aquático e nado sincronizado.

"ROUBADA" EM SANTARÉM

Em Santarém "roubaram" os dirigentes e os torcedores do São Raimundo, que vive o fantasma do rebaixamento.

É no que dá comer como pinto e borrar como pato. Nem Remo e Paysandu sonharam um dia em fazer pré-temporada no Rio de Janeiro.
É o que há!